AC/DC: Mais do mesmo, mas e daí?

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Andrey Kusanagi
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Certa vez, disseram a Angus Young que sua banda já havia feito o mesmo disco 15 vezes. Sem perder a compostura, Angus respondeu: "não, nós fizemos o mesmo disco 16 vezes". Não deixa de ser verdade: em mais de 40 anos de carreira, o AC/DC sempre seguiu a mesma fórmula básica de rock pesado calcado no blues, estrutura verso-refrão-solo, cozinha arrebentando igual a uma bola de demolição e tudo o mais que os fãs já conhecem. E o que é melhor, essa pouca variedade raramente trabalhou contra eles.
5000 acessosCarreira solo: 7 músicos que nunca lançaram projetos paralelos5000 acessosFrontman: quando o original não é a melhor opção

Assim também é o caso com o mais novo trabalho, Rock or Bust. Basicamente, dá para classificá-lo como 11 faixas do mais puro AC/DC, com aquele timbre inconfundível da guitarra de Angus, os berros esganiçados de Brian Johnson, e porrada no ouvido do começo ao fim. É mais um daqueles discos pra ouvir batendo o pé com o punho no alto (fazer horns up é opcional). Não chega a ser visceral como Back in Black, mas é divertido e é isso que importa.

De destaques, dá para citar "Play Ball", "Baptism by Fire" e "Rock the House", fácil. Não que as outras também não sejam boas: a faixa-título, "Rock the Blues Away" (que tem, inclusive, a melhor letra do disco, na minha opinião) e "Sweet Candy", por exemplo, poderiam muito bem ter feito parte do repertório do finado Bon Scott, assim como "Emission Control", cujos licks têm um quê de anos 70 de forma que parece até com uma hipotética faixa bônus de Highway ou Powerage.

Quanto à banda em si, não é segredo que os problemas de saúde de Malcolm Young deixaram muito fã de orelha em pé. Mas todos podem ficar descansados, pois Stevie, o sobrinho de Angus e Malcolm, segura muito bem as pontas nesse disco, de forma que o som continua sendo o mesmo som poderoso e encorpado de sempre do AC/DC.

Pouco importa que o AC/DC não mude com o passar dos anos. Nem todo mundo pode ser David Bowie e se dar bem mudando de estilo; temos vários exemplos de bandas que tentaram e quebraram a cara. Nesse sentido, é muito melhor o AC/DC manter a identidade com o mesmo disco 15, 16 ou 500 vezes do que mudar radicalmente e alienar o público que só quer curtir rock'n roll.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Rock or Bust - AC/DC

4058 acessosAC/DC: Em meio aos destroços, banda lança bom disco5000 acessosAC/DC: Rock Or Bust é poderoso e traz referências de outras fases4923 acessosAC/DC: O mesmo de sempre, graças a Deus2395 acessosAC/DC: Longe dos tempos áureos mas ainda muito eficiente

Carreira soloCarreira solo
7 músicos que nunca lançaram projetos paralelos

2071 acessosAC/DC: Phil Rudd quer voltar a tocar, mesmo que seja com Ax Rose2208 acessosAC/DC: como crianças reagem ao escutar a banda?1091 acessosDave Evans: "O AC/DC é apenas uma marca atualmente."1038 acessosAC/DC: em vídeo, as dez melhores músicas da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

Rock e MetalRock e Metal
Quais álbuns antigos ainda estão na Billboard 200?

AC/DCAC/DC
Uma performance impressionante por escocês de 12 anos

Rock in RioRock in Rio
Em 1985, a primeira noite do AC/DC e Scorpions

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

FrontmenFrontmen
Quando os originais não eram as melhores opções

SlipknotSlipknot
Demônio avistado em fogo durante show?

Iron Maiden em SPIron Maiden em SP
"Épico", diz a banda, em nota curta

5000 acessosBon Jovi: Jon está usando playback em shows ao vivo?5000 acessosFuturologia: como estariam Cobain, Hendrix, Joplin e Morrisson?5000 acessosOrange.co.uk: site lista os rockstars mais controversos5000 acessosMegadeth: Dave Mustaine coloca Kiko acima de todos os outros guitarristas5000 acessosIron Maiden: o que Nicko McBrain faz quando não está na cozinha da banda?5000 acessosMarty Friedman: saiba porquê ele não quer apertar sua mão

Sobre Andrey Kusanagi

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online