Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A principal qualidade do Adrenaline Mob é soar como uma banda. O grupo que une o vocalista Russell Allen (Symphony X), o guitarrista Mike Orlando (Sonic Stomp e carreira solo) e o baterista Mike Portnoy (ex-Dream Theater) tem um som que não lembra, em nenhum momento, as bandas pelas quais os seus integrantes ficaram conhecidos. John Moyer, baixista do Disturbed, completa o time - o guitarrista Rich Ward (Stuck Mojo, Fozzy) e o baixista Paul DiLeo gravaram apenas o primeiro EP. O Adrenaline Mob executa um heavy metal pesado, moderno e com muito groove, que equilibra a tradição da música pesada produzida nos Estados Unidos com melodias e refrões que se aproximam do hard rock.

Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saídaQueen: ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Mixado por Jay Ruston (Anthrax, Steel Panther), "Omertá" é um disco sólido e cativante, repleto de grandes canções. Quatro delas já são conhecidas dos fãs, pois estavam no EP lançado na metade de 2011 - "Psychosane", "Believe Me", "Hit the Wall" e "Down the Floor". A influência de Black Label Society, perceptível em faixas como "Undaunted" e "Indifferent", divide espaço com algumas surpresas. A balada "All on the Line" transita por uma sonoridade que une características do Lynyrd Skynyrd a um tempero que vem direto do hard californiano do final da década de oitenta.

A releitura de "Come Undone", gravada originalmente pelo Duran Duran no álbum homônimo lançado em 1993, é um dos grandes destaques de "Omertá". Os vocais agudos de Lizzy Hale, do Halestorm, dividem os holofotes com a voz de Allen, dando uma nova cara para a música, que ficou excelente.

Em um time formado por feras como Russell Allen, Mike Orlando e Mike Portnoy, a qualidade só poderia ser nivelada por cima. Russell canta maravihosamente bem, seguindo o que tem feito nos últimos anos, usando a sua voz de forma mais agressiva. Portnoy surge menos mirabolante e acrobático do que no Dream Theater, criando grooves e batidas que mostram outra faceta de seu inegável talento. Mas, na minha opinião, o principal destaque do disco é o fenomenal Mike Orlando. Sua guitarra é de cair o queixo, com bases pesadíssimas e solos que farão a alegria de qualquer fã do instrumento, com direito até a um talkbox em "Psychosane".

"Omertá" é um grande disco. Não irá mudar os rumos do heavy metal, mas esse nunca foi o seu objetivo. O álbum é divertido, potente e cheio de energia, e proporciona diversos momentos de satisfação para o ouvinte.

Ouça, porque vale a pena!

Faixas:
Undaunted
Psychosane
Indifferent
All on the Line
Hit the Wall
Feelin' Me
Come Undone
Believe Me
Down to the Floor
Angel Sky
Freight Train


Outras resenhas de Omertá - Adrenaline Mob

Adrenaline Mob: Perfeito para ouvir no volume mais altoAdrenaline Mob: Evitando a sofisticação e complexidadeAdrenaline Mob: "Omertá" surpreende logo de caraAdrenaline Mob: Mais direto que as bandas que os projetaram




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Adrenaline Mob"


Duran Duran: top 5 de covers feitos por bandas de Rock/MetalDuran Duran
Top 5 de covers feitos por bandas de Rock/Metal

Adrenaline Mob: Um pouco sobre David Z.Adrenaline Mob
Um pouco sobre David Z.

Heart: Barracuda surgiu a partir de uma insinuação incestuosaHeart
"Barracuda" surgiu a partir de uma insinuação incestuosa


Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saídaSlipknot
Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída

Queen: ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicosQueen
Ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

AC/DC: as 10 melhores músicas da banda com Bon ScottHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1981Ozzy Osbourne: produtor confessa trambicagem na gravação de disco ao vivoChris Holmes: "Lemmy não me quis no Motörhead por minha altura"

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336