Eu Acuso!: metendo o pé em tudo com seu primeiro disco

Resenha - Liberdade Presumida - Eu Acuso!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Com o nome inspirado no manifesto de Émile Zola, contra a injustiça e o preconceito, esse quarteto porto alegrense chega metendo o pé em tudo com este seu primeiro disco. Misturando diversas influências e cantando em português, a banda não teme nada e fala o que pensa.

publicidade

Os integrantes já atuaram na cena da música pesada do Rio Grande do Sul, em bandas como Sacrário, Leviaethan, Panic, Distraught, Alchemist e Kaus do Porto. Isso mostra que o grupo tem experiência e a qualidade aqui é garantida.

Metal e Rock caminham perfeitamente diante de riffs bem elaborados dando o peso necessário às composições, tudo a cargo de Carlos Lotz. Enquanto isso, a cozinha formada por Marcelo Cougo (baixo) e Ale Mendes (bateria) mandam ver com levadas inspiradas no Funk e no Hip Hop, sem demasia e dando o ‘groove’ necessário.

publicidade

Tudo tendo os vocais de Sandré Sarreta destilando letras políticas muito inteligentes e bem sacadas. Desde A Verdade que abre o trabalho de forma enérgica e empolgante com um refrão forte repetindo o nome da banda, até a ‘poética’ Lona Preta, temos música de qualidade e que merece respeito.

Procure ouvir também Bala Perdida, Choveu Sangue Na Cidade e já mais divulgada Pela Janela do Bunker e sua levada interessante. Há ainda que se destacar a ótima produção que deixou tudo bem equilibrado. Tudo isso você pode baixar de graça no site da banda, afinal a liberdade e a ação fazem parte da filosofia do Eu Acuso! Não perca tempo.

http://www.euacuso.com.br/
http://www.facebook.com/euacuso

publicidade

publicidade


Outras resenhas de Liberdade Presumida - Eu Acuso!

Eu Acuso!: Ótima estréia do quarteto gaúcho

Eu Acuso!: Letras contestatórias aliadas a composições intensas




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Nikki Sixx: transei com a mulher do Bruce DickinsonNikki Sixx
"transei com a mulher do Bruce Dickinson"

Capas de álbuns: algumas curiosidades e históriasCapas de álbuns
Algumas curiosidades e histórias


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin