Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemDave Mustaine mostra a forma curiosa como se aquece antes de um show do Megadeth

imagemAbba e a imensa importância do Deep Purple na sonoridade de suas músicas clássicas

Marcello Pompeu: ele conta por que não se posiciona politicamente, apesar de cobranças

imagemBlind Guardian divulga capa, nomes e duração das faixas de seu novo álbum


Stamp

Resenha - Perfect Creation - Dracma

Por Rafael Carnovale
Em 12/06/03

Nota: 9

O quinteto paulista DRACMA surgiu em 1998, com a proposta de investir no heavy metal influenciado por bandas como Dream Theater, Fates Warning e ao mesmo tempo incluir toques de progressivo e música clássica. Em 2001, a formação se estabilizou e no ano passado foi lançado o "debut" "Perfect Creation", que se mostra mais um competente trabalho de prog-metal nacional.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Logo de começo o quinteto apresenta uma das melhores "intros" que já ouvi em cd’s de prog: a bela "The Glory", que mostra grandes influências do som do Therion. Mas a paulada come nas fortes "Laudate" e "This Generation", com bom trabalho de guitarra e teclados, num balanceamento que consegue casar bem o lado agressivo do heavy metal com o suave do progressivo. Logo após o quinteto abusa da criatividade na fantástica "The Fall", inspirada na Ópera "Fortuna Imperatrix Mundi – Carmina Burana". É algo que salta aos ouvidos... uma versão feita com personalidade e estilo.

Momentos mais pesados (aonde a guitarra impera) podem ser encontrados na excelente "Waiting" e nas cadenciadas "Suffering Violence" e "Perfect Creation" (ambas lembram muito o trabalho mais recente do Fates Warning", enquanto que faixas como "Mountain" e as baladas "Riders" e a acústica "Clouds in the Desert" evocam mais o lado progressivo da banda, com belos nuances de teclado e andamentos muito bem cadenciados. O cd fecha com a única faixa cantada em português, "Suor de Sangue", que se tem um instrumental interessante, peca pelo vocal de Alexandre Schultz, que não combina com a letra, e pela própria letra em si, fraca, destoando do conceito lírico do cd, que é de temática cristã, mas feito de maneira bem delicada e competente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A destacar também o belo trabalho gráfico da capa e encarte, que traz as letras em inglês e português, e a produção, muito boa. Uma boa estréia , que merece ser conferida sem medo.

Site oficial: http://www.dracma.kit.net

Line Up:
Alexandre Schultz – Vocal
Andre Silva – Teclados
Ivan Alatxece – Guitarra
Liênio Medeiros – Bateria
Thiago Medeiros – Baixo

Material cedido por:
Megahard Records
Cx Postal 41698 – São Paulo (SP) – Cep:05422970
http://www.megahard.com.br
Tel: 11 - 32248297

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.