Matérias Mais Lidas

Tony Iommi: surpreendendo ao eleger seu Deus do RockTony Iommi: surpreendendo ao eleger seu "Deus do Rock"

Metallica: a música lado b que Robert Trujillo mais gosta de tocar ao vivoMetallica: a música "lado b" que Robert Trujillo mais gosta de tocar ao vivo

Deep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus lares espirituaisDeep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus "lares espirituais"

Guns N' Roses: as 5 músicas mais polêmicas da bandaGuns N' Roses: as 5 músicas mais polêmicas da banda

Ronnie James Dio: Finalmente Bruce Dickinson assumiu que sou um de seus heróisRonnie James Dio: "Finalmente Bruce Dickinson assumiu que sou um de seus heróis"

Rick Bonadio: o que ele pensa sobre cancelamento causado por criticar funk no GrammyRick Bonadio: o que ele pensa sobre cancelamento causado por criticar funk no Grammy

Black Sabbath: Todos os álbuns ranqueados, do pior ao melhor, pela Kerrang!Black Sabbath: Todos os álbuns ranqueados, do pior ao melhor, pela Kerrang!

Metal: de Helloween a Cradle of Filth, as 30 melhores capas de 2021Metal: de Helloween a Cradle of Filth, as 30 melhores capas de 2021

Helloween: 15 grandes músicas da banda gravadas durante a era Andi DerisHelloween: 15 grandes músicas da banda gravadas durante a "era Andi Deris"

The Doors: Acho que Jim Morrison tinha problemas mentais de verdade, diz Robby KriegerThe Doors: "Acho que Jim Morrison tinha problemas mentais de verdade", diz Robby Krieger

Metallica: Trujillo conta quem ele mais admira no MMA; sim, é uma mulherMetallica: Trujillo conta quem ele mais admira no MMA; "sim, é uma mulher"

Brian May: após quase ser cancelado, guitarrista pede desculpas por comentáriosBrian May: após quase ser cancelado, guitarrista pede desculpas por comentários

Despedidas: os últimos trabalhos gravados por grandes nomes do heavy metal - Parte 1Despedidas: os últimos trabalhos gravados por grandes nomes do heavy metal - Parte 1

Metallica: Sebastian Bach achou os caras muito feios, e por isso comprou o disco na horaMetallica: Sebastian Bach achou os caras muito feios, e por isso comprou o disco na hora

