Re-Machined: Uma goleada de acertos e poucas escorregadas

Resenha - A Tribute to Deep Purple's Machine Head - Re Machined

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não é comum ouvir um tributo como esse. Pra começo de conversa, não estamos falando de uma homenagem a uma banda, mas sim a um disco específico - "Machine Head", o sexto e mais conhecido álbum do Deep Purple, lançado originalmente em março de 1972. Em segundo lugar, a coisa toda foi organizada pela respeitada revista inglesa Classic Rock, que lançou o projeto em um fanpack acompanhado de uma longa revista com a história do disco e entrevistas com os músicos envolvidos. Isso deu um ar de credibilidade ao projeto, característica essa que não é muito comum na grande maioria dos discos tributo, que de maneira geral contam com músicos de segundo escalão relendo composições alheias. E esse é o ponto final que torna "Re-Machined: A Tribute do Deep Purple's Machine Head" pra lá de interessante: a participação de bandas e artistas consagrados e de peso, como Metallica, Iron Maiden, Chickenfoot, Black Label Society e Joe Bonamassa, entre outros.

Iron Maiden: Nicko McBrain não usa pedal duplo pois já acha um difícil o bastanteSexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / Metal

O álbum conta com 10 faixas. Estão aqui as sete do LP original, acrescidas de "When a Blind Man Cries", lado B do single "Never Before". Duas músicas contam com duas versões diferentes - "Smoke on the Water" e "Highway Star". As faixas estão na ordem original do disco, com a exceção à "Smoke on the Water", que abre o tributo na versão de Carlos Santana e do vocalista Jacoby Shaddix, do Papa Roach.

De uma maneira geral, as releituras são muito boas. A força das composições do Deep Purple é fundamental para isso - não há música ruim em "Machine Head", e o fato de qualquer pessoa que goste de rock conhecê-las por osmose a décadas faz toda a diferença -, mas algumas versões acabam se sobressaindo. Santana surpreende com uma "Smoke on the Water" muito pesada, com direito a uma segunda guitarra que brinca com a melodia de "In My Time of Dying", clássico do blues imortalizado pelo Led Zeppelin. O Chickenfoot se diverta com uma "Highway Star" bem livre e repleta de jams, enquanto o Black Label Society vira "Pictures of Home" de cabeça para baixo, deixando-a mais pesada e lenta. "Highway Star" também brilha nas mãos do trio formado por Glenn Hughes, Steve Vai e Chad Smith, em uma versão cheia de energia.

Joe Bonamassa e Jimmy Barnes fazem jus à "Lazy" uma das melhores músicas da carreira do Purple, trocando solos faiscantes. E o Metallica, cuja competência para tomar para si composições alheias em releituras cheias de personalidade, faz da bela "When a Blind Man Cries" a melhor faixa de "Re-Machined", adicionando detalhes e mudando o arranjo original.

O momento mais controverso e discutível do tributo acontece quando o Flaming Lips despe "Smoke on the Water" de quase todos os seus elementos e transforma o maior clássico do Purple em praticamente uma nova composição, deixando-a irreconhecível. Essa postura do grupo de Wayne Coyne irá dividir opiniões: alguns irão amaldiçoar os caras por terem mexido em algo que consideram sagrado, enquanto outros vão curtir a coragem e a irreverência da banda. Fico com a segunda opção.

Entre as decepções, temos o catadão batizado como Kings of Chaos, formado por Joe Elliott (Def Leppard), Steve Stevens, o tecladista Arian Schierbaum e a dupla Duff McKagan e Matt Sorum, ex-Guns N' Roses e atual Velvet Revolver, fazendo uma versão burocrática e sem graça de "Never Before", que não acrescenta nada a história da canção.

