Resenha - Omertá - Adrenaline Mob

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando Mike Portnoy, que acabara de sair do DREAM THEATER, anunciou que formaria uma nova banda com o excelente vocalista Russell Allen, do SYMPHONY X, os fãs de metal progressivo começaram a criar expectativas estratosféricas acerca desse novo projeto. Mas com o passar do tempo, e com algumas músicas divulgadas no EP autointitulado, foi perceptível que os músicos buscaram outros caminhos musicais com o ADRENALINE MOB.

Led Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"Separados no nascimento: Robert Plant e Patrícia Pillar

Ambos, junto com o virtuoso guitarrista Mike Orlando, formam o trio de ferro da banda, que investe num heavy metal pesado, repleto de groove e bem mais direto que as bandas que projetaram os músicos em questão. Não deixaram a técnica completamente de lado, mas criaram um estilo mais direto e agressivo de composições, que deverá surpreender alguns fãs, como se fosse uma mistura entre PANTERA e MOTORHEAD, mas com mais elementos melódicos.

E os caras se mostram muito entrosados nesse lançamento, com Mike Orlando e Portnoy fazendo uma parte instrumental fantástica que, embora técnica, deixa os exibicionismos de lado em prol da musicalidade, e nos brindam com momentos muito marcantes. Mas o grande destaque do disco é mesmo Russel Allen: como canta esse cara! Neste trabalho, ele prova mais uma vez o porque é considerado um dos melhores vocalistas da nova geração do metal, aliando momentos mais rasgados e agressivos com outros mais emotivos e limpos com maestria. Sem dúvida um dos melhores momentos de sua carreira.

A já conhecida "Undaunted" já abre o disco quebrando tudo, com riffs (beirando ao thrash metal) e solos espetaculares, uma cozinha eletrizante, com Portnoy mostrando que mesmo mais contido, continua genial, e linhas vocais agressivas de fazer cair o queixo. Além dessa, temos ainda "Psychosane" (bem pesada e com guitarras cheias de groove), "Hit the Wall" e "Down the Floor" que já constavam do EP anteriormente lançado.

Das canções até então inéditas, destacam-se "Indifferent", que mescla peso e passagens mais melódicas e melancólicas de forma precisa, e tem um refrão muito cativante; "Feelin Me", com uma levada que muito legal, com alguns elementos de stoner metal, e que conta com um show a parta de Allen; e "Freight Train", uma das mais pesadas, que encerra o trabalho com chave de ouro. Além destas, há ainda um cover bem interessante para "Come Undone" do DURAN DURAN, com vocais bem diversificados, e belos arranjos.

A qualidade de gravação também é excelente, pois embora moderna, deixou o som bem na cara, e cru na medida certa. Além disso, a arte gráfica também é belíssima, e atrai até os mais desavisados, com sua temática "mafiosa" (inclusive, "Omertá" é o nome de um juramento da máfia italiana).

"Omertá", portanto, é um grande registro, de uma grande banda, que tem tudo para se consolidar no mundo metálico, e alcançar fãs dos mais diversos estilos da música pesada. Aproveite que o disco sairá em breve pela Hellion Records no mercado nacional, e não deixe de adquirir o seu.

Omertá - Adrenaline Mob
(2012 - Hellion Records - Nacional)

Track List:

1. Undaunted
2. Psychosane
3. Indifferent
4. All On the Line
5. Hit the Wall
6. Feelin Me
7. Come Undone (Duran Duran cover)
8. Believe Me
9. Down to the Floor
10. Angel Sky
11. Freight Train


Outras resenhas de Omertá - Adrenaline Mob

Adrenaline Mob: Perfeito para ouvir no volume mais altoAdrenaline Mob: Evitando a sofisticação e complexidadeAdrenaline Mob: "Omertá" surpreende logo de caraAdrenaline Mob: Divertido, potente e cheio de energia




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Adrenaline Mob"


Heart: Barracuda surgiu a partir de uma insinuação incestuosaHeart
"Barracuda" surgiu a partir de uma insinuação incestuosa

Mike Portnoy e Vinny Appice: assista duelo de bateriaMike Portnoy e Vinny Appice
Assista duelo de bateria

Portnoy: Não precisa de uma calculadora para se divertirPortnoy
"Não precisa de uma calculadora para se divertir"


Led Zeppelin: a inspiração por trás de KashmirLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

Separados no nascimento: Robert Plant e Patrícia PillarSeparados no nascimento
Robert Plant e Patrícia Pillar

MMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy MetalMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Rock e Metal: todo artista tem uma fase vergonhosaRock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposRunaways: Lita Ford saiu da banda por medo de assédio de companheirasDia de Coxinha: rock stars contraindo bodas

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336