John Fogerty no RJ: Show vibrante de ícone do rock

Resenha - John Fogerty (Citibank Hall, Rio de Janeiro, 06/05/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Paulo Linhares Gonçalves
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Vamos então falar sobre o excelente show que aconteceu ontem, 06 de maio de 2011, no Citibank Hall. Um ícone do rock nos presenteou com um show vibrante, cheio de sucessos e clássicos do Creedence Clearwater Revival. Uma coleção invejável, que poucos artistas podem apresentar no repertório. Com uma banda afinada, apropriada à pegada roqueira de Fogerty, o show agradou a todos os presentes.

5000 acessosO futuro do Rock nacional: bandas autorais devem "se tocar"5000 acessosGuns N' Roses: a trágica história do baixista fundador

Com apenas 15 minutos de atraso, as luzes se apagaram e um som típico dos pântanos do sul dos EUA toma conta do Citibank Hall (engraçado que o Creedence era uma banda californiana...). A banda entra no palco, logo depois John Fogerty entra para ovação geral do público, ansioso de ver o genuíno representante de uma das bandas de maior sucesso dos anos 60, Creedence Clearwater Revival. Fogerty, logo de cara, emenda uma sequência de clássicos de sua ex-banda: "Hey Tonight", "Green River", "Who'll Stop The Rain", "Lookin' Out My Back Door", "Lodi" e "Midnight Special". Ufa!! Depois dessa sequência fantástica, a galera ficou extasiada e aceitou numa boa canções mais desconhecidas de sua carreira solo. Após 3 destas canções, Fogerty volta ao repertório mais que conhecido, tocando uma das canções mais conhecidas do público: "Have You Ever Seen The Rain". Fogerty também manda "Oh, Pretty Woman", clássico de Roy Orbison que foi tocado numa versão quase a la Van Halen, bem rock and roll.

John Fogerty pareceu um garoto no palco, se movimentando bastante, arriscando passos e tocando com precisão. Também se mostrou atencioso com os fãs, cumprimentando-os e até autografando alguns itens. A banda de Fogerty tem uma excelente pegada, bem rock 'n' roll, especialmente o baterista, Kenny Aronoff. O som do Citibank Hall também estava bom, bem audível e sem abafamentos ou chiados.

"I Heard It Through The Grapevine" tem execução alongada para improvisos especiais como os solos do próprio Fogerty. Outros dois grandes clássicos, "Up Around The Bend" e "Down On The Corner", para sacudir o Citibank Hall. A música mais conhecida de sua carreira solo, "Centerfield", também é muito bem recebida, mas são as duas últimas músicas antes do bis que detonam: "Bad Moon Rising" e "Fortunate Son". Parada para um rápido bis, e o show encerra com um dos seus maiores clássicos, "Proud Mary". Fim de show, marcante para todos que estiveram presentes no Citibank Hall para acompanhar a primeira aparição deste monstro sagrado do rock and roll em nossas terras. Que volte mais vezes!

Set list do show:
1 - Hey Tonight
2 - Green River
3 - Who'll Stop The Rain
4 - Susie Q
5 - Lookin' Out My Back Door
6 - Lodi
7 - Born on The Bayou
8 - Ramble Tamble"
9 - Midnight Special
10 - Cotton Fields
11 - Hot Rod Heart
12 - Don't You Wish It Was True
13 - Have You Ever Seen The Rain?
14 - Oh, Pretty Woman
15 - I Heard It Through The Grapevine
16 - Up Around The Bend
17 - Keep On Chooglin'
18 - Down On The Corner
19 - Rock And Roll Girls
20 - Centerfield
21 - The Old Man Down The Road
22 - Bad Moon Rising
23 - Fortunate Son

Bis
24 - Rockin’ All Over The World
25 - Proud Mary
(set list retirado do blog Mais Barulho! - minha memória não é tão boa assim...)

Entre na nossa página no Facebook (http://www.facebook.com/ripandohistoriarock) ou no nosso blog (http://ripandohistoriarock.blogspot.com) e curta algumas fotos tiradas no show. Acompanhe também as novidades do blog pelo twitter, @ripandohistrock. Rock on!!

Vídeos:

Have You Ever Seen The Rain

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Down On The Corner

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Up Around The Bend

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de John Fogerty (Citibank Hall, Rio de Janeiro, 06/05/2011)

362 acessosJohn Fogerty: No Rio, clássicos do Creedence revigorados831 acessosJohn Fogerty no Rio de Janeiro: valeu a pena esperar!1315 acessosJohn Fogerty no RJ: "eu vi um show do cara do Creedence"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Creedence Clearwater Revival"

VietnãVietnã
A representação do conflito no rock da década de 60

PerformancePerformance
Baixista rouba o show em cover do Creedence

CreedenceCreedence
O estrelato obtido em 1969

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "John Fogerty"0 acessosTodas as matérias sobre "Creedence Clearwater Revival"

O futuro do Rock nacionalO futuro do Rock nacional
Bandas autorais devem "se tocar"

Guns N RosesGuns N' Roses
A trágica história do baixista fundador que morreu afogado

Judas PriestJudas Priest
10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal!

5000 acessosRob Halford: 11 coisas que você não sabia sobre ele5000 acessosBlind Guardian: Algumas verdades sobre Hansi Kürsch5000 acessosSexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexual5000 acessosSlayer: a honra de serem fotografados com Brian May, do Queen5000 acessosEddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentador5000 acessosRegis Tadeu: conheça um Ronnie James Dio que quase ninguém ouviu

Sobre João Paulo Linhares Gonçalves

Roqueiro convicto, de carteirinha, desde os treze anos de idade. Já tive diversas bandas preferidas: de Iron Maiden, Metallica e Black Sabbath a The Who, Pink Floyd e Rolling Stones. O heavy metal sempre me atraiu muito, mas o rock praticado nos anos 60 e 70 é fascinante e estou sempre escutando. De vez em quando, dou chance ao punk, rock alternativo, blues, até ao jazz e MPB, pra variar.

Mais matérias de João Paulo Linhares Gonçalves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online