Mas o momento mais decepcionante de "Re-Machined" acontece justamente com uma das versões mais aguardadas e cercadas de expectativa. O Iron Maiden gravou durante as sessões do álbum "A Matter of Life and Death" (2006) uma até então inédita versão para "Space Truckin'". Porém, a interpretação se revela preguiçosa, sem sal e arrastada, onde o único destaque são os vocais de Bruce Dickinson em algumas passagens. Um resultado muito abaixo do esperado para uma banda do porte e da importância do Maiden, ainda mais em se tratanto da releitura de uma composição de um grupo que influenciou a sua sonoridade e do qual os músicos já se declararam fãs. Infelizmente, a "Space Truckin'" do Iron Maiden é o banho de água fria do tributo.

Mesmo assim, vale a pena conferir "Re-Machined: A Tribute to Deep Purple's Machine Head". O saldo é pra lá de positivo, com uma goleada de acertos e poucas escorregadas. E um destes acertos é que o disco será lançado no Brasil pela ST2 durante o mês de outubro, para a alegria dos colecionadores.

Faixas:
Carlos Santana & Jacoby Shaddix - Smoke on the Water
Chickenfoot - Highway Star
Glenn Hughes & Chad Smith - Maybe I'm Leo
Black Label Society - Pictures of Home
Kings of Chaos - Never Before
The Flaming Lips - Smoke on the Water
Jimmy Barnes & Joe Bonamassa - Lazy
Iron Maiden - Space Truckin'
Metallica - When a Blind Man Cries
Glenn Hughes, Steve Vai e Chad Smith - Highway Star




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Deep Purple"Todas as matérias sobre "Iron Maiden"Todas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Santana"


Iron Maiden: Nicko McBrain não usa pedal duplo pois já acha um difícil o bastanteIron Maiden: cinco versões do clássico "Hallowed Be Thy Name"Iron Maiden: Nicko McBrain toca bateria em banda tributo em Nashville; assistaBruce Dickinson: review da autobiografia Pra Que Serve Esse Botão?Iron Maiden: o brilhante e conceitual Seventh Son of a Seventh Son (vídeo)Vlog Rock: A saga de Charlotte, a prostituta do Iron MaidenCollectors Room: a controversa volta às raízes do Iron Maiden (vídeo)Iron Maiden: local do show diz que fã agrediu segurança antes de ser espancado

Iron Maiden: Dickinson relata em show que seguranças agrediram fã na plateia; vídeoIron Maiden
Dickinson relata em show que seguranças agrediram fã na plateia; vídeo

Iron Maiden: banda fecha parceria com cervejaria curitibana BodebrownIron Maiden
Banda fecha parceria com cervejaria curitibana Bodebrown

Rock in Rio 2019: Iron Maiden prefere tocar mais cedo, diz guitarrista do ScorpionsRock in Rio 2019
Iron Maiden prefere tocar mais cedo, diz guitarrista do Scorpions

Rock in Rio: festival explica por que o Iron Maiden toca antes do ScorpionsRock in Rio
Festival explica por que o Iron Maiden toca antes do Scorpions

Rock in Rio 2019: Iron Maiden abrirá para o Scorpions; veja horários de todos os showsRock in Rio 2019
Iron Maiden abrirá para o Scorpions; veja horários de todos os shows

Em 03/09/1984: Iron Maiden lançava Powerslave, o seu maior clássicoEm 03/09/1984
Iron Maiden lançava Powerslave, o seu maior clássico

Collectors Room: o nascimento de um novo Iron Maiden em Brave New World (vídeo)

O endereço do Rock: 8 locais imortalizados em músicas famosasO endereço do Rock
8 locais imortalizados em músicas famosas

Iron Maiden: Medley com todas as músicas feito por guitarrista brasileiroIron Maiden
Medley com todas as músicas feito por guitarrista brasileiro

Paul Di'Anno: Quem falar mal do Maiden, eu dou porrada!Paul Di'Anno
"Quem falar mal do Maiden, eu dou porrada!"


Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock / Metal

Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de MetalAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

Covers: alguns dos mais legais feitos por bandas de MetalCovers
Alguns dos mais legais feitos por bandas de Metal

Metal Extremo: chocando os jurados em reality-showsFotos de Infância: Ozzy OsbourneSimone Simmons: "Tenho cérebro, não sou apenas peitos e bunda"Corey Taylor: "Seu nome era Lemmy e ele tocava Rock n Roll"

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.