Whiplash.NetMenuBuscaReload

Metallica: "James e Lars não precisam de outra pessoa na bolha"

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Carlos Garcia, Fonte: Site Road to Metal
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevista recente ao site gaúcho Road to Metal, o lendário baixista JOEY VERA (ARMORED SAINT, FATES WARNING) falou sobre o novo álbum do Armored, "Win Hands Down", e também um pouco de história, e, claro, as vezes em que foi cogitado a ingressar no METALLICA.

Confira o que ele falou a respeito, e mais alguns trechos da entrevista:

Joey você é conhecido por sua excelente técnica e poder de composição, esses adjetivos chamaram a atenção do Metallica. Eu sei que você provavelmente já respondeu a essa pergunta milhares de vezes, mas, por que você não aceitou entrar no Metallica após a morte de Cliff Burton? Quando Jason Newsted deixou a banda o seu nome também foi lembrado. Naquele momento eles vieram falar com você sobre isso? (acho que você não aceitaria o cargo, porque talvez você não teria liberdade criativa no Metallica.)

Joey: Bem, eles fizeram contato comigo, mas não pelas razões que você indicou. Eles estavam em um momento terrível e tendo de fazer audições de baixistas, e eles odiavam. Eles queriam tocar com amigos, pessoas que conheciam, por isso Lars me chamou para uma jam e ver o que acontecia. Mas eu estava bem em meios às gravações de “Raising Fear” com o Saint. Eu não estava em um momento da minha vida em que eu estava procurando uma mudança. Eu não senti que era o momento certo de deixar a minha banda, e amigos de infância, bem no meio disso. Então, eu não quis. Eu não era o cara certo. Jason era.

Joey: Quando Jason deixou a banda ele mencionou o meu nome na imprensa uma vez, e isso é o fim de tudo. Em retrospectiva, eu não acho que eu teria sido criativamente feliz no Metallica. James e Lars são uma grande equipe. Eles não precisam de outra pessoa dentro da bolha. Mas eu gosto da música que eu fiz e todas as pessoas que eu trabalhei desde então, eu não poderia imaginar minha vida de outra maneira.

E sobre a produção novo álbum do ARMORED SAINT, Joey, entre outras coisas comenta:

Joey: "Bem, acho que nossa banda sempre foi um pouco “simples” em termos de produção. Gastamos um monte de discos tentando capturar o nosso som "ao vivo", afinal nós somos uma banda de alta energia ao vivo. Mas desta vez, eu queria ir um pouco além em termos de produção. Eu queria que fosse épico. Também estou envolvido em diferentes tipos de música e é divertido achar um lugar para adicionar instrumentos étnicos ou sons estranhos. Foi um exercício para desafiar a criatividade, mantendo um sentido ou urgência"

Sobre o FATES WARNING:

Joey: "Tocar com Fates tem sido muito gratificante. Em tantos níveis. Fiz grandes amigos para toda a vida, eu toquei com alguns dos melhores músicos da cena e eu me tornei um músico e compositor muito melhor. Estar no Fates fez-me um músico melhor. Totalmente."

Leia entrevista completa com este grande músico acessando o link abaixo:

http://roadtometal.com.br/2015/09/entrevista-armored-saint-t...

Imagem

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias da seção Notícias

Todas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Armored Saint"Todas as matérias sobre "Fates Warning"

Lars Ulrich
Está cada vez mais difícil achar bandas inspiradoras

James Hetfield: narrando documentário sobre vício em pornografiaMetallica: Lars Ulrich na guitarra e Kirk Hammet na bateria?Metallica: gravação profissional de "Hardwired" na Coréia do SulMetallica: Wherever I May Roam no banjo, bouzouki e bandolinMetallica: banda vai se apresentar no Grammy de 2017Todas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Metallica
Black Album garante aposentadoria de Jason Newsted

Clipes
10 vídeos de rock/metal bem legais lançados em 2016

Metallica
Kirk Hammet fala sobre horror e guitarras

Iron Maiden
A brincadeira de gato e rato nas capas da banda

Separados no nascimento
A semelhança entre Paul McCartney e Kiko

Dimebag Darrell
"Se quiser um idiota para cantar chamo Anselmo"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 06 de setembro de 2015
Post de 08 de setembro de 2015

Sobre Carlos Garcia

Antes de tudo sou um colecionador, que começou a cair de cabeça no Metal e Classic Rock quando o Kiss esteve no Brasil em 1983, a partir daí não parei mais. Criei fanzines, como o Zine Barulho, além de colaborar com outros zines e depois web zines e sites, como os saudosos Metal Attack e All the Bangers. Atualmente sou um dos editores e redator do Road to Metal. O melhor de tudo são as amizades que fazemos, além do contato e até amizade com alguns de nossos heróis.

Mais matérias de Carlos Garcia no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online