AC/DC: Longe dos tempos áureos mas ainda muito eficiente

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá, Fonte: My Guitar
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Pois bem, como todos sabem, o grande nome por trás da lenda AC/DC sempre foi o guitarrista Angus Young, seja por seu talento nato em compor músicas simples mas intensas e cativantes, seja por seu jeito único de tocar guitarra, ou mesmo por suas performances matadoras nos palcos mundo afora. Assim, mesmo com todos os problemas enfrentados pela banda recentemente (a doença de Malcom Young, e os problemas de Phil Rudd com a Justiça), todos os fãs da banda já sabiam que um novo álbum dos caras não iria decepcioná-los, pois ali estaria Angus, firme e forte.
1725 acessosPhil Rudd: por que ele se recusa a fazer solos de bateria5000 acessosUltimate Guitar: os 100 melhores solos de guitarra

E é realmente isso que acontece nesse que é o 15º disco de estúdio da banda: o que tempos aqui é puro AC/DC, longe de seus tempos áureos, é claro, mas ainda muito eficiente. Ou seja, espere por muito hard/rock/blues da mais alta qualidade, simples como andar pra frente, mas intenso e cativante como poucas bandas no mundo conseguem ser.

Assim, a substituição de Malcom por seu sobrinho, Stevie Young, praticamente não fez qualquer diferença na sonoridade da banda, ou seja, o cara não acrescentou nada à banda, mas também não influenciou em nada negativamente.

Sonoramente falando, uma única mudança bem perceptível é uma afinação diferente dos instrumentos, um pouco mais graves, e deixando ainda mais evidente os vocais únicos de Brian Johnson, que talvez não aguentaria cantar com tanta facilidade com a afinação normal, mais aguda, vez que a idade não mais lhe favorece.

Dentre os destaques do álbum, a faixa título, que abre o disco, e “Play Ball”, que vem logo na sequência são os dois hits imediatos do trabalho, que ainda conta com outras músicas excelentes, como “Rock the Blues Away”, “Dogs of War”e “Hard Times”.

Assim, não nos resta outra alternativa a não ser agradecer ao AC/DC por ainda estar na ativa, e bem ativa, mesmo após tantos anos de carreira. Louvemos!

Rock or Bust – AC/DC (2015 –Nacional)

Formação:

Brian Johnson – vocals
Angus Young – Lead Guitar, Backing Vocals em Dogs of War e Sweet Candy
Stevie Young – Rhythm , Backing Vocals
Cliff Williams – Bass, Backing Vocals
Phil Rudd – Drums

Track List:

RockBust
Play Ball
Rock the Blues Away
Miss Adventure
Dogs of War
Got Some RockRoll Thunder
Hard Times
Baptism by Fire
Rock the House
Sweet Candy
Emission Control

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Rock or Bust - AC/DC

4080 acessosAC/DC: Em meio aos destroços, banda lança bom disco5000 acessosAC/DC: Rock Or Bust é poderoso e traz referências de outras fases4951 acessosAC/DC: O mesmo de sempre, graças a Deus1853 acessosAC/DC: Mais do mesmo, mas e daí?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AC/DCAC/DC
Metrônomo não era usado para gravar discos, diz Phil Rudd

1725 acessosPhil Rudd: por que ele se recusa a fazer solos de bateria1325 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify711 acessosAC/DC: a primeira vez com "Let There Be Rock"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

HomenagensHomenagens
Canções inspiradas em músicos falecidos

RosieRosie
A saga do nome, quase sempre ligado à putaria no Rock

AC/DCAC/DC
Mick Wall não gosta do vocalista Brian Johnson

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

Ultimate GuitarUltimate Guitar
Site elege os 100 melhores solos de guitarra

AC/DCAC/DC
Setlist, fotos e vídeos do show arrasador com Axl Rose

HumorHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

5000 acessosAngra: banda errou na escolha de Fabio Lione?5000 acessosDeath Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent5000 acessosDi'Anno: "Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"5000 acessosMegadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine5000 acessosBruce Dickinson: interpretando clássico do AC/DC em 19905000 acessosApocalyptica: "Natal na Finlândia é um período negro"

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online