The Browning: Mantendo vivo o espírito do electronicore

Resenha - Isolation - Browning

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Victor de Andrade Lopes, Fonte: Sinfonia de Ideias
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Desde a sua formação, o The Browning passou por muitas mudanças, não só no que diz respeito a membros entrando e saindo, mas também a integrantes que trocam de função dentro da mesma formação. Chegamos a 2016 com a seguinte configuração: o sempre presente Jonny McBee nos vocais guturais, teclados, programação e afins; Cody Stewart na bateria; Brian Moore na guitarra, após um período no baixo; e Rick Lalicker nas quatro cordas. Ufa!

As regras do New Metal/Nu-metalDimebag: relato e fotos inéditas do - bizarro - último Natal dele

Imagem

Mas as mudanças não comprometem o som da banda, ainda bem. O The Browning segue sendo um dos melhores grupos de seu nicho, e o terceiro disco Isolation apenas reforça isso. Se o We Came as Romans e o I See Stars começaram a seguir um caminho (talvez sem volta) para um enjoativo rock eletrônico, os rapazes do Kansas seguem firmes e fortes na até pouco tempo atrás impensável união do metal com a música eletrônica.

E se tem uma coisa que destaca o The Browning de seus colegas de gênero, é o uso que faz do aspecto eletrônico. A ala mais sintética da banda consegue marcar fortemente sua presença sem abusar, sem competir por espaço com a guitarra. São sons que parecem extraídos de um daqueles CDs de sucessos das baladas dos anos 1990.

A coesão do álbum é tamanha que não compensa comentar faixa por faixa. Destaco então as aberturas "Cynica" e "Pure Evil" e a sequência matadora "Hex", "Phantom Dancer", "Cryosleep" e "Disconnect". Esta última ganhou um lyric video e tem a participação do controverso Frankie Palmeri, vocalista do Emmure - aquele que lançou uma linha de camisetas com estampas no mínimo inadequadas, como aquela que combinava uma imagem dos responsáveis pelo massacre de Columbine nos corredores da instituição com os dizeres "atire primeiro, pergunte por último".

Se um amigo seu pedir um CD para conhecer o electronicore, dê Isolation sem medo. São 12 faixas que aplicam o gênero conforme manda o manual, e ganha uns pontos bônus por vir num momento em que outras bandas ou acabaram ou estão se arriscando em caminhos suspeitos.

Abaixo, o lyric video de "Disconnect":

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Track-list:
1. "Cynica"
2. "Pure Evil"
3. "Isolation"
4. "Dragon"
5. "Fallout"
6. "Vortex"
7. "Spineless"
8. "Hex"
9. "Phantom Dancer"
10. "Cryosleep"
11. "Disconnect"
12. "Pathologic"

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "The Browning"

New Metal
Raiva, calças folgadas, problemas na infância...

Dimebag
Relato e fotos inéditas do último Natal dele

Separados no nascimento
Andre Matos e Steve Perry

Heavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"Galeria - Tatuagens em homenagem ao Nightwish e TarjaAC/DC: prostitutas revelam as esquisitices de Phil RuddDave Grohl: culpa não é da pirataria, é da falta de talentoAngra: Quem Kiko Loureiro acha que deve ocupar a sua vaga?Mayhem: "Varg é um cara muito talentoso e inteligente!"

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 0077507/SP) formado pela PUC-SP e membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil. Paulistano e morador de Carapicuíba (Granja Viana), tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cinema, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados. Além de ouvir, também toca piano e teclado, compondo algumas bobagens de vez em quando.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online