Edguy: No futuro será considerado um dos melhores álbuns

Resenha - Age of the Joker - Edguy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Victor de Andrade Lopes, Fonte: Sinfonia de Ideias
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


"Age of the Joker" é sem dúvidas um trabalho bem produzido. Mistura a modernidade e a diversidade do último disco, Tinnitus Sanctus, com o peso de Mandrake e Hellfire Club, mas sem nenhuma grande mudança no som da banda. Os riffs, a batida e as melodias continuam inconfundíveis. Mesmo assim, há algumas pequenas novidades, a maioria trazida pelo tecladista convidado, EDDY WRAPIPROU.
5000 acessosSlipknot: veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuais5000 acessosMustaine: "Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

A faixa de abertura, Robin Hood, é aquela na qual a banda mais investiu: é a segunda mais longa do disco e a primeira a receber um vídeo, baseado nas aventuras do personagem que roubava dos ricos e dava aos pobres. Pena que é uma das mais fracas do álbum. Nobody's Hero, a segunda, tem o dobro do peso e da energia.

Rock of Cashel traz o grupo dividindo espaço com uma gaita de foles, algo que a banda só faz raramente, como em "Jerusalem", do Mandrake. Em seguida, vem a pesada Pandora's Box, que fica no limite entre o heavy metal e o hard rock, com um toque curioso de música country estadunidense.

Breathe e Two Out of Seven são bem parecidas, marcadas por riffs eletrônicos no teclado que lembram de longe Crestfallen, do AVANTASIA. A lenta Faces in the Darkness apresenta contrastes entre passagens leves e pesadas, seguida pela rápida The Arcane Guild, na qual EDDY WRAPIPROU mostra seu talento no órgão, instrumento cujo potencial ainda é pouco explorado no power metal. A poderosa Fire on the Downline vem em seguida.

Behind the Gates to Midnight World é a mais longa do álbum, com quase nove minutos, que foram muito bem aproveitados pelo grupo. Novamente, EDDY WRAPIPROU faz um bom trabalho no órgão, e também no piano. Para fechar o álbum, a surpresa do Age of the Joker: Every Night Without You. Como o nome sugere, é uma balada. É como se a banda tivesse economizado quase 100% dos elementos de hard rock que mostravam nos álbuns anteriores para soltar tudo na faixa de encerramento, cuja emoção lembra as baladas do BON JOVI, do AEROSMITH e do KISS.

Age of the Joker foi composto com criatividade: o ritmo e a base de cada música não traz nada de muito diferente com relação aos álbuns anteriores, mas quase todas as faixas apresentam alguma coisa que as torna únicas, e parte dessa inovação se deve ao trabalho do tecladista. Junto com Mandrake, Hellfire Club, Tinnitus Sanctus e Theatre of Salvation, será provavelmente considerado no futuro um dos melhores do EDGUY.

Tracklist:
1 - "Robin Hood" - 8:24
2 - "Nobody's Hero" - 4:31
3 - "Rock of Cashel" - 6:18
4 - "Pandora's Box" - 6:45
5 - "Breathe" - 5:03
6 - "Two Out of Seven" - 4:27
7 - "Faces in the Darkness - 5:22
8 - "The Arcane Guild" - 4:58
9 - "Fire on the Downline" - 5:47
10 - "Behind the Gates to Midnight World" - 8:56
11 - "Every Night Without You" - 4:52

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Age of the Joker - Edguy

2142 acessosEdguy: Power Metal comanda energia de quase todas canções3336 acessosEdguy: Um grande disco coloca a banda novamente nos trilhos3186 acessosEdguy: Livre do que os fãs esperam que o grupo faça4847 acessosEdguy: "Age of The Joker" é mais do que um ótimo disco3602 acessosEdguy: Entre as mais importantes do cenário Power/Melódico2682 acessosEdguy: Power melódico e acelerado não é mais uma realidade4359 acessosEdguy: Vida longa à genialidade de Tobias Sammet!

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Avantasia"

Álbuns ConceituaisÁlbuns Conceituais
Blog elege o top 10 do Metal

AvantasiaAvantasia
10 músicas essenciais da Metal Opera

AvantasiaAvantasia
Pôster da banda é visto em episódio de Constantine

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Edguy"0 acessosTodas as matérias sobre "Avantasia"

SlipknotSlipknot
Veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuais

MegadethMegadeth
"Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

Power MetalPower Metal
Os dez álbuns essenciais do gênero

5000 acessosSlayer: quando Cronos deixou Tom Araya de olho roxo5000 acessosRock Cristão: as principais bandas nacionais5000 acessosSlipknot: Mick Thomson esfaqueado em briga com irmão5000 acessosLobão: delirando sobre o seu próprio sucesso nos Anos 805000 acessosJustin Bieber: primeiro a camisa do Metallica, agora a do Iron Maiden5000 acessosPra discutir: os 100 melhores discos de Heavy Metal de todos os tempos

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 0077507/SP) formado pela PUC-SP e membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil. Paulistano e morador de Carapicuíba (Granja Viana), tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cinema, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados. Além de ouvir, também toca piano e teclado, compondo algumas bobagens de vez em quando.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online