As regras do Metal Neoclássico

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

As regras do Metal Neoclássico


  | Comentários:

Não basta apenas tocar na velocidade da luz todas as músicas de Johann Sebastian Bach para ser uma estrela do Metal Neoclássico. Descubra nesta esclarecedora matéria tudo o que você precisa saber para entrar de cabeça neste mundo.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
1. Música Clássica é o único estilo de música que existe. Se não for Música Clássica, que seja Neoclássico. Se não for nenhum dos dois, não é bom.

2. Sua missão é convencer o mundo a reconhecer a regra número 1.

3. Nunca escute nada que foi composta depois de 1900.

4. Mesmo que você já tenha escutado.

5. Suas fontes de inspiração são Bach, Vivaldi, Mozart e Beethoven.

6. Ainda que você escute secretamente Black Sabbath, Jimi Hendrix e Van Halen.

7. A regra 3 não se aplica à regra 6. Exceto publicamente.

8. Certifique-se de ter nascido na Suécia.

9. Se você não for sueco, provavelmente você não é neoclássico.

10. Se você não é neoclássico, você não é bom. Vide regra 1.

11. Você deve optar por um instrumento próprio para solos. O que automaticamente exclui bateristas e vocalistas.

12. Sinto muito, letras só servem para preencher os espaços entre os solos!

13. Mas você vai precisar de um vocalista para manter o público acordado.

14. Afinal sua missão é levar a música clássica para os ouvintes da atualidade, que infelizmente só escutam porcaria!

15. Solos! Você precisa de solos!

16. Então você deve tocar guitarra (Yng... Michael Rom...) ou teclado (Jen Johan... Richard Ander...). Baixo não é recomendado.

17. Mas o baixista deve fazer solos também!

18. Nunca se esqueça das regras 1, 2 e 3!

19. E da regra 15.

20. Então, logicamente, você pode (e deve) utilizar partes de músicas dos seus maiores ídolos.

21. Entenda a regra 20 como uma homenagem às suas fontes de inspiração da regra 5.

22. Despreze a atitude de Katherine Thomas (The Great Kat).

23. Mas secretamente pense do mesmo modo que ela! Afinal sua missão é convencer o mundo a reconhecer a Música Clássica.

24. Se você for homem, tenha um pôster dela ao lado de quadros dos seus ídolos. Mas abaixo deles, eles são mais importantes.

25. Não lembra quem são seus ídolos? Reveja a regra 5.

26. Se você for mulher, seja como Katherine Thomas!

27. Você deve tocar com semicolcheias a pelo menos 250 batidas por minuto.

28. Menos que isso é inaceitável.

29. Em qualquer música, mesmo que seja uma balada, você deve fazer um solo na maior velocidade possível.

30. Orgulhe-se de sua velocidade, velocidade é tudo.

31. Exceto quando alguém é mais rápido que você. Nesse caso você tem muito mais feeling.

32. Algum dia, você deve regravar o 24º capricho de Paganini.

33. Se você toca guitarra, sua técnica foi inspirada em Paganini.

34. Não importa quantas vídeo-aulas do Malmsteen você assistiu. Sua técnica é baseada em Paganini! Digo mais, sua técnica é a MESMA que Paganini usava para tocar violino.

35. Se você toca teclado, sua técnica foi inspirada em Bach.

36. Mesmo que você tenha o teclado do Jens Johansson e a postura do Derek Sherinian. Sua técnica é a MESMA que Bach usava para tocar órgão!

37. Nesses momentos você deve lembrar da regra 5.

38. Você também deve gravar um ao vivo no Japão.

39. Você só pode gravar um ao vivo em outros lugares depois de ter gravado um ao vivo no Japão.

40. Em shows, você deve executar os solos perfeitamente. Improvisos são para jazz.

41. Não se esqueça, seus fãs são tão detalhistas quanto você.

42. Afinal eles são adeptos da regra número 1.

43. Quando você conseguir conquistar fãs suficientes (ou mesmo quando tiver grana para bancar), você deve gravar um ao vivo com uma orquestra.

