Carniça: para colocar os gaúchos como grandes do Thrash/Death

Resenha - Nations of Few - Carniça

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Júlio Neto
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A Carniça é uma banda veterana, foi formada na cidade de Novo Hamburgo-RS no ano de 1991. No mesmo ano lançou uma demo autointitulada, seguida de mais quatro nos anos seguintes e finalmente, de forma independente, solta no ano de 1999 seu aguardado debut intitulado “Rotten Flesh”, que teve uma ótima aceitação no underground, rendendo à banda muito espaço na mídia (revistas e zines) e shows em várias partes do país.
132 acessosCarniça: Nova formação depois de 25 anos de história5000 acessosNew York Times: os 100 melhores covers de todos os tempos

Seguem na ativa até 2004, quando devido a uma série de fatores eles encerram as atividades da banda. Acontece que após um hiato de quatro anos eles retornam revigorados e em 2011 sai o “Temple´s Fall... Time to Reborn” que rendeu até uma tour na Argentina e no final de 2012 sai este “Nations of Few” em parceria com a Voice Music, que veio para consolidar de vez a carreira do grupo como um nome forte na cena Thrash/Death brasileira.

Seu som é um Thrash Metal, com flertes que vão do Death e mostra um som mais direto e cru, sem muitas concessões a melodias. Este novo play traz uma Carniça ainda altamente influenciada pelo Slayer, mas cada vez definindo a sua própria identidade e com uma sonoridade mais extrema.

O repertório deste disco conta com sete faixas, que são curtidas em trinta e seis minutos que passam muito rápido. Nivelado por cima, complica para apontar uma música em destaque. Ouça todo o álbum e curta riffs matadores de guitarra, vocais agressivos e uma cozinha ultra pesada com bumbos a toda velocidade! As letras falam de um tema muito atual e que não envelhece nunca, a corrupção que apodrece a política.

Vale comentar a participação mais que especial de Claudio David, da saudosa Overdose de Minas Gerais, no solo da faixa “Prayers Before The Death”, e o final do CD com o cover do W.A.S.P. “I Wanna Be Somebody” que ficou uma porrada!

A parte gráfica acompanha o alto nível de composições, com uma ilustração do Anderson Neves e o encarte conta com as letras no original em inglês e a sua tradução para o nosso português. A gravação e produção ficaram a cargo da própria banda e estão ótimas, com o som limpo, cru e pesado que o estilo pede.

Que este retorno da Carniça seja em definitivo, pois a evolução a cada trabalho é espantosa e continuando assim, é conquistar o mundo. Há pouco retornaram a Argentina e tendo uma boa divulgação, “Nations of Few” com certeza abrirá muitas portas para o grupo. Fazendo com que tenham o reconhecimento merecido.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Line Up:

Parahim Neto – Guitar
Mauriano Lustosa – Vocals/Bass
Marlo Lustosa – Drums

Faixas:

01 – The Protester
02 – Liars
03 – Nations of Few
04 – Corruption
05 – Diablo Politician
06 – Prayers Before The Death
07 – I Wanna Be Somebody (W.A.S.P. Cover)

http://www.carnicaband.com/
http://www.facebook.com/CarnicaMetal

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Nations of Few - Carniça

488 acessosCarniça: aumentam o caráter extremo de cada composição642 acessosCarniça: um grupo que não gosta de perder tempo

132 acessosCarniça: Nova formação depois de 25 anos de história0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Carniça"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Carniça"

Já ouviu antes?Já ouviu antes?
New York Times elege os melhores covers

Rimbaud e MorrisonRimbaud e Morrison
A grande maioria passa pela vida imersa na multidão

Red Hot Chili PeppersRed Hot Chili Peppers
As melhores músicas segundo o Loudwire

5000 acessosGuns N' Roses: transtorno bipolar, a doença de Axl Rose5000 acessosEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs5000 acessosBret Michaels: a pornografia que quase o matou4825 acessosDona de Casa: Corey Taylor tem um talento especial que vai te impressionar5000 acessosLady Gaga: "Eu sou o próximo Iron Maiden"5000 acessosScorpions: Axl/DC, uma coisa bem estranha, diz Rudolf Schenker

Sobre Júlio Neto

Ligado ao Heavy Metal há mais de 25 anos. Zineiro, produtor de shows underground. Colecionador voraz de CDs, vinil e livros. Fã incondicional do metal nacional, sempre apoiando as bandas e não deixando de adquirir seus materiais. Mora no sul da Bahia e apesar da distância, sempre a par do que acontece no underground.

Mais matérias de Júlio Neto no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online