WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Black Laguna: Com ajustes, "metal cerveja" pode convencer mais

Resenha - Black Laguna - Black Laguna

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda, Fonte: IgorMiranda.com.br
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
As influências do Black Laguna são claras. A banda respira Pantera - e projetos complementares de envolvidos, como Down e Hellyeah - e transpira Black Label Society. Distorções pesadas, tonalidades graves e vozes rasgadas marcam o grupo de São Paulo, que dá um pouco de brasilidade ao southern metal nascido no sul dos Estados Unidos.
Kerrang: os melhores singles já lançadosFlea: "chegamos a um ponto em que não era mais divertido"

O primeiro EP do grupo, lançado em 2013, foi apresentado a mim e aparece descrito nas redes sociais como "um fôlego discrepante no cenário underground brasileiro em meio a um turbilhão caótico de repetições, cópias e 'mais do mesmo'". Não é bem assim. Claramente são poucas bandas que praticam esse estilo de forma competente no Brasil - e, sem dúvidas, o Black Laguna é bom no que faz. Mas o "metal cerveja" que os paulistas tocam aqui já existe há um bom tempo e, ao menos na parte instrumental, não traz nada de novo. A roda não foi reinventada - e isso é bom em alguns momentos, mas ruim em outros.

A abertura "Inseto Asqueroso" é questionável em alguns pontos, mas mostra que a banda acertou em outros. A produção destoa positivamente das que são geralmente feitas no Brasil: o vocal não é colocado em tanta evidência com um volume muito mais alto do que o restante do instrumental, que ganha uma coerente potência. No entanto, as técnicas extremas de canto de Ryan Lopez - especialmente em momentos screamo - precisam ser melhor desenvolvidas.

Não que exista nada mal colocado ou desafinado. Pelo contrário: Lopez é o cantor ideal para o Black Laguna. Mas a pronúncia, em muitos momentos, é ruim. Mal dá para entender a letra em certos trechos. Se a composição é em português, pressuponho que a intenção é garantir maior proximidade com o público nacional. Mas como isso é feito se a compreensão dos versos é comprometida?

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Prova de que o screamo deve ser deixado de lado é a canção seguinte, "Resto do Lixo". Arrastada, a faixa deixa claro que a voz grave e rouca de Ryan Lopez é forte. A melhor opção, diria. Não há screamo nessa música. O instrumental permanece irretocável. As guitarras pesadas de Fabrício Pereira e a bateria precisa de Paulo Hipolito são essenciais para dar consistência.

"Aqui Jaz o Silêncio" traz a boa participação do vocalista Marcelo Smile (Tallene), que apresenta um senso melódico que contrasta com a agressividade de Ryan Lopez. Os riffs dessa música são os melhores do EP, mas acho que faltaram solos de guitarra.

"O Velho Beberrão" também conta com riffs sensacionais, sempre com o complemento da bateria, que alterna bem entre momentos mais ou menos arrastados. A letra temática é boa - e nem precisa explicar, mas é contada a história de um... velho beberrão. "Bem Vindos a Wolf Creek" traz variações de campo harmônico e, enfim, solo de guitarra. É um bom encerramento, mas que pouco muda em relação às canções anteriores.

Abandono do screamo, mais solos de guitarra e mais variações rítmicas. O Black Laguma é bom, promissor e pode evoluir muito se levar esses três elementos aconselhados em consideração. O EP é bom, pesado e divertido. Mas a audição pode ficar enjoativa em um futuro full-length se a fórmula aqui apresentada for seguida tão à risca.

Nota 7

Black Laguna: "Black Laguna" (2013)

Ryan Lopez (vocal)
Fabricio Pereira (guitarra, baixo)
Paulo Hipolito (bateria)
Diego Iastremski (guitarra - atual integrante, mas não toca no EP)

01. Inseto Asqueroso
02. Resto do Lixo
03. Aqui Jaz o Silêncio
04. O Velho Beberrão
05. Bem Vindos a Wolfcreek

Acesse:
http://www.facebook.com/blacklagunaband

Imagem

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Black Laguna"

Kerrang
Revista britânica elege os melhores singles já lançados

Red Hot
"Chegamos a um ponto em que não era mais divertido"

Bon Jovi
Tráfico, uso de drogas e escândalo sexual?

Seguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundoMetallica: a controvérsia por trás de Ride The LightningIron Maiden: a música "Wasting Love" é um Plágio?Metallica: as dez melhores segundo a Ultimate Classic Rock

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online