RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show


AC/DC: Mais do mesmo, mas e daí?

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Por Andrey Kusanagi
Postado em 03 de fevereiro de 2015

Nota: 9

Certa vez, disseram a Angus Young que sua banda já havia feito o mesmo disco 15 vezes. Sem perder a compostura, Angus respondeu: "não, nós fizemos o mesmo disco 16 vezes". Não deixa de ser verdade: em mais de 40 anos de carreira, o AC/DC sempre seguiu a mesma fórmula básica de rock pesado calcado no blues, estrutura verso-refrão-solo, cozinha arrebentando igual a uma bola de demolição e tudo o mais que os fãs já conhecem. E o que é melhor, essa pouca variedade raramente trabalhou contra eles.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assim também é o caso com o mais novo trabalho, Rock or Bust. Basicamente, dá para classificá-lo como 11 faixas do mais puro AC/DC, com aquele timbre inconfundível da guitarra de Angus, os berros esganiçados de Brian Johnson, e porrada no ouvido do começo ao fim. É mais um daqueles discos pra ouvir batendo o pé com o punho no alto (fazer horns up é opcional). Não chega a ser visceral como Back in Black, mas é divertido e é isso que importa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De destaques, dá para citar "Play Ball", "Baptism by Fire" e "Rock the House", fácil. Não que as outras também não sejam boas: a faixa-título, "Rock the Blues Away" (que tem, inclusive, a melhor letra do disco, na minha opinião) e "Sweet Candy", por exemplo, poderiam muito bem ter feito parte do repertório do finado Bon Scott, assim como "Emission Control", cujos licks têm um quê de anos 70 de forma que parece até com uma hipotética faixa bônus de Highway ou Powerage.

Quanto à banda em si, não é segredo que os problemas de saúde de Malcolm Young deixaram muito fã de orelha em pé. Mas todos podem ficar descansados, pois Stevie, o sobrinho de Angus e Malcolm, segura muito bem as pontas nesse disco, de forma que o som continua sendo o mesmo som poderoso e encorpado de sempre do AC/DC.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pouco importa que o AC/DC não mude com o passar dos anos. Nem todo mundo pode ser David Bowie e se dar bem mudando de estilo; temos vários exemplos de bandas que tentaram e quebraram a cara. Nesse sentido, é muito melhor o AC/DC manter a identidade com o mesmo disco 15, 16 ou 500 vezes do que mudar radicalmente e alienar o público que só quer curtir rock'n roll.


Outras resenhas de Rock or Bust - AC/DC

Resenha - Rock Or Bust - AC/DC

Resenha - Rock Or Bust - AC/DC

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal