Stones, Led, Nazareth e outros: rockers que já gravaram Reggae

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Willba Dissidente, Fonte: Rock Dissidente
Enviar correções  |  Comentários  | 


Você sabia que uma quantidade significativa de grandes bandas de rock'n'roll já gravaram, pelo menos, um Reggae? Tal fenômeno, que ocorreu principalmente entre as décadas de 1970 e 1980 com bandas de Rock e Hard Rock, foi passado a limpo no site Rock Dissidente, no texto intitulado "Liberte-se da escravidão mental, quando o Rock homenageou o Reggae".
3331 acessosLed Zeppelin: música fez diretor de Thor Ragnarok ser contratado5000 acessosHard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gênero

Ao que parece, um ano depois da primeira turnê de Bob Marley pela Inglaterra e filmes sobre o estilo começarem a ser produzidos, que os rockers resolveram beber dessa fonte. Essas músicas, covers ou autorais, tendem a diferir dos Reggaes clássicos, sendo mais "pesadas", se valendo do clássico trio "baixo, guitarra, bateria" e sem outros instrumentos do som genuinamente jamaicano, como teclado, metais e background vocals femininos.

Listamos (cronologicamente) abaixo essas homenagens do Rock ao Reggae, elencados pelo referido site; ressaltamos que a lista não é exaustiva. Boa viagem aos que se aventuram a conhecer músicas diferentes de bandas que lhe são familiares!

01 . LED ZEPPELIN (1973) "D'yer Mak'er".

Um nome estranho, que vem da contração da expressão "Did You Make Her" para soar como "Jamaica" e inusitadamente composta pelos quatros membros da banda foi a primeira homenagem do Rock ao Reggae. Lançada originalmente no disco "Houses Of The Holy" e posteriormente em compacto com "The Crunge" no lado B, D'yer Mak'er, não obstante o quarteto não ser "rock ortodoxo", não foi levada à sério por alguns fãs e o baixista John Paul Jones expressou numa entrevista de 2004 que ele não gosta dessa música. Ainda assim D'yer Mak'er entrou em todos os "Best Off" e "Coletâneas" do Zepellin de Chumbo, demonstrando a aprovação do público por ela.

02 . ERIC CLAPTON (1974) "I Shoot the Sheriff".

Lançada um ano depois da versão original de Bob Marley, o ex-guitarrista do CREAM conseguiu chegar à primeira posição do Billboard Top 100 com essa canção. Inusitadamente, o cover é considerado mais famoso que o original, o que gerou muita exposição do Reggae para plateias fora da Jamaica.

03 . THE ROLLING STONES (1976) "Cherry Oh Baby".

As pedras rolantes quiseram inovar em seu disco "Black'n'Blue" e, além de gravarem um soul music com "Hei Negrita", incluíram esse cover de Eric Donaldson. Diferente dos casos anteriores, o Reggae dos Stones "não colou". Ressaltamos que o vocalista Mick Jagger afirma ter relações com o Reggae desde o final dos anos 1960, quando o estilo então tinha suas primeiras casas noturnas na Inglaterra.

04 . THE CLASH (1979) "Armagideon Times".

Esse cover do "One Hit Wonder" Willi Williams, saiu como lado b do single "London Calling", tendo entrado em coletâneas e apresentações ao vivo do grupo. Como veremos a seguir, ela não foi a única incursão de Joe Strummer, vocalista do THE CLASH, pelo Reggae.

05 . SCORPIONS (1979) "Is Anybody There?".

O disco "Lovedrive" dos hard rockers alemães do SCORPIONS marcou a substituição do excelente guitarrista Uli Jon Roth (ELETRIC SUN) pelo carismático Matthias Jabbs e ainda possui a participação do membro original Michael Schenker (UFO, MSG). Indiscutivelmente é um disco muito pesado, cujo pauleira é interrompida pelas baladas "Always Somewhere" (cujo introdução é idêntica a uma música do LYNYRD SKYNYRD) e "Holiday" e pelo reggae de "Is Anybody There?". Diferente dos casos já listados, a música tem o andamento todo de reggae, com refrão indiscutivelmente rocker.

06 . PHIL LYNOTT (1980) "Solo in Soho".

Indiscutivelmente, a ideia do frontman da ótima irlandesa THIN LIZZY, era inovar em seu disco solo. Afastando-se do hard rock que lhe rendera fama mundial, Lynott chamou muitos amigos para gravar o disco, e ainda que algumas canções soassem exatamente com o o THIN LIZZY, algumas delas até gravadas por membros e ex-membros da banda, outras, como "Yellow Pearl", eram de inspiração totalmente diversa. Prova disso é a própria faixa-título, um legitimo reggae que faz alusão ao famoso bairro boêmio londrino.

