Matérias Mais Lidas

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1984 é um ano vital para o metal

imagemQuantos discos o Guns N' Roses vendeu no Brasil e no mundo? Veja os números

imagemCinco curiosidades sobre "The Sick, The Dying... And The Dead!", do Megadeth

imagemBob Dylan explica a diferença entre suas composições e as de Paul McCartney

imagemKiss: Tommy Thayer responde se Gene Simmons e Paul Stanley se dão bem

imagemVídeos dos shows no Hellfest do Sepultura, Epica, Nightwish, Blind Guardian e outros

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemEric Clapton comenta a lenda do pacto com o diabo feito por Robert Johnson

imagemCadáveres, sangue e girombas: a história da capa de "Reign In Blood", do Slayer

imagemNey Matogrosso relembra como foi abrir o Rock in Rio de 1985

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More


Stamp

Megadeth: Mustaine ainda é um dos músicos mais relevantes da cena

Resenha - Super Collider - Megadeth

Por Junior Frascá
Em 27/05/13

Nota: 8

Quando o MEGADETH anunciou seu novo disco, e soltou como amostra a faixa título, tenho certeza que a grande maioria dos fãs se surpreendeu de forma negativa, tendo em vista que a mesma trazia aqueles elementos estranhos que caracterizaram o famigerado álbum "Risk", o mais "odiado" da discografia do grupo. Mas, felizmente, o restante do disco não segue essa linha e, embora não seja um disco de puro thrash metal, mostra que Dave Mustaine ainda é um dos músicos mais relevantes da cena metálica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mantendo a mesma formação do disco anterior (algo que não ocorria na banda desde 1997), "Super Collider" mostra um MEGADETH que, no geral, não abre mão do peso, mas se aventurando por uma lado mais moderno e direto do metal (no melhor sentido de ambos os termos).

"Kingmaker", que abre o disco, e trata do abuso de analgésicos, já uma amostra do poder de fogo desse 14º disco da banda, com uma avalanche de riffs cavalgados de guitarra, e Mustaine cantando de forma serena mas muito cativante, em especial no refrão.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Outros destaques do disco são "Burn!", bem hard rock, sendo uma das mais grudentas do disco; "Built of War", um metalzão de primeira, com ótimos riffs e uma linha insana de baixo; "Dance in the Rain", uma semi balada carregada e intimista; e "Forgot to Remenber", que lembra MOTORHEAD. Há ainda um excelente cover para "Cold Sweat", do THIN LIZZY, que ficou matador.

Os pontos negativos ficam para a já citada faixa título, e para "The Blackest Crow", cheia de experimentalismos, incluindo elementos de southern rock que, embora tenha um refrão até que agradável, não chega a convencer, fugindo um pouco da qualidade geral do trabalho.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A capa do disco também é bem interessante, tendo sido feita a partir de uma fotografia existente do tambor interno do Solenoide de Múon Compacto do Silicon Tracker, um experimento de física de partículas construído sobre o "Grande Colisor de Hádrons do CERN".

Há ainda que se destacar que o vocalista David Draiman contribuiu na composição de duas faixas no álbum "Forget To Remember" e "Dance In The Rain", e que o disco já sendo vendido nos shows da banda ao redor do planeta.

Não se trata, pois, de um disco simplesmente de thrash metal ou que será facilmente recebido pela maioria dos fãs, mas é fato que "Super Collider" traz músicas de muita qualidade, pouco importando o rótulo que cada um resolva dar às mesmas. Escute sem preconceitos, pois certamente terá momentos de muita diversão durante a audição.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Super Collider - Megadeth
(2013 - Importado

Dave Mustaine – vocal principal, principal, ritimica, e guitarra acústica
Chris Broderick – principal, ritimica, e guitarra acústica e back vocal
David Ellefson – baixo, back vocal
Shawn Drover – bateria, percussão

1. "Kingmaker"
2. "Super Collider"
3. "Burn!"
4. "Built For War"
5. "Off the Edge"
6. "Dance in the Rain"
7. "The Beginning of Sorrow"
8. "The Blackest Crow"
9. "Forget to Remember"
10. "Don't Turn Your Back..."
11. "Cold Sweat (Thin Lizzy cover)"


Outras resenhas de Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Resenha - Super Collider - Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


David Ellefson: a diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo ele


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.