RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemOzzy Osbourne revela qual foi o melhor guitarrista de sua carreira solo

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemRoger Waters atende a Rússia e faz discurso para o Conselho de Segurança da ONU

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemO triste motivo pelo qual o Pink Floyd não podia fazer contato com Syd Barrett

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemRitchie Blackmore avalia os guitarristas que o substituíram no Deep Purple


Stamp

Adrenaline Mob: Divertido, potente e cheio de energia

Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Por Ricardo Seelig
Fonte: Collectors Room
Postado em 06 de março de 2012

Nota: 8

A principal qualidade do Adrenaline Mob é soar como uma banda. O grupo que une o vocalista Russell Allen (Symphony X), o guitarrista Mike Orlando (Sonic Stomp e carreira solo) e o baterista Mike Portnoy (ex-Dream Theater) tem um som que não lembra, em nenhum momento, as bandas pelas quais os seus integrantes ficaram conhecidos. John Moyer, baixista do Disturbed, completa o time – o guitarrista Rich Ward (Stuck Mojo, Fozzy) e o baixista Paul DiLeo gravaram apenas o primeiro EP. O Adrenaline Mob executa um heavy metal pesado, moderno e com muito groove, que equilibra a tradição da música pesada produzida nos Estados Unidos com melodias e refrões que se aproximam do hard rock.

Mixado por Jay Ruston (Anthrax, Steel Panther), "Omertá" é um disco sólido e cativante, repleto de grandes canções. Quatro delas já são conhecidas dos fãs, pois estavam no EP lançado na metade de 2011 - "Psychosane", "Believe Me", "Hit the Wall" e "Down the Floor". A influência de Black Label Society, perceptível em faixas como "Undaunted" e "Indifferent", divide espaço com algumas surpresas. A balada "All on the Line" transita por uma sonoridade que une características do Lynyrd Skynyrd a um tempero que vem direto do hard californiano do final da década de oitenta.

A releitura de "Come Undone", gravada originalmente pelo Duran Duran no álbum homônimo lançado em 1993, é um dos grandes destaques de "Omertá". Os vocais agudos de Lizzy Hale, do Halestorm, dividem os holofotes com a voz de Allen, dando uma nova cara para a música, que ficou excelente.

Em um time formado por feras como Russell Allen, Mike Orlando e Mike Portnoy, a qualidade só poderia ser nivelada por cima. Russell canta maravihosamente bem, seguindo o que tem feito nos últimos anos, usando a sua voz de forma mais agressiva. Portnoy surge menos mirabolante e acrobático do que no Dream Theater, criando grooves e batidas que mostram outra faceta de seu inegável talento. Mas, na minha opinião, o principal destaque do disco é o fenomenal Mike Orlando. Sua guitarra é de cair o queixo, com bases pesadíssimas e solos que farão a alegria de qualquer fã do instrumento, com direito até a um talkbox em "Psychosane".

"Omertá" é um grande disco. Não irá mudar os rumos do heavy metal, mas esse nunca foi o seu objetivo. O álbum é divertido, potente e cheio de energia, e proporciona diversos momentos de satisfação para o ouvinte.

Ouça, porque vale a pena!

Faixas:
Undaunted
Psychosane
Indifferent
All on the Line
Hit the Wall
Feelin' Me
Come Undone
Believe Me
Down to the Floor
Angel Sky
Freight Train


Outras resenhas de Omertá - Adrenaline Mob

Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Mike Portnoy e Vinny Appice: assista duelo de bateria

Wikimetal: Os melhores álbuns da última década

Portnoy: "Não precisa de uma calculadora para se divertir"


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.
Mais matérias de Ricardo Seelig.