Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs


Capital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogas

Por Gustavo Maiato
Em 19/01/22

O compositor, violonista e vocalista Dinho Ouro Preto é famoso pelo seu trabalho no Capital Inicial e por ser a voz de sucessos como "Primeiros Erros", "Natasha" e "À Sua Maneira". Em entrevista ao podcast Podpah, o músico comentou sobre o surpreendente motivo que o levou ao mundo das drogas. Embora seja um artista de sucesso hoje em dia, no começo de sua carreira a falta de confiança no seu próprio trabalho passou a incomodar o cantor.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"No nosso primeiro álbum, a banda já bombou. Eu acho que eu não estava preparado para o sucesso. Foi muito excesso, muita droga. Eu usava drogas para afogar essa noção que eu tinha de que eu não estava à altura do desafio que era estar na banda. Eu me achava imaturo em todos os sentidos. Eu tinha uns 21 anos no primeiro álbum. Não tinha a manha musical, não sabia compor nem cantar. Eu sabia que eu não sabia. Eu achava que todos em minha volta percebiam que eu não sabia. Estava na cara! Eu precisava de mais tempo de garagem até aprender. Essa frustração de saber das próprias limitações me levou a tentar afogar minhas mágoas. Era uma anestesia. As drogas estavam ligadas à minha percepção de mim mesmo. Eu sabia meus limites", refletiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em outro ponto da entrevista, Dinho Ouro Preto explicou os motivos que o levaram a sair do Capital Inicial em 1993. Segundo o músico, os excessos ligados principalmente às drogas estavam tornando sua vida insustentável.

"Foi preciso anos de aprendizado até eu aprender e perceber que sabia compor, cantar e fazer show. Foi preciso expiar meus demônios em público. Eu sabia que tinha muito a aprender. Em 1993, eu saí do Capital Inicial. Lá estava como uma descida para o inferno. Eram muitos excessos. Foi um período que lembro meio fora de foco. É incrível eu ter sobrevivido. Era muito álcool e cocaína, basicamente. Você entra em uma bola de neve. Precisei sair do Capital. Eu saí com 29 anos. Fiquei lá dos 19 aos 29. Depois disso, conheci minha mulher, que é a mesma até hoje. Ela foi minha salvação. A partir dali, começo a reconstruir minha vida. Voltei para o Capital em 1998 e tudo voltou diferente. Eu sabia compor, sabia o que queria. Sabia cuidar da minha carreira. Voltei a controlar meu próprio destino", completou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assista ao episódio completo aqui.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, músico e fã. O heavy metal entrou na sua vida há 10 anos e nunca mais saiu. Gosta de estudar o tema e compreender o metal como manifestação cultural.

Mais matérias de Gustavo Maiato.