Matérias Mais Lidas

imagemJames Hetfield e esposa Francesca se divorciam após 25 anos de união

imagemNando Reis e a linda música que Samuel Rosa dispensou por ter recebido na hora errada

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemO comovente relato de Kiko sobre como foi gravar em meio ao câncer de Mustaine

imagemCinco músicos que começaram vida nova após saírem de grandes bandas de heavy metal

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAC/DC: Rick Rubin recorda a problemática produção de "Ballbreaker"

imagemRaul Seixas: o clássico que presta homenagem ao brega e foi feito com Paulo Coelho

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemLegião Urbana e a surpreendente música que serviu de base para "Ainda é Cedo"

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemOzzy comenta a brutal honestidade de Lemmy quando estava próximo da morte


Dream Theater 2022

In The Woods: OMNIO é irrotulável e deleitável

Resenha - OMNIO - In The Woods

Por Marcondes Pereira
Em 17/01/19

Nota: 10

Lançado pelo In The Woods em 1997, "OMNIO" é um álbum repleto de melodias bonitas, complicadas e alguns momentos de agressividade que podem alegrar não só os fãs de Doom Metal, mas também de Black e Death.

Mesmo com músicas bastante compridas, o referido trabalho demonstra arranjos variados e elementos atmosféricos com predominância bem dosada dos vocais masculinos e femininos limpos e poucas vozes mais extremas.

Da primeira até a última faixa, "OMNIO" (1997) demonstra uma musicalidade imprevisível com arranjos trabalhados que passeiam entre nuances progressivas(especialmente da bateria e do teclado), outras mais calmas e alguns segundos mais metal, como a faixa-título divida em três partes demonstra de um jeito único no seu final.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É plausível dizer que este álbum é um tipo de ponto de virada no Doom Metal, uma vez que consegue ser lento, ter músicas extensas, mas exibir arranjos delicados e experimentais sem ser uma mistura insana de várias expressões de música.

Uma característica facilmente notável em muitos álbuns de Metal Extremo da década de 2000.

In The Woods – OMNIO
1997/Misanthropy Records.

Faixas:

1. 299 796 km/s
2. I Am Your Flesh
3. Kairos!
4. Weeping Willow
5. Omnio? - Pre
6. Omnio? - Bardo (Instrumental)
7. Omnio? - Post

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Gibson: os 50 melhores covers da história do rock

Nirvana: Dave Grohl comenta sobre o funeral de Kurt Cobain


Sobre Marcondes Pereira

Marcondes Pereira, paulista, poeta, escritor e tradutor em início de carreira. Gosta de escutar e estudar todos os sub-estilos de Heavy Metal, também faz algumas palestras para difundir o fascinante universo do Metal e tem fascínio pelos discos conceituais.

Mais matérias de Marcondes Pereira.