44. Disponibilize esse ao vivo no maior número de formatos possíveis: CD, DVD, VHS, BLU-RAY, LP, K7, MP3. Esse ao vivo é a prova que você segue piamente a regra número 1.

45. Ao tocar com a orquestra, "esqueça" de seus maiores ídolos, apesar de estar com o melhor conjunto para uma execução própria de suas peças. Execute apenas músicas de sua composição.

46. Lembre-se de seus maiores ídolos e peça perdão por ser um mero mortal sujeito a falhas.

47. Você já se esqueceu de seus maiores ídolos novamente? Vide a regra 5.

48. Após gravar alguns dois álbuns com uma formação, você deve trocar pelo menos um membro.

49. Em geral é o vocalista.

50. Não importa que ele alegue que você é chato, irritante e egoísta e saiu da banda porque não lhe suporta mais. Ele saiu por causa de divergências musicais que não permitiam seguir a regra número 1.

51. E foi você quem o mandou embora!

52. Se possível troque TODOS os membros de um álbum para outro. Exceto você mesmo.

53. Se o Richard Andersson conseguiu fazer isso, você também consegue!

54. Alegue que os horários dos membros da banda e seus projetos paralelos não eram mais compatíveis.

55. Tenha vários projetos paralelos.

56. Se possível com os mesmos músicos de sua banda!

57. Escalas menores harmônicas são o que há!

58. Baseie metade de suas músicas nelas.

59. Ao ser questionado sobre seu método de composição, comece a discorrer sobre compassos compostos e o modo mixolídio.

50. Ou simplesmente fale que você se inspira em Bach, Vivaldi, Mozart e Beethoven.

61. Deixe claro em qualquer entrevista que você é um instrumentista rápido e técnico. Vide a regra 30.

62. Para ser um instrumentista rápido e técnico, você vai precisar de um bom instrumento. Arranje um modelo signature com alguma marca conhecida.

63. E tenha dezenas desse em casa. Se o Malmsteen pode ter cem guitarras iguais em casa, você também pode. Não, você DEVE.

64. Mas guarde o seu primeiro instrumento. No ponto que você tiver cem iguais a ele, ele já vai estar todo arranhado e cheio de marcas. E você ainda vai tocar com ele.

65. Diga em qualquer entrevista que você pratica pelo menos 8 horas por dia. Vide regra 61.

66. Se você vai realmente praticar 8 horas é outra coisa, mas você precisa dizer que passa a maior parte do dia tocando.

67. Contanto que você mantenha uma boa velocidade, é irrelevante se você só pratica 15 minutos. Entenda por boa velocidade a regra 27.

68. Sempre que você mencionar a sua velocidade, mencione quantas notas por segundo você faz.

69. Se você não conseguir calcular exatamente quantas notas você faz, diga qualquer valor acima de 16.

70. Despreze todos aqueles que fizerem mais notas por segundo que você. Eles não têm feeling.

71. Despreze a você mesmo por fazer mais notas por segundo que seus maiores ídolos. Eles tinham mais feeling que você. Vide regra 46.

72. Muito provavelmente alguém vai dizer que você errou meia nota em um solo depois do show.

73. Acerte um murro nele por ter zombado de seus maiores ídolos.

74. Afinal, como você é um instrumentista competente, você não errou nota nenhuma. Como seu instrumento também é o melhor que há, ele não desafinou.

75. Logicamente então, o infeliz não compreendeu a genialidade daquele acidente musical naquela parte específica do solo. Essa falta de compreensão é uma ofensa!

76. Ainda mais provavelmente, vão aparecer pessoas elogiando sua técnica.

77. Brinde-os com um discurso sobre como você mantém sua técnica e quais são seus métodos de composição. Vide regras 59 e 65.

78. Se você for homem, não fale por tempo demais para as mulheres não correrem de sua monotonia.

79. Afinal você vai precisar de uma parceira bem apresentável (de preferência uma modelo) para provar sua superioridade em relação aos meros mortais.

80. Provar que é superior faz seus fãs desejarem ser você e começarem a seguir a regra 1, que é o seu objetivo no final das contas. Vide regra 2.