07 . NAZARETH (1982) "You Love Another".

Criatividade nunca foi problema para a fabulosa banda escocesa, que atacou com esse "Reggae puxado para o Rock" no disco 2XS. Esse foi o segundo de três álbuns que o Naz faz como sexteto. "You Love Another" não entrou nos posteriores discos ao vivo e coletâneas da banda.

08 . ROSE TATTOO (1982) "Sidney Girls".

Altamente influenciados pelos Stones e o Naz, a banda setentista de pauleira australiana tem um Reggae de peso que destoa do jargão "100% rock'n'roll" que eles passaram a usar nos anos 2000. Essa homenagem às moçoilas da cidade natal do quinteto, gravada no disco "Scarred for Life" não emplacou no restante da carreira vitoriosa do Rosie Tatts.

09 . FRANK ZAPPA (1983) "Stick Together".

"Aberração Estatística" em nossa lista, o músico estadunidense do THE MOTHERS OF INVENTION, gravou não apenas um, mas cinco Reggaes durante a década de 1980. Escolhemos a faixa do disco "The Man from Utopia" por ser a mais representativa.

10 . GAROTOS DA RUA (1987) "Fim de Século".

Um legitimo representante brasileiro em nossa listagem. A banda do saudoso guitarrista gaúcho BEBECO GARCIA (que na década seguinte formou o BANDO DE CIGANOS e se tornou artista solo) gravou esse único Reggae com participação do Eng. Humberto Gessinger (que tirou seu diploma no Havaí) no baixo para seu segundo disco, "Doutor em Rock'n'Roll". "Fim de Século", destoantemente, tinha passagens bem rockers aliadadas à percussão, teclados, vocais femininos e metais que lhe davam um ar mais Reggae tradicional. A música não colou, talvez ofuscada pelos sucessos do LP, que tinha como carro chefe "Eu Já Sei" que foi tema de novela da globo, e inusitadamente o disco era fechado pela faixa que dizia "Eu toco rock, eu não dou bola para o resto". Muito infelizmente, esse LP nunca foi editado em CD e a música "Fim de Século" ainda não "subida" ao youtube.

11 . JOHNNY CASH (2003) "Redemption Song".

Bob Marley se valeu de palavras proferidas em discurso pelo famoso político jamaicano e defensor do Pan-Africanismo Marcus Garvey para compor a letra de "Redemption Song". Lançada na versão voz e violão no disco "Uprising" e posteriormente em single com a banda toda, a canção de protesto foi enorme sucesso. Então, nos anos 2000 JOHNNY CASH a gravou num dueto com Joe Strummer, vocalista do THE CLASH, que saiu oficialmente no box "Unearthed"; lançado dois meses depois do músico estadunidense falecer. Coincidentemente, o Joe Strummer havia gravado esse cover no seu disco solo Streetconer, lançado pouco antes de seu falecimento. Coincidente e tragicamente, o produtor Rick Rubin gravou o piano na versão do ex THE CLASH e produziu o dueto.

Encerramos aqui essa viagem por mais essa dissidência do rock. Use o espaço de comentários abaixo para lembrar de alguma banda que esquecemos e manifestar sua opinião.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Led ZeppelinLed Zeppelin
Plant conta como é a relação dos três membros sobreviventes

3331 acessosLed Zeppelin: música fez diretor de Thor Ragnarok ser contratado1581 acessosLed Zeppelin: Robert Plant descarta novamente reunião da banda791 acessosRobert Plant: veja duas músicas do novo álbum em programa de TV0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Uma foto que fala por siUma foto que fala por si
Liga de Cavalheiros Extraordinários

Capas de discosCapas de discos
Agora com ícones da cultura pop

Um por todos e todos por umUm por todos e todos por um
O making of de Led Zeppelin IV

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"0 acessosTodas as matérias sobre "Eric Clapton"0 acessosTodas as matérias sobre "Clash"0 acessosTodas as matérias sobre "Scorpions"0 acessosTodas as matérias sobre "Thin Lizzy"0 acessosTodas as matérias sobre "Nazareth"


Hard RockHard Rock
As 25 melhores músicas acústicas do gênero

MulheresMulheres
As bandas mais famosas em suas versões femininas

GuitarraGuitarra
Ouça o riff mais popular de todos os tempos

5000 acessosKiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da banda5000 acessosMúsicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio Blog5000 acessosMetalhead: as mulheres mais sexys do Heavy Metal5000 acessosDoors: a noite de destruição de Morrison em um estúdio5000 acessosMilhões: Os eventos com maior público da história da música5000 acessosLobisomem: uivos em filme são de Gene Simmons e Lee Roth

Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online