RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemFatboy Slim confessa ter se arrependido de conhecer David Bowie pessoalmente

imagemA influente banda que acabou causando a "separação" do Guns N' Roses

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemO megahit dos Beatles inspirado em desenho de amiguinha do filho de John Lennon

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemAs polêmicas escolhas do Nirvana para o "MTV Unplugged in New York"

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemOzzy Osbourne é contemplado com dois Grammy na edição de 2023 do evento

imagemO hit da Legião Urbana que Renato Russo considerava "pretensioso e babaca"

imagemLendário empresário do Kiss se manifesta sobre acusações de playback de Paul Stanley

imagemAs 5 bandas confirmadas no Summer Breeze Brasil que não tocarão em outras cidades

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemA curiosa origem do apelido "Mago" que Fabio Lione ganhou no Angra

imagemMike Portnoy diz que nunca ouviu nenhuma música da cantora Beyoncé

imagemNovo álbum do Angra será o melhor da era Fabio Lione, segundo Felipe Andreoli


Def Leppard Motley Crue 2

AC/DC: Rock Or Bust é poderoso e traz referências de outras fases

Resenha - Rock Or Bust - AC/DC

Por Igor Miranda
Fonte: IgorMiranda.com.br
Postado em 29 de novembro de 2014

Nota: 9

"Rock Or Bust" é um dos discos mais aguardados do ano. Não só por carregar o peso da marca AC/DC, mas também pelo histórico que antecedeu o trabalho. Neste ano, o mundo soube de algo que já circulava como rumor pelos fã-clubes da banda: o guitarrista Malcolm Young estava sofrendo com problemas mentais e perdas de memória. Ele se aposentou para tratar do problema. Pouco tempo depois, outra baixa: o baterista Phil Rudd, que chegou a gravar o álbum, pode estar fora do grupo após se envolver em problemas com a lei. Chegou a ser preso e, agora, é julgado por supostamente ter contratado um assassino de aluguel para matar dois homens. "Dirty Deeds Done Dirt Cheap", icônica canção dos australianos, nunca fez tanto sentido.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mesmo com todos os problemas, o AC/DC soa firme em "Rock Or Bust". Por um lado, não se deve esperar muitas mudanças na sonoridade da banda, que é conhecida justamente por alterar pouco o estilo de seus trabalhos. Por outro, ouvidos mais atentos podem perceber algumas nuances diferentes no novo álbum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O antecessor "Black Ice" (2008) parece compilar o melhor feito pelo AC/DC em discos como "Back In Black" (1980) e "The Razors Edge" (1990). Por sua vez, "Rock Or Bust" aposta em estilos de riffs, bases e cozinhas presentes nos primeiros trabalhos da banda, aliados a uma produção e ao estilo de cantar por parte de Brian Johnson que remete aos álbuns lançados na segunda década de 1980. Talvez apenas guitarristas entendam, mas "Rock Or Bust" tem poucos riffs de acordes cheios, tradicionais nos plays do grupo na década de 1980: deram lugar a passagens que utilizam notas, cordas isoladas.

A mudança de afinação dos instrumentos de corda também trouxe uma oxigenação às melodias. As guitarras e o baixo estão um tom abaixo do padrão. Os riffs e as bases soam diferentes. A alteração também surtiu efeito na voz de Brian Johnson, que, aparentemente, se sentiu mais confortável para soltar o costumeiro vozeirão - xiitas devem me contestar, mas prefiro ele a Bon Scott, vocalista falecido em 1980 que Johnson teve a responsabilidade de substituir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O saldo final de "Rock Or Bust" é satisfatório. Não consigo traçar muitas comparações subjetivas com o antecessor "Black Ice": gosto dos dois justamente por serem, ao mesmo tempo, parecidos e levemente diferentes. O trabalho mais atual tem, creio, a vantagem de ser mais curto. Por outro lado, faltou um clássico instantâneo do tamanho de "Rock N' Roll Train". Apesar de creditado nas composições do novo álbum, creio que Malcolm Young pouco tenha colaborado - e não dá para negar que faz falta.

Com a nova afinação, as linhas vocais ficaram mais afiadas e os riffs ganharam poder. Stevie Young não compromete em momento algum. A cozinha é "padrão AC/DC" ao longo de todo o trabalho e Angus Young, mesmo um pouco menos inspirado (provavelmente por carregar mais funções agora), ainda consegue mostrar porque é um dinossauro do rock. Dá para identificar sua palhetada de longe, até no inferno - ou na estrada para tal lugar. "Rock Or Bust" é uniforme, potente e maravilhoso. Não há faixa ruim aqui. Faz, ainda, completa justiça à discografia do grupo e pode acabar sendo a despedida deste.

Leia o faixa-a-faixa completo no link:
http://www.igormiranda.com.br/2014/11/nenhuma-turbulencia-atrapalha-o-acdc.html

Resenha | AC/DC: "Rock Or Bust"
Lançado em 28 de novembro de 2014

Brian Johnson (vocal)
Angus Young (guitarra solo, backing vocals em 5)
Stevie Young (guitarra base, backing vocals)
Cliff Williams (baixo, backing vocals)
Phil Rudd (bateria)

1. Rock or Bust
2. Play Ball
3. Rock the Blues Away
4. Miss Adventure
5. Dogs of War
6. Got Some Rock & Roll Thunder
7. Hard Times
8. Baptism by Fire
9. Rock the House
10. Sweet Candy
11. Emission Control

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Rock Or Bust - AC/DC

Resenha - Rock Or Bust - AC/DC

Resenha - Rock Or Bust - AC/DC

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.