Morbydia: "Bateu a saudade do palco e do público"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Átila Pretorius, Fonte: Distorção
Enviar correções  |  Ver Acessos


A produtora Tamanduá - responsável pelo anual Titans of Metal [evento que traz aos palcos grandes nomes da cena piauiense], confirmou a presença do MORBYDIA (dark/doom metal) para a edição 2010 do show. Em entrevista à produtora, Lucas falou sobre o desejo de voltar a tocar e sobre o que mudou na banda que lançou o aclamado "Requiem to The Sun".

Linkin Park: Mike Shinoda fala como Chester se sentiaPlanet Rock: 40 melhores discos ao vivo de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira alguns trechos:

Em que ano surgiu o MORBYDIA e como foi o processo de construção da banda?

"A banda surgiu entre 99 e 2000, e o processo de formação se deu paulatinamente. Eu, Acélio e Delano já nos conhecíamos e fomos em busca de um baterista e um vocalista (no início Lucas só tocava guitarra). Assim que surgiu a primeira formação do MORBYDIA, com Acélio e eu nas guitarras, Delano no baixo, Diego na bateria e Vítor no vocal. Depois de um certo tempo Vítor deixou a banda, indo para os vocais do EMPTY GRACE e eu assumi também o posto de vocalista. Aos poucos a banda foi se acertando e fechando a formação que seria definitiva".

Nesses dez anos de estrada, o MORBYDIA conquistou inúmeros fãs, como via-se nas apresentações da banda. Esse foi um fator determinante para a reunião da banda em sua apresentação no Titans of Metal 2010, a saudade do palco, do seu público?

"Certamente, bateu a saudade do palco e do público. Acho que conseguimos fazer com que algumas pessoas aqui em Teresina se identificassem com nosso som. Essas pessoas cobram a gente, às vezes, pedem que a gente volte. E o Titans of Metal nos pareceu uma excelente oportunidade pra fazermos um show de comemoração, já que este ano o Morbydia completaria 10 anos de atividade".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vamos falar de equipamentos. Nessa apresentação se utilizará de sua marcante Jackson Kelly ou teremos o Lucas apenas como vocalista? Fale um pouco sobre seu equipamento em palco, o que usou no álbum, o que usa como efeitos, encordoamentos, captadores, etc.

"Acredito que a Kelly apareça lá pelo show sim. Faz parte dos planos tocar guitarra em algumas músicas nesse show. Mas teremos também a presença do Thiago acompanhando o Acélio nas guitarras. Bom, costumo usar encordamento 0.10, mas especificamente pra gravação das bases do disco usei 0.11. A afinação no disco era dó, mas nesse show tocaremos em ré. Pra gravação do disco o equipamento foi bem diversificado. Usei várias guitarras além da minha, mas principalmente uma Gibson Les-Paul. A distorção ficou, quase sempre, por conta do Marshall JCM900 e, às vezes, Sans-Amp. A captação da minha guitarra é a original da Jackson, embora eu já tenha trocado uma época por Seymour Duncan. Quanto a pedais de efeito, não sou de muito fru-fru não. As firulas deixo por conta do Acélio e do Thiago".

Para ler a matéria completa, acesse este link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Morbydia"


Linkin Park: Mike Shinoda fala como Chester se sentiaLinkin Park
Mike Shinoda fala como Chester se sentia

Planet Rock: 40 melhores discos ao vivo de todos os temposPlanet Rock
40 melhores discos ao vivo de todos os tempos


Sobre Átila Pretorius

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280