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide


Stamp

Edguy: Entre as mais importantes do cenário Power/Melódico

Resenha - Age of the Joker - Edguy

Por Paulo Finatto Jr.
Em 18/01/12

Nota: 8

Não é por acaso que o EDGUY é frequentemente apontado como uma das bandas mais importantes do cenário metal power/melódico. O grupo, que construiu uma carreira sólida a partir do álbum "Vain Glory Opera" (1998), inicia 2012 com o seu novo álbum disponível no mercado brasileiro e com o mesmo status de outrora. O quinteto germânico – comandado pelo talentoso Tobias Sammet – mostra em "Age of the Joker" a mesma consistência sonora dos seus antecessores mais próximos. As características determinantes do hard rock reaparecem de maneira criteriosa no recente trabalho dos caras.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A falta de criatividade – e a enxurrada de bandas que apenas se repetiam – impediu que o boom do metal melódico se estendesse por mais uma ou duas décadas depois da sua queda nos anos 2000. No entanto, as bandas que se distanciaram da mesmice imposta por nomes como SONATA ARCTICA e STRATOVARIUS sobreviveram – e os alemães do EDGUY certamente podem ser enquadrados nesse último caso. A banda, que conseguiu amadurecer o estilo com muito peso em "Hellfire Club" (2004), passou a inverter a lógica a partir de "Rocket Ride" (2006). Com influências mais próximas do hard rock, a música do EDGUY se dissolve em "Age of the Joker" em uma série de tendências e torna assim o seu repertório o mais heterogêneo possível. O resultado atingido pelo compositor Tobias Sammet (vocal) – acompanhado há anos por Jens Ludwig (guitarra), Dirk Sauer (guitarra), Tobias Exxel (baixo) e Felix Bohnke (bateria) – é impecável do início ao fim.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Embora não mostre a mesma complexidade sonora do projeto AVANTASIA (capitaneado por Sammet), o novo "Age of the Joker" é certamente um disco obrigatório para todos aqueles que apreciam a carreira consistente do seu líder. A prova disso é que o disco abre com uma das faixas mais intensas e vibrantes da carreira do EDGUY – a longa "Robin Hood". Com muitas melodias e referências do hard rock, a música capricha também na hora de evidenciar os riffs pesados da dupla Ludwig e Sauer. As guitarras agressivas contornam ainda outro momento de destaque dentro da obra: "Nobody’s Hero". Com uma tendência rítmica que a aproxima do que a banda produziu de melhor no intenso "Hellfire Club" (2004), a faixa desponta com facilidade na dianteira do track-list de "Age of the Joker".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A verdade é que poucas bandas conseguiram assimilar o peso do power metal com as melodias mais abrangentes do hard rock – e a virtude do EDGUY é justamente essa. Com muita naturalidade, o grupo constroi o seu repertório em uma zona mista entre dois gêneros. O peso típico do power metal surge em diversos momentos – e por sinal nunca é esquecido. Entretanto, Tobias Sammet claramente acerta ao investir em faixas mais diretas e menos agressivas. O ápice dessa perspectiva é encontrado na dobradinha "Breathe" e "Two Out of Seven" – outros dois destaques absolutos de "Age of the Joker". Por evidenciar pouco as partes mais pesadas de guitarra, o EDGUY investiu aqui todas as suas fichas em um refrão marcante. O resultado é um número consideravelmente acima da média. Pelos mesmos motivos, "The Arcane Guild" e "The Fire on the Downline" também se sobressaem entre as onze faixas gravadas com o renomado produtor Sascha Paeth entre abril e maio de 2011.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O repertório invejável de "Age of the Joker" possui ainda mais um atrativo para o público brasileiro: a gravadora Nuclear Blast/Laser Company adicionou ao disco nacional um outro CD como bônus. Embora o seu track-list apresente poucas novidades, as seis faixas servem como um ótimo complemento à obra principal. Os destaques ficam por conta da ótima "God Fallen Silent" e da balada sensacional "Standing on the Rain". Em pouco menos de trinta minutos, o CD bônus ainda abre brecha para a interessante releitura de "Cum on Feel the Noize" – do QUIET RIOT – e para a quase progressiva/setentista "Aleister Crowley Memorial Boogie". Não há dúvidas de que o repertório lado B de "Age of the Joker" é interessantíssimo. O disco como um todo é realmente imperdível.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Track-list:

01. Robin Hood
02. Nobody’s Hero
03. Rock of Cashel
04. Pandora’s Box
05. Breathe
06. Two Out of Seven
07. Faces in the Darkness
08. The Arcane Guild
09. Fire on the Downline
10. Behind the Gates to Midnight World
11. Every Night Without You

CD Bônus:

01. God Fallen Silent
02. Aleister Crowley Memorial Boogie
03. Cum on Feel the Noize
04. Standing in the Rain
05. Robin Hood (Single Version)
06. Two Out of Seven (Single Version)


Outras resenhas de Age of the Joker - Edguy

Edguy: Power Metal comanda energia de quase todas canções

Edguy: Um grande disco coloca a banda novamente nos trilhos

Edguy: Livre do que os fãs esperam que o grupo façaEdguy
Livre do que os fãs esperam que o grupo faça

Edguy: Age of The Joker é mais do que um ótimo discoEdguy
"Age of The Joker" é mais do que um ótimo disco

Edguy: Power melódico e acelerado não é mais uma realidade

Edguy: Vida longa à genialidade de Tobias Sammet!Edguy
Vida longa à genialidade de Tobias Sammet!

Edguy: No futuro será considerado um dos melhores álbuns

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

WhatsApp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Power metal: 10 grandes baladas escritas por bandas do estiloPower metal: 10 grandes baladas escritas por bandas do estilo

Guia: do heavy clássico ao metalcore, confira playlist com 20 horas de metal alemãoGuia: do heavy clássico ao metalcore, confira playlist com 20 horas de metal alemão


Slash: guitarrista diz que perde a voz após os showsSlash: guitarrista diz que perde a voz após os shows

Andre Matos: Tobias Sammet relembra o Maestro e divulga vídeo incrível deleAndre Matos: Tobias Sammet relembra o Maestro e divulga vídeo incrível dele

Iron Maiden: Harris e Dickinson imortalizados em música do EdguyIron Maiden: Harris e Dickinson imortalizados em música do Edguy


Slayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanistaSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..