AC/DC: Mais do mesmo, mas e daí?

Resenha - Rock or Bust - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Andrey Kusanagi
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Certa vez, disseram a Angus Young que sua banda já havia feito o mesmo disco 15 vezes. Sem perder a compostura, Angus respondeu: "não, nós fizemos o mesmo disco 16 vezes". Não deixa de ser verdade: em mais de 40 anos de carreira, o AC/DC sempre seguiu a mesma fórmula básica de rock pesado calcado no blues, estrutura verso-refrão-solo, cozinha arrebentando igual a uma bola de demolição e tudo o mais que os fãs já conhecem. E o que é melhor, essa pouca variedade raramente trabalhou contra eles.

AC/DC: polícia utiliza música da banda para espantar bisão nos EUASolos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NME

Assim também é o caso com o mais novo trabalho, Rock or Bust. Basicamente, dá para classificá-lo como 11 faixas do mais puro AC/DC, com aquele timbre inconfundível da guitarra de Angus, os berros esganiçados de Brian Johnson, e porrada no ouvido do começo ao fim. É mais um daqueles discos pra ouvir batendo o pé com o punho no alto (fazer horns up é opcional). Não chega a ser visceral como Back in Black, mas é divertido e é isso que importa.

De destaques, dá para citar "Play Ball", "Baptism by Fire" e "Rock the House", fácil. Não que as outras também não sejam boas: a faixa-título, "Rock the Blues Away" (que tem, inclusive, a melhor letra do disco, na minha opinião) e "Sweet Candy", por exemplo, poderiam muito bem ter feito parte do repertório do finado Bon Scott, assim como "Emission Control", cujos licks têm um quê de anos 70 de forma que parece até com uma hipotética faixa bônus de Highway ou Powerage.

Quanto à banda em si, não é segredo que os problemas de saúde de Malcolm Young deixaram muito fã de orelha em pé. Mas todos podem ficar descansados, pois Stevie, o sobrinho de Angus e Malcolm, segura muito bem as pontas nesse disco, de forma que o som continua sendo o mesmo som poderoso e encorpado de sempre do AC/DC.

Pouco importa que o AC/DC não mude com o passar dos anos. Nem todo mundo pode ser David Bowie e se dar bem mudando de estilo; temos vários exemplos de bandas que tentaram e quebraram a cara. Nesse sentido, é muito melhor o AC/DC manter a identidade com o mesmo disco 15, 16 ou 500 vezes do que mudar radicalmente e alienar o público que só quer curtir rock'n roll.


Outras resenhas de Rock or Bust - AC/DC

nullnullnullnull




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "AC/DC"


AC/DC: polícia utiliza música da banda para espantar bisão nos EUA

AC/DC: Brian Johnson teve bloqueio criativo na criação do álbum Back in BlackAC/DC
Brian Johnson teve bloqueio criativo na criação do álbum Back in Black

Solos de guitarra estendidos: os melhores feitos em shows ao vivoSolos de guitarra estendidos
Os melhores feitos em shows ao vivo

AC/DC: Dave Evans relembra briga de Angus e Malcolm e tira sarro de alturaAC/DC
Dave Evans relembra briga de Angus e Malcolm e tira sarro de altura

AC/DC: além de tatuagens, Bon Scott usava piercings nos mamilosAC/DC
Além de tatuagens, Bon Scott usava piercings nos mamilos

Collectors Room: os 40 anos de Highway to Hell, do AC/DC (vídeo)

AC/DC: a capa rejeitada do Highway To Hell que só saiu na AustráliaAC/DC
A capa rejeitada do Highway To Hell que só saiu na Austrália

AC/DC: banda estava falida durante a gravação de Highway to HellAC/DC
Banda estava falida durante a gravação de "Highway to Hell"

AC/DC: banda posta cartaz antigo e assusta fãs que pensaram ser novoAC/DC
Banda posta cartaz antigo e assusta fãs que pensaram ser novo

AC/DC: Scott Ian comenta sobre a banda e sobre Malcolm YoungAC/DC
Scott Ian comenta sobre a banda e sobre Malcolm Young

Vocais: quinze vozes feias que se tornaram marcantes no RockVocais
Quinze "vozes feias" que se tornaram marcantes no Rock

AC/DC: banda libera avalanche de homenagens ao Highway To HellAC/DC
Banda libera avalanche de homenagens ao Highway To Hell

AC/DC: Som de Peso resenha, em vídeo, o Highway To Hell

Zumbilândia 2: trailer do filme é embalado por Shoot To Thrill, do AC/DCZumbilândia 2
Trailer do filme é embalado por "Shoot To Thrill", do AC/DC

AC/DC: banda libera vídeo de The Jack em 1979 com Bon ScottAC/DC
Banda libera vídeo de "The Jack" em 1979 com Bon Scott

Clube do Rock: Os 10 melhores Riffs de todos os temposClube do Rock
Os 10 melhores Riffs de todos os tempos

Nomes científicos: espécie em tributo ao Dio e outras homenagensNomes científicos
Espécie em tributo ao Dio e outras homenagens

Slash: o que ele achou de Axl Rose no AC/DC?Slash
O que ele achou de Axl Rose no AC/DC?


Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME

Robert Plant: quase saí do Led quando meu filho morreuRobert Plant
"quase saí do Led quando meu filho morreu"

Iron Maiden: curiosidades sobre o The Number Of The BeastIron Maiden
Curiosidades sobre o "The Number Of The Beast"

Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMusas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmenteSystem Of a Down: baterista de 9 anos detonando "Toxicity"Guns N' Roses: DJ Ashba não sabia que os haters eram tão brutais

Sobre Andrey Kusanagi

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336