Megadeth: criativo e inovador em alguns momentos

Resenha - Super Collider - Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gustavo Marques
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Novo álbum do Megadeth, "Super Collider", será lançado dia 4 de junho, começou a ser vendido pela banda na sua atual Tour pela Europa, e está na internet desde então.
785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosAs regras do Thrash Metal

Durante janeiro de 2013, vídeos da banda em estúdio foram publicados na página oficial do Megadeth no Youtube, assim como duas novas músicas, a faixa-Título e "Kingmaker".

"Super Collider" é um bom álbum, criativo e inovador em alguns momentos.A banda está espetacular como sempre, e um dos destaques desse álbum na minha opinião, é a performance de Shawn Drover na Bateria.

A música de Abertura é "Kingmaker" , que traz Riffs pesados e rápidos,e com certeza foi bastante influenciada por "Children of the Grave" do Black Sabbath.

Além de ser a música mais "Thrash" do álbum ,trás consigo uma leve Memória do Antigo Megadeth, misturado com o Novo Megadeth,que nasceu depois de 2004.

a próxima é a Faixa-Titulo, que não foi bem recebida por muitas pessoas devido ao Ritmo lento e por ter semelhanças com o álbum Risk.

Mesmo assim, tem um bom refrão, que gruda na mente mesmo após a música acabar. o conteúdo da letra no entanto, não tem muito a ver com o Supercolisor mostrado na capa do álbum.

"Burn!" é a seguinte no Tracklist, Anima logo de cara,com um solo de Chris Broderick no início, mas entra em um Ritmo constante,infelizmente,já que a música permanece a maior parte de seus 4 minutos assim.

o "Burn, Baby Burn!", ecoado por Mustaine várias vezes durante a música o torna um pouco enjoativo.

"Built For War" já é diferente de "Burn!", pois tem Mudanças de Ritmo de sobra , e um ótimo trabalho feito pelas Guitarras ,além da cozinha de Shawn e Junior.Destaque de Shawn na Bateria.

"Off the Edge" tem uma Pegada estilo Iron Maiden, e dois solos bons de Chris Broderick,e assim como 'Burn!", permanece no mesmo Ritmo durante até o final...

"Dance in The Rain" começa devagar e vai aumentando até chegar nos solos de Mustaine e Broderick e depois disso a música entra em uma "segunda parte", com peso e Velocidade,mostrando como realmente é o Megadeth.
É uma das Melhores do álbum.(Dave Mustaine Compôs "Dance in The Rain" e "Forget to Remember" em parceria com David Draiman, do Disturbed).

A Track 8, "The Blackest Crow", é um dos destaques do álbum, porque é diferente tudo o que o Megadeth já fez em sua carreira, com direito a banjo e Slide, mas sem perder o foco nas Guitarras. Com certeza está no Top 5 do álbum.

"Forget to Remember" foi a primeira a ter seu título divulgado, e segundo Mustaine, fala sobre o Mal de Alzheimer. Tem um ótimo refrão, e também é mais cadenciada, mas mesmo assim é contagiante. A Filha de Mustaine, Electra, fez os backing Vocals da canção.

a Track 10 , "Don't Turn Your Back", começa num solinho de Chris Broderick mas Dave Mustaine o manda para os ares quando o Riff Inicial da Música começa,se transformando numa das músicas mais rápidas do álbum.

uma trecho desta foi divulgado no 'Megadeth Game".

Opinião do Autor:

No Geral, é um Bom álbum,acima da média, tem seus momentos Excelentes mas não está entre os melhores,mas está perto,muito acima de "TH1RT3EN", que em minha opinião só foi feito pra Fechar o Contrato com o Roadrunner,mesmo tendo Boas Músicas(Novas) misturadas com as regravações.
Os destaques do álbum são "Kingmaker","Built For War","Dance in The Rain" e "The Blackest Crow".
"All I Want" e "A House Divided" serão lançadas na versão Japonesa.

Megadeth
Dave Mustaine – vocal principal,Guitarra principal, rítimica, e guitarra acústica
Chris Broderick – Guitarra principal, rítimica, guitarra acústica e backing vocal
David Ellefson – baixo, backing vocal
Shawn Drover – bateria, percussão

Músicos Adicionais
Bob Findley - Trompete
David Draiman - Composição em "Dance in The Rain e Forget To Remember"

Produção
Produzido - Johnny K
Engenheiro de áudio - Cameron Webb

Tracklist:

1."Kingmaker"
2."Super Collider"
3."Burn!"
4."Built For War"
5."Off the Edge"
6."Dance in the Rain"
7."The Beginning of Sorrow"
8."The Blackest Crow"
9."Forget to Remember"
10."Don't Turn Your Back..."
11."Cold Sweat (Thin Lizzy cover)"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Super Collider - Megadeth

2513 acessosMegadeth: Depois do Risk, outra bola fora da banda3070 acessosMegadeth: Super Colisão do pior de Dave Mustaine5000 acessosMegadeth: Nem de longe tão ruim quanto dizem1972 acessosMegadeth: Reciclando ideias sem parecer forçado2114 acessosMegadeth: novo álbum traz banda coesa e canções autorais4320 acessosMegadeth: banda faz um disco de rock para quem gosta de música5000 acessosMegadeth: teria Mustaine lançado o seu "Load/Reload"?5000 acessosMegadeth: Dave Mustaine & Cia não são mais os mesmos5000 acessosMegadeth: Mustaine ainda é um dos músicos mais relevantes da cena

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa477 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3397 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Contando como foi chamado pelo Megadeth

MegadethMegadeth
A importância da música brasileira em Kiko Loureiro

Dave LombardoDave Lombardo
Ele tentou entrar no Megadeth em 1986 mas os caras estavam chapados

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

HumorHumor
Não basta ouvir Master Of Puppets para ser Thrash

Fotos de infânciaFotos de infância
Angela Gossow, do Arch Enemy, muito antes da fama

VH1VH1
As 100 melhores músicas de hard rock

5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"5000 acessosRoadrunner: os melhores frontmen de todos os tempos5000 acessosIron Maiden: a tragédia pessoal do baterista Clive Burr5000 acessosCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religião5000 acessosAvenged Sevenfold: Ouça os vocais de Shadows isolados dos instrumentos5000 acessosVocalistas: Os 10 melhores da história do rock

Sobre Gustavo Marques

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online