Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemOzzy diz que chamou Jimmy Page para novo álbum, mas guitarrista nunca respondeu

imagemAtor que interpretou Eddie Munson conta o que ouviu para encarnar personagem

imagemO curioso motivo pelo qual Bob Dylan não usa seu verdadeiro nome

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro


Stamp
2022/07/09

Resenha - Broken Boy Soldiers - Raconteurs

Por Carlos Cyrino (Delfos)
Em 06/08/06

Nota: 9

Que o White Stripes é uma das grandes bandas do assim chamado "novo Rock" que começou com a explosão dos Strokes, não há dúvida. No entanto a dupla nunca conseguiu me satisfazer totalmente por duas razões. Para começar, eu adoro o som de baixo e acho que o instrumento faz falta. E depois, convenhamos, Meg White não sabe tocar absolutamente nada de bateria, o que torna o White Stripes basicamente Jack White e sua guitarra Blues. Eu ia falar que era uma banda de um homem só, mas eles de fato são isso mesmo, já que Jack é o único membro do sexo masculino da dupla.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Matéria escrita para o site DELFOS – www.delfos.art.br

Enfim, quando Jack anunciou o projeto paralelo chamado Raconteurs pensei comigo mesmo: "hum, pode ser melhor que o próprio White Stripes". E de fato, minha suspeita se confirmou. O primeiro disco do novo projeto, "Broken Boy Soldiers", é altamente viciante.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Além de Jack White, integra a banda o também guitarrista e vocalista Brendan Benson, chapa de Jack da cena musical de Detroit e autor de baladas cheias de influência de Folk. Embora desconhecido no Brasil, o trabalho solo de Benson é muito elogiado nos EUA. Cmpletam o conjunto o baterista Patrick Keeler e o baixista Jack Lawrence, a cozinha do Greenhornes.

Para quem já conhece o White Stripes, a sonoridade do Raconteurs não é nenhuma surpresa. É Blues e Rock anos 70 em altas doses, com algumas baladinhas beatlenianas, cortesia de Brendan Benson. Mas aqui, o Rock leva uma ligeira vantagem sobre a porção Blues, ao contrário do que ocorre no projeto principal de Jack. Nada inovador, mas ainda assim muito bem feito.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

O álbum abre com o primeiro single, "Steady, as She Góes", música com aquela estrutura eternizada por Pixies e Nirvana, calma nos versos e pesada no refrão, com Jack White nos vocais e Brendan Benson nos backings.

A seguir vem a mais tranqüila "Hands", levada por Brendan e a mezzo Bluesy mezzo psicodélica "Broken Boy Soldier", onde Jack White manda seu melhor vocal na opinião desse humilde escriba, rascante e um tanto desesperado. E Patrick Keeler mostra a diferença que faz um baterista que sabe tocar seu instrumento.

Brendan volta a assumir os vocais principais na bela "Intimate Secretary", cheia de passagens bonitinhas de piano e teclados, com algumas intervenções vocais de Jack, provando que os dois vocalistas funcionam bem juntos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Together" é o grande momento individual de Benson no disco, numa baladona Folk de primeira. A psicodelia e o Blues Rock voltam em "Level", com uma linha de teclado que gruda na orelha e um solinho de guitarra cheio de influência de Jimmy Page. Aliás, Led Zeppelin parece mesmo ter sido a grande influência dos caras na composição desse disco.

"Store Bought Bonés" e sua guitarra com slide foi feita para balançar a cabeça ao ritmo da música e sair do chão quando ela acelera. Já "Yellow Sun" e sua levada de violão é puro Beatles. E algumas passagens até me lembraram Mutantes.

A relaxada "Call it a Day", de ritmo mais arrastado e backing vocals meio desconjuntados (no bom sentido) já prepara o ouvinte para o fim do disco, que chega com "Blue Veins", um Bluesão típico de Jack White, que tem até vocais rolando ao contrário.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Pelo resultado atingido nesse disco, não ficaria nem um pouco triste se Jack White desse um pontapé na bunda da parceira Meg e Brendan Benson desistisse da sua carreira solo para seguirem com o Raconteurs em tempo integral. Porém, como isso é apenas um sonho, resta torcer para que eles decidam fazer com que este projeto paralelo dure um bom tempo, e mais importante, lancem logo um novo disco.

(Sum Records – 2006)


Outras resenhas de Broken Boy Soldiers - Raconteurs

Resenha - Broken Boy Soldiers - Raconteurs

Resenha - Broken Boy Soldiers - Raconteurs

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/08/18


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer