RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

As regras do Power Metal - Parte I

Por Flávio Bonfiglio
Postado em 07 de dezembro de 2005

Não basta apenas uma promo picture com roupas de seda e espadas para fazer uma banda de power metal. Descubra nesta esclarecedora matéria tudo o que você precisa fazer para ser um fã épico. Adaptação livre do texto "101 rules of Power Metal" da www.metalstorm.ee para português.

Leia a segunda parte desta matéria no link abaixo:

1. Você tem um objetivo: ser épico.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

2. Não deixe nenhum som isolado. Se há um solo de guitarra, harmonize-o. Se há uma linha vocal, faça dela um coro.

3. Teclados são uma ótima maneira de adicionar milhares de texturas diferentes em uma canção. Encontre duas dessas que você goste e insira em qualquer canção que você componha.

4. No mundo power metal, qualquer coisa "do aço" é boa, e qualquer coisa boa deve ser comparada ao aço.

5. Você não necessariamente precisa cantar letras sobre Satã, o mal, e/ou trevas.

6. Você PRECISA cantar letras sobre dragões, liberdade e/ou power metal.

7. Lembra que nenhum som deve ficar isolado? O mesmo vale para os álbuns. Tudo pode ter uma sequência!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

8. Lhe é permitido o direito de ser loiro.

9. Espadas aumentam sua credibilidade e sua performance. Certifique-se de carregar uma com você não importando se você sabe usá-la ou não.

10. Escolha um tema e nunca mais largue-o. Manowar são guerreiros do True Metal e eles não cantam sobre mais absolutamente nada. Rhapsody tem suas crônicas de Algalord. Hammerfall têm seu aço, seus martelos e seus templários. Running Wild tem piratas. Blind Guardian tem Tolkien. A nenhum deles é concedido o direito de cantar sobre outra coisa a mais.

11. Se você quer cantar sobre outras coisas, invente um projeto paralelo. Avantasia é o modelo perfeito.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

12. Baladas são permitidas.

13. Isso não significa que suas baladas tenham que ser uma porcaria

14. Quanto mais demorada a música, mais épica. Ver regra #1

15. Mais solos significa mais épico

16. Se possível, seja Michael Kiske

17. Se isso não for possível, finja ser Michael Kiske.

18. A capa do seu álbum deve conter pelo menos um dos seguintes elementos: fogo, aço, itens mágicos estranhos com brilhinhos, homens musculosamente deformados, punhos erguidos no ar, cutelaria, criaturas mágicas (de preferência dragões) ou raios brilhantes de luz em volta de alguém/algo.

19. ‘Grim’ e ‘necro’ não aplicam-se aqui; eles apenas fazem você parecer ridículo. Agora vá imediatamente cantar sua canção de 20 minutos sobre matança de dragões!

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

20. Power metal depende de power chords.

21. décimas-sextas são as únicas notas.

22. A não ser que você esteja cantando, não lhe é permitido o direito de segurar uma nota por mais de 0,3 segundos.

23. Teclados têm solos, também.

24. Se você não pode de jeito nenhum ser como Michael Kiske, pelo menos que seja como o Timo Tolkki.

25. Pensando bem, não seja como o Timo Tolkki.

26. Caso você ainda não tenha percebido, "sinfônico" é sinônimo de "épico". Ver regra #1.

27. Só porque outras 300 bandas já fizeram algo "épico" antes de você, sempre há lugar pra mais um.

28. Faixas vêm em dois ritmos: metal e baladas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

29. vocês são oficialmente o único grupo de pessoas que podem se auto-proclamar "poderosos" sem ser (muito) ridicularizados.

30. A massa tem que cantar junto. Faça refrões pegajosos.

31. Cante em Inglês, embora sua base de fãs seja composta basicamente de brasileiros, alemães, japoneses, suécos e finlandeses. Ver regra #30: Se não for pegajoso, fica difícil de cantar em uma língua que não seja sua língua nativa.

32. Toque no maior número de bandas possível. Mais projetos paralelos e mais participações especiais significam mais épico!

33. Calças apertadas.

34. Você não precisa desafinar suas guitarras.

[an error occurred while processing this directive]

35. Embora você tenha que mudá-las e ajustá-las bastante.

36. Infelizmente, você precisa em sua banda de no mínimo dois guitarristas. Afinal como você acha que serão realizados aqueles duelos de solos de guitarra poderosos?!?!

37. Teclados podem substituir um guitarrista, enquanto puderem ser realizados solos.

38. Felizmente, você não precisa de um baixista! Ou pelo menos você não precisa usar o mesmo baixista duas vezes.

39. Comece todas as suas músicas com um longo acorde no teclado.

40. Violões acústicos são permitidos, às vezes.

41. Não é uma turnê! É uma cruzada!

42. Sobreponha suas linhas vocais, centenas sobre centenas de vezes. Não se preocupe quando for cantá-las ao vivo.

[an error occurred while processing this directive]

43. Nunca use palavras comuns em suas músicas. Nada é épico o suficiente se você não usar palavras como "majesty," "glorious," "magical," e por aí vai.

44. Magos! Você precisa de magos!

45. Embora sua vestimenta não exija corpse paint, requere-se uma capa, um monte de jóias e as já mencionadas espadas.

46. A não ser que vocês sejam o Manowar. Nesse caso vocês são muito poderosos para usar roupas.

47. Pensando bem, não sejam o Manowar.

48. Use armadura sempre que possível. Hammerfall dá uma boa idéia de modelos de armaduras aceitáveis, desde couro endurecido até cotas de malha.

