Matérias Mais Lidas

Rainbow: o curioso método de teste para entrar na banda de Ritchie BlackmoreRainbow
O curioso método de teste para entrar na banda de Ritchie Blackmore

Timo Tolkki: citando Andre Matos, ele cancela masterclass após vender 5 ingressosTimo Tolkki
Citando Andre Matos, ele cancela masterclass após vender 5 ingressos

System of a Down: a música escatológica que gerou briga e quase acabou com a bandaSystem of a Down
A música escatológica que gerou briga e quase acabou com a banda

Greta Van Fleet: Não temos nada a ver com o MetallicaGreta Van Fleet
"Não temos nada a ver com o Metallica"

Supertramp: A bizarra coincidência entre o 11 de setembro e o álbum de 1979 da bandaSupertramp
A bizarra coincidência entre o 11 de setembro e o álbum de 1979 da banda

Charlie Brown Jr: a briga de Chorão com Marcelo Camelo, detalhada por Tadeu PatollaCharlie Brown Jr
A briga de Chorão com Marcelo Camelo, detalhada por Tadeu Patolla

Metallica: 10 das performances vocais mais subvalorizadas de James HetfieldMetallica
10 das performances vocais mais subvalorizadas de James Hetfield

Iced Earth: após acordo, Jon Schaffer é liberado; veja vídeo da saída do tribunalIced Earth
Após acordo, Jon Schaffer é liberado; veja vídeo da saída do tribunal

Iron Maiden: quais eram os discos favoritos de Steve Harris e Adrian Smith em 1985Iron Maiden
Quais eram os discos favoritos de Steve Harris e Adrian Smith em 1985

Jimmy Page: quando o guitarrista arregou para Pepeu Gomes em canja no BrasilJimmy Page
Quando o guitarrista arregou para Pepeu Gomes em canja no Brasil

Rainbow: a situação que deixou Ritchie Blackmore desiludido de vez com DioRainbow
A situação que deixou Ritchie Blackmore desiludido de vez com Dio

Scorpions: a reação de Klaus Meine ao ouvir versões forró para músicas da bandaScorpions
A reação de Klaus Meine ao ouvir versões forró para músicas da banda

Pitty: cantora publica foto nua na internet e bate recorde de curtidasPitty
Cantora publica foto nua na internet e bate recorde de curtidas

Paul Stanley: Só porque eu não gosto de alguma coisa, não significa que seja ruimPaul Stanley
"Só porque eu não gosto de alguma coisa, não significa que seja ruim"

Restart: após uma década, como está garota do meme puta falta de sacanagemRestart
Após uma década, como está garota do meme "puta falta de sacanagem"


Skid Row: os anos 80 não ficaram para trás

Resenha - Revolutions Per Minute - Skid Row

Por Maurício Dehò
Em 11/09/07

Nota: 8

Quem disse que os anos 80 ficaram para trás? E não me refiro a músicas como "I Remember You" ou "18 And Life", porque não é só de baladas que viveu o Hard Rock e certamente não é o que se encontrará em "Revolutions Per Minute", quinto álbum do Skid Row, segundo desde que Johnny Solinger assumiu os vocais, no lugar de Sebastian Bach.

Claro que os novos sons não podem ser simplesmente comparados com clássicos como os de "Slave to the Grind"(nostalgia é algo bom, mas há limites!). Mas o álbum tem algo que o Skid Row mostrou não ter perdido desde sua reformulação, que é atitude. A característica, aliás, é uma das fundamentais para qualquer banda, ainda mais uma que calca seu som no Hard e ainda tem uma grande influência do estilo Punk de ser. Além disso, os americanos, que tem no line-up os membros fundadores Rachel Bolan (baixo), Scotti Hill e Snake (guitarra), além do baterista Dave Gara e Solinger no vocal, não tiveram medo algum de assumir suas influências neste disco e de se "adequarem" às modernidades do Rock no século XXI.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por modernidade, digo que o Skid Row, como a maioria das bandas de Hard Rock que seguem na ativa, encorporou o peso e as afinações mais baixas ao seu som, como não é diferente logo na abertura , "Disease". Cada vez mais à vontade como frontman, Solinger também é responsável pela banda não ter deixado apagar sua "chama", com sua voz agressiva e sem apostar nos agudos típicos de Bach. "Another Dick in the System" segue na mesma levada, com bons riffs de Snake e Hill, que ainda caem matando nos solos, numa linha mais despojada.

