Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemVocalista do Greta Van Fleet não entende os haters: "parece a p**** de uma religião"

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemMetallica divulga vídeo oficial da clássica "For Whom The Bell Tolls" ao vivo em SP

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"


Trimonium: vitorioso pelo vigor e inspiração

Resenha - Son Of A Blizzard - Trimonium

Por Ben Ami Scopinho
Em 14/08/07

Nota: 9

É escutando um CD como este que só aumenta a velha convicção de que o melhor do Heavy Metal provavelmente sempre se encontrará no underground, tão rejeitado pelas grandes massas. Formado na Alemanha em 1998, o Trimonium (gostei do nome!) está liberando seu terceiro álbum, "Son Of A Blizzard", onde, mesmo não apresentando nada de realmente original, é dono de um Heavy Metal que se torna vitorioso pelo vigor e inspiração de seus músicos.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Assim como tantos outros conjuntos, o Trimonium é um híbrido que agrega vários dos subgêneros metálicos em sua música. Black, Death, Thrash, riffs de Heavy Metal tradicional e até mesmo intervenções acústicas se mostram devidamente mescladas e muito bem estruturadas, com um resultado bastante gélido, violento – haja blastbeats! – e com melodias discretas, mas marcantes, típicas do chamado Pagan Metal.

As canções são relativamente longas, fluindo de forma obscura, violenta e até trágica. A transição entre o veloz e cadenciado torna tudo ainda mais orgânico, tendo como grande ponto positivo a abordagem vocal de Teutonnic, que adiciona muito às composições ao trabalhar de forma diversificada e consistente, seja gritando, rosnando ou cantando de forma limpa, inclusive lembrando em algumas ocasiões o Abbath, do Immortal.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A produção é bastante afiada e sem muita decoração, sobressaindo canções esmagadoras do porte de "The Wisdom Of The Crying Stones", "Return From The Battle" e "Waste Of Blood", só para citar algumas. "Son Of A Blizzard" é, com certeza, composto por composições memoráveis, que têm todos os elementos para cair nas graças daquele headbanger que realmente se compromete com a integridade do underground e está sempre procurando por bandas talentosas em sua proposta.

Indicadíssimo!

Formação:
Teutonnic - voz e guitarra
Dolch - guitarra
Blaze - baixo
Helltrasher - bateria

Trimonium - Son Of A Blizzard
(2007 / Einheit Produktionen - importado)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

01. Mirrors Hall
02. Son Of A Blizzard
03. The Wisdom Of The Crying Stones
04. Return From The Battle
05. Choose The Weapon
06. My Blood For Yours
07. A Sign In The Sky
08. Waste Of Blood

Homepage: www.trimonium.net

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.