81. De qualquer modo, você vai passar muito mais tempo praticando com seu instrumento do que com sua parceira. Vide regra 65.

82. Isso é, se você encontrar algum tempo para passar com ela!

83. Passe mais tempo com sua parceira do que com seu instrumento e você não será neoclássico. Vide regra 10.

84. Em geral, você deve falar como a Katherine Thomas. Mas não atenda o telefone xingando as pessoas.

85. Só comece a xingar quando disserem que não escutam Música Clássica.

86. Não se esqueça da regra 2 nesse momento.

87. Em se tratando de letras, você pode falar basicamente sobre o que você quiser.

88. Ninguém vai se importar mesmo, elas só servem para preencher os espaços entre os solos!

89. Mas não fale sobre satanismo. Você não quer assustar as pessoas.

90. Fale sobre carros velozes. Sempre funciona, não é mesmo Malmsteen?

91. Faça uma música com um nome do tipo "... than the speed of light" ou "... the speed of light" ou "speed of light".

92. Compare-se com a velocidade da luz. Vide regra 30.

93. Escreva uma balada com corais fofos. E um solo extremamente rápido, de acordo com a regra 29

94. Após alguns anos, lance um disco só com as suas baladas.

95. E outro com regravações das suas melhores músicas.

96. Entenda por melhores músicas: ou as mais rápidas, ou as que mais contém partes de composições de seus maiores ídolos. Nunca as que o público mais gosta, exceto se elas se encaixarem em alguma dessas duas categorias.

97. Após ser reconhecido por sua técnica, você deverá gravar uma (ou várias) vídeo-aulas.

98. Suas lições devem soar todas exatamente iguais. Faça questão de que a vídeo-aula mais mostre a sua técnica ultra-veloz do que ensine alguma coisa à quem a assista.

99. Algum dia você vai pensar em tocar uma música inusitada. Mas nunca, em hipótese alguma, toque o hino dos Estados Unidos fora dos Estados Unidos!

100. Siga as 100 regras do Metal Neoclássico. Em especial a regra número 1.

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?

Matérias relacionadas à matéria acima

As regras do Black Metal
As regras do Power Metal - Parte I
As regras do Power Metal - Parte II
As regras do Prog Metal
As regras do Thrash Metal
As regras do Viking Metal
As regras do Death Metal
As regras da NWOBHM
As regras do New Metal/Nu-metal
As regras do Punk Rock
As regras do Gothic Metal


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Humor
Todas as matérias sobre "Yngwie Malmsteen"

Malmsteen: algumas de suas versões virtuosas de clássicos do rock
Jeff Scott Soto: vocalista fala dos defeitos de Yngwie Malmsteen
Clapton, Beck e Malmsteen: homenagem aos 60 anos da Stratocaster
Yngwie Malmsteen: Deus da guitarra ensina editor da Spin a fritar
Yngwie Malmsteen: veja novas guitarras signature da Ovation
Yngwie Malmsteen: conheça nova Fender Signature atualizada
Tim "Ripper" Owens: vídeo de clássicos do Judas Priest e Sabbath
Tim "Ripper" Owens: show no Rio nesta sexta
Yngwie Malmsteen: vídeos em HD em Porto Alegre
Tim Ripper Owens: ingressos à venda para show no Rio
Malmsteen: sueco se redime com público em Porto Alegre
Yngwie Malmsteen: galeria de fotos do show em São Paulo
Mike Terrana: novo projeto, com clipe e turnê, é anunciado
Malmsteen: resenha da apresentação em São Paulo
Yngwie J. Malmsteen: set-list do show de São Paulo

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Derek Volker

É guitarrista, vocalista, compositor, escritor, mas, acima de tudo, um headbanger convicto. Conheceu o heavy metal através do Iron Maiden e do Helloween, e atualmente escuta desde o metal extremo de bandas como Nile e Terror 2000 até o virtuosismo de Michael Angelo Batio e Yngwie J. Malmsteen. Derek respira heavy metal todas as horas do dia, no entanto não dispensa uma boa pizza.

Mais matérias de Derek Volker no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas