Crushing Axes: Mais visceral, menos experimental

Resenha - Undead Warriors - Crushing Axes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Para quem não conhece o Crushing Axes é uma one-man-band capitaneada por Alexandre Rodrigues que, até neste novo trabalho, tocava todos os instrumentos e lançou pelo menos um trabalho por ano desde 2008. “Undead Warriors” é o décimo álbum e traz mudanças certeiras na sonoridade.
Crushing Axes: liberada a capa do novo álbumCapas Gêmeas: William Blake, Gilgamesh e Bruce Dickinson

Contando agora com a ajuda do baterista Gledson (Primal Rage), Alexandre resolveu deixar o Death Metal experimental dos trabalhos anteriores e investir em uma sonoridade mais visceral e direta. O mais legal é que ele conseguiu fazer isso mantendo a essência do Crushing Axes.

Essa objetividade atingida em “Undead Warriors” não significa simplicidade, pelo contrário. As músicas são variadas, com ritmos se alternando e técnica apurada. Os riffs e timbres da guitarra estão ótimos, agradáveis e mantendo um peso exigido pelas composições. Os vocais de Alexandre estão mais inteligíveis e menos cavernosos, mas ainda assim guturais.

A chegada de um baterista de ‘verdade’ deu outro gás à sonoridade da banda e mostra que ainda há uma grande diferença entre bateria programada e um humano nas baquetas. Sem contar que Gledson é ótimo em seu instrumento e explora os bumbos com muito talento.

Difícil destacar uma composição entre as seis faixas já que a audição do disco toda agrada do início ao fim. Faltaram mais músicas, pois a sensação de quero mais fica após terminada as músicas. E mais uma vez, a bela arte da capa chamou atenção, o que já é de praxe em se tratando de Crushing Axes. Baixe gratuitamente.

Download:
http://www.4shared.com/rar/zatjfLqeba/2014_-_Undead_Warrior....

https://www.facebook.com/pages/Crushing-Axes/211284495588490...
https://soundcloud.com/crushing-axes

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Crushing Axes: liberada a capa do novo álbumTodas as matérias e notícias sobre "Crushing Axes"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Crushing Axes"

Capas Gêmeas
William Blake, Gilgamesh e Dickinson unidos por uma obra

Matt Sorum
Músico se posiciona contra James Hetfield

Black Sabbath
Iommi fala sobre Dio, Randy Rhoads e Rob Halford

Capas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da históriaLobão: se metendo na conversa alheia e pagando micoDream Theater: como soaria cada instrumento isolado?Pitty: "Vocês não tem noção do tanto de gente louca que tem por aí"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online