49. As faixas não começam à toda velocidade. Vá aumentando aos pouquinhos até chegar a um estado de loucura épica.

[an error occurred while processing this directive]

50. Hail true metal!

51. Violões acústicos são usados para introduções e pontes. Após isso esmague-os com aço mágico.

52. Calças. Apertadas. Épicas.

53. Vocais agudos são vocais épicos. Vocalistas mulheres são ótimas pra isso.

54. Portanto vocalistas homens devem cantar como vocalistas mulheres. Ver regra #52.

55. Guerreiros True conseguem distinguir a diferença entre os álbuns.

56. Álbuns conceituais são totalmente épicos!. Ninguém nem sonha fazer isso.

57. Notas no encarte devem incluir histórias e relatos, podem ser da sua demanda épica sobre os dragões do mal ou sobre o seu duelo épico contra o alcoolismo enquanto você estava produzindo o CD.

[an error occurred while processing this directive]

58. Drogas não são metal.

59. Já cerveja pode ser inserida e servida de todos os meios true metal.

60. "Flagons of ale." Serve bem para título das suas letras sobre histórias fantásticas, é é quase igual a "dragons," então fica melhor ainda.

61. Já que você não pode usar de grunhidos, urros, arrotos e outros recursos vindo dos Trolls, você vai ter que cantar.

62. Por causa disso, seu sotaque será evidenciado.

63. Pra compensar, faça músicas sobre matar Trolls, de preferência com aquelas espadas que você carrega no palco.

64. Mais continuações = mais épico. Ver regra #7.

65. Vocalistas convidados, guitarristas convidados e qualquer outra participação especial de fora da sua banda faz a música soar mais épica, mesmo que a faixa seja exatamente igual às outras músicas com um solo de guitarra a mais.

[an error occurred while processing this directive]

666. Norsk Arysk Blak Metal! Rahhh!!!

67. Comece as músicas em mid-tempo e então, quando os ouvintes menos esperarem (coincidentemente no exato momento de todas as suas músicas) Atinja máxima velocidade com bumbo duplo e power chords.

68. Baixistas, um recado: Velocidade total!

69. Mas inclua uma linha enorme e incrível de baixo para preenchimento, Embora toda a produção sobrecarregue tanto a música que outras pessoas vão esquecer que a banda possui um baixista.

70. Só porque você não toca Black Metal, não significa que você não pode usar Tolkien

71. Quando as idéias acabarem, abra seu livro de Dungeons & Dragons, de repente vocês são a primeira banda a falar sobre Owlbears e Kobolds.

72. Nunca saia da Europa.

73. Devido à regra #72, Japão pode ser considerado parte da Europa .

74. Oh, e a América do Sul foi colonizada por europeus, então pode ser contada como Europa também.

75. Orquestras são um ótimo artifício para seu disco. Já que você não tem dinheiro para contratar uma, procure por novos cartuchos para seu teclado.

76. Se o seu disco ao vivo não possui o povo cantando junto todas as partes harmonizadas, você não é épico o suficiente para ser digno de um disco ao vivo.

77. Se você for Europeu, use o máximo de palavras arcaicas possíveis nas suas letras! Incompreensão é épico!

78. Se você é Sul Americano, suas letras devem seguir um Inglês mais padrão, embora ninguém vai dar bola pra elas.

79. Se você é Americano dos Estados Unidos, você provavelmente não é uma banda de Power Metal de verdade. Cante letras sobre tanques, guerras, essas coisas...

80. Se você é Italiano, escreva algumas letras em Latim. Seus fãs Americanos não vão conseguir distinguir suas letras italianas e suas letras em latim, mas Latim é épico

81. Lembre-se, barbear-se é épico, cortar o cabelo não.

82. Álbuns inteiros devem ser gravados no mesmo padrão musical.

83. Tendo isso em vista, carreiras inteiras devem ser gravadas no mesmo padrão musical

84. Guitarristas, lembrem-se: dun da-da dun da-da dun da-da…

85. Faça o logotipo da sua banda bastante angular, porém perfeitamente legível

86. Mais do que um Logotipo, você precisa de um Mascote.

87. Ele não precisa ser muito diferente do Eddie, mas ele não precisa aparecer em todas as capas dos seus discos.

88. No seu primeiro show, se você sentir uma "força mística poderosa interior", tome cuidado para não respingar no público.

89. Grave todas as suas melhores músicas em formato acústico e venda em um EP.

90. Não espere que alguém vá comprar seu EP.

91. Lembre-se, fãs de Power Metal não são gays. São pessoas completamente confortáveis com sua masculinidade.

92. Cantarole.

93. Não seja pego cantarolando.

94. Glitter não é épico.

95. Nem óleo corporal. Ver regra #47.

96. Se você ver algum fã de Black Metal no mato fingindo ser um Troll, ver regra #9 e a regra #63.

97. Nas suas notas de encarte, faça agradecimentos a absolutamente todos que fizeram turnê com a sua banda, mesmo que entre eles inclua-se Stratovarius.

98. Reclame todo o tempo do Stratovarius, embora você possua todos os itens possíveis deles e que você os escute mais do que qualquer coisa na sua coleção.

99. Power Metal deve ser puro, não misture com outros estilos de metal.

100. Repita: Ser épico.

101. Na regra #52 já tinha acabado minhas idéias de coisas engraçadas para pôr aqui, mas achei que menos do que 101 regras não seria tão épico.

Leia a segunda parte desta matéria no link abaixo:


Humor - Regras do Rock e Heavy Metal

As regras do Gothic Metal

As 100 regras do Metaleiro Hipster

As 101 Regras do Metaleiro Elitista

As 100 Regras Do Doom Metal

Todas as matérias sobre "Humor - Regras do Rock e Heavy Metal"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



As 100 regras do Metaleiro Hipster

As 101 Regras do Metaleiro Elitista


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Flávio Bonfiglio

Colaborador sem descrição cadastrada.
Mais matérias de Flávio Bonfiglio.