Evil Emperor: Metal extremo de qualidade que alia Black e Death

Resenha - Evil Emperor - Evil Emperor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Os gaúchos do Evil Emperor iniciaram sua caminhada pelo underground nacional em 2002 e de lá pra cá transformaram sua sonoridade, inicialmente Black Metal, em algo mais agressivo e técnico ao focar seu som nas raízes Death Metal. Hoje, após duas demos e um split, a banda faz um Metal extremo de qualidade que alia muito bem os dois estilos.

Apesar de caminhar por esses trilhos, o som da banda foge das características atuais adotadas por bandas europeias do gênero. A música aqui soa mais 'old school' e possui aquele aura que somente as bandas extremas brasileiras tinham no final da década de 80 e início da de 90.

publicidade

É impressionante o grau maléfico que as composições possuem. Passagens brutais, com ótimos riffs e um baixo extremamente agressivo, além de uma bateria detonadora, dão o tom do massacre. Os vocais de Rodrigo Volkweis, com variações de guturais e rasgados, são a cereja do bolo.

Outro fator importante a ser mencionado é a duração das faixas que têm média de três minutos e meio, ou seja, são diretas. Dentre as 12 'cantigas' fico com Devoured by Inner Bestiality com seus ótimos riffs e baixo matador, Portrait Of Evolution e sua massacrante cozinha, além de Black Death e Living Machines. Não posso esquecer-me da cantada em português, Maldição.

publicidade

Produzido pela própria banda, no estúdio 1.000, "Evil Emperor" é mais um belo registro que prova o poder do Metal extremo nacional. Completam o time Eduardo Fallavena e Rikardo Schroeder (guitarras), Rodrigo "Lamazuus" Linn (baixo) e André Rodrigues (bateria)

http://www.facebook.com/evilemperorband
http://www.reverbnation.com/evilemperor
http://www.myspace.com/evilemperorband

publicidade


Outras resenhas de Evil Emperor - Evil Emperor

Evil Emperor: chegando ao público via Rotten Foetus

Evil Emperor: Uma aura mais bestial e profana




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Anette Olzon: Eu fui demitida exatamente como Tarja também foiAnette Olzon
"Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1988


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin