Adrenaline Mob: Perfeito para ouvir no volume mais alto

Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Prado
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Primeiramente deixe-me dizer: Mas que capa mais fodástica! Pronto, agora seguiremos com a programação normal.
1227 acessosAdrenaline Mob: Um pouco sobre David Z.5000 acessosNirvana: "Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt

Desde que foi anunciado o projeto estrelando a dupla Mike Portnoy (ex-Dream Theater) e Russell Allen (Symphony X), na bateria e vocal respectivamente, além do guitarrista Mike Orlando (Sonic Stomp e solo) e o baixista John Moyer (Disturbed) completando o time; todo mundo pensou consigo que coisa boa iria sair. E depois de ouvir "Omertá", temos todas as expectativas atendidas!

O principal mérito da banda aqui, é soar como uma banda. Coisa que é difícil pra muitas bandas se tratando de um primeiro álbum, até mesmo pra supergrupos onde cada um dos integrantes colocam suas influências latentes. "Omertá" é justamente ao contrário de tudo o que os integrantes fizeram e fazem com suas respectivas bandas, o que dá uma cara totalmente nova, e conquista o ouvinte logo de cara.Tanto que é fácil acabar se pegando dando play no álbum diversas vezes, o que ate fiz para escrever essa resenha aqui.

"Omertá" ao longo de suas 11 faixas, é um álbum cheio de peso e refrões cativantes onde é impossível se ver não ouvindo o álbum por diversas vezes - coisa que fiz para escrever essa resenha. Quatro das músicas aqui já são conhecidas: "Psychosane", "Believe Me", Hit The Wall" e "Down To The Floor", divulgados no EP da banda lançado ano passado. Assim, vou procurar me concentrar nas sete faixas restantes, enquanto vocês leem a resenha do EP clicando aqui.

Coeso, é difícil dar os destaques de "Omerta" como álbum. "All The Line" e "Angel Sky" de toques oitentistas preenchem os espaço das baladas de forma belíssima, uma influência que também vemos na à lá "Scorpions com adrenalina" "Feelin Me", e na "Come Undone" que nem percebemos ser um cover do Duran Duran de tão boa que ficou. Aqui é fácil imaginar um Black Label Society voltado mais pro Nu Metal, e "Undauted", "Indifferent" e "Freight Train" já chegam pra chutar a porta mostrando isso.

Russell Allen mostra em "Omertá" porque é por A + B um dos melhores vocalistas da atualidade, tanto nos vocais mais melódicos praticados nas baladas "All The Line" e "Angel Sky", tanto nos momentos maios agressivos como na rápida "Hit The Wall". Mike Portnoy aqui está mais solto como baterista e mostra todas as suas cartas, tenho impressão de que tocando assim de forma mais direta ele mostra realmente o baterista competentíssimo que é. Já a guitarra de Mike Orlando é um show a parte, tanto nos riffs pesadíssimos como nos solos malucos. Uma banda completa.

De prog metal aqui temos o histórico dos integrantes somente. Allen, Portnoy e Orlando vão além disso mostrando um metal moderno, energético e cheio de groove, pra acabar com qualquer dúvida se a banda iria mesmo vingar. E entre superbandas como Chickenfoot e Black Country Communion, o Adrenaline Mob, assim como essas, chegou literalmente chutando e trucidando a porta.

"Omertá" não é inovador no que se propõe, e nem se propõe a isso na verdade. É aquele álbum potente e divertido, perfeito pra colocar no volume mais alto pra estourar a caixa de som.

Tracklist:

"Undaunted"
"Psychosane"
"Indifferent"
"All on the Line"
"Hit the Wall"
"Feelin Me"
"Come Undone" (cover do Duran Duran, com Lzzy Hale do Halestorm nos vocais)
"Believe Me"
"Down to the Floor"
"Angel Sky"
"Freight Train"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Omertá - Adrenaline Mob

4729 acessosAdrenaline Mob: Evitando a sofisticação e complexidade2841 acessosAdrenaline Mob: "Omertá" surpreende logo de cara5000 acessosAdrenaline Mob: Mais direto que as bandas que os projetaram5000 acessosAdrenaline Mob: Divertido, potente e cheio de energia

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Adrenaline MobAdrenaline Mob
Um pouco sobre David Z.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Adrenaline Mob"

Mike PortnoyMike Portnoy
Assista imagens de câmera em sua bateria

Mike PortnoyMike Portnoy
"Eu baixo músicas o tempo todo"

WikimetalWikimetal
Os melhores álbuns da última década

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Adrenaline Mob"

NirvanaNirvana
"Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt

Black Label SocietyBlack Label Society
O assassinato atribuido à "seita" de Zakk Wylde

Rede GloboRede Globo
Em 1985, explicando o que são os metaleiros

5000 acessosMetallica: noiva toca "Master..." na bateria no casamento5000 acessosMegadeth: Electra mostra para Kiko como está fera no Português5000 acessosEm 08/03/1995: Ingo Schwichtenberg, baterista do Helloween, comete suicídio4561 acessosJames Hetfield: ele se mudou da Bay Area para poder caçar em paz1450 acessosThe Beatles: liderando lista de artistas mais pirateados do mundo5000 acessosBruno Sutter: tocando música do Death no baixo

Sobre André Prado

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online