E se a atitude é Punk, a sonoridade tem de ser livre, não. Ouça então "When God Can’t Wait" e "You Lie". A primeira, é basicamente punk e country, enquanto a segunda parece ter saído diretamente do Velho Oeste dos Estados Unidos, ainda mais na versão que aparece como bônus, com direito a gaitas e lap steel. 99% country! As faixas parecem passar o clima de diversão que deve ter sido a gravação, como também em "White Trash".

Para quem não gostar da viajada dos americanos, não é necessário se preocupar, porque o Hard Rock ainda volta com tudo na veloz "Shut Up Baby, I Love You" e "Nothing". Quanto às letras, as revoluções do nome "Revolutions Per Minute" podiam ser trocadas facilmente por rebeliões ou coisa do tipo, tamanha a revolta do quinteto. Já a capa, com um tema simples, só intensifica toda a mensagem passada.

No fim das contas, o disco se apresenta até como uma grata surpresa, superando o anterior, "Thickskin". Claro que o Skid Row não faz o mesmo som daquele que o fez famoso e o levou a tocar à exaustão nas rádios e demais meios. Mas isso é até uma qualidade. Moderno e pesado, porém sem perder a energia e a atitude, "Revolutions Per Minute" mostra que a idade chega, mas não pesa para todos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Skid Row – Revolutions Per Minute
2007 – Hellion Records – Nacional

Track List:
01. Disease
02. Another Dick In The System
03. Pulling My Heart Out From Under Me
04. When God Can't Wait
05. Shut Up Baby, I Love You
06. Strength
07. White Trash
08. You Lie
09. Nothing
10. Love Is Dead
11. Let It Ride
12. You Lie (com fed mix)

Formação:
Johnny Solinger – vocal
Snake – guitarra
Scotti Hill – guitarra
Rachel Bolan – baixo
Dave Gara – bateria


Outras resenhas de Revolutions Per Minute - Skid Row

Skid Row: ainda com combustível para queimar

Resenha - Revolutions Per Minute - Skid Row

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


Stamp
publicidade
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Inesquecíveis: 20 músicas que marcaram os anos 1990- Parte 1Inesquecíveis
20 músicas que marcaram os anos 1990- Parte 1

Sebastian Bach: São Paulo foi um lugar marcante para o bem e para o malSebastian Bach
São Paulo foi um lugar marcante para o bem e para o mal

Sebastian Bach: vocalista toma vacina contra Covid-19 e pede que rockers façam o mesmoSebastian Bach
Vocalista toma vacina contra Covid-19 e pede que rockers façam o mesmo

Sebastian Bach: ilusionista brasileiro conheceu o vocalista e o achou um c*zãoSebastian Bach
Ilusionista brasileiro conheceu o vocalista e o achou um "c*zão"

Skid Row: feliz da vida, Rachel Bolan toma a primeira dose da vacina contra a Covid-19Skid Row
Feliz da vida, Rachel Bolan toma a primeira dose da vacina contra a Covid-19

Daniel Iasbeck: O disco "Slave to The Grind" do Skid Row, faixa a faixa (vídeo)

Skid Row: baixista sente-se como um super-herói ao utilizar máscarasSkid Row
Baixista sente-se como um super-herói ao utilizar máscaras

Skid Row: Dave Snake Sabo lida com problemas de saúde mental desde adolescenteSkid Row
Dave "Snake" Sabo lida com problemas de saúde mental desde adolescente

Chris Jericho: ele não liga para Sebastian Bach e se diz fã dos primeiros do Skid RowChris Jericho
Ele não liga para Sebastian Bach e se diz fã dos primeiros do Skid Row


Metal para Bebês: canções de ninar para filhos headbangersMetal para Bebês
Canções de ninar para filhos headbangers

Sebastian Bach: virando notícia no TMZ só por causa de um decote?Sebastian Bach
Virando notícia no TMZ só por causa de um decote?

Skid Row: Dave Sabo revela por que reunião com Bach não rolouSkid Row
Dave Sabo revela por que reunião com Bach não rolou


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.