Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemBenny Anderson toca música do Foo Fighters por ter visto Dave Grohl homenageando Abba

imagemRush: Geddy Lee comenta as dificuldades da gravação de "Hemispheres"

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe


Airbourne 2022

W.A.S.P.: Lawless relembra o primeiro show da banda

Por Willba Dissidente
Fonte: Site oficial da banda
Em 08/10/11

O texto a seguir foi postado no site oficial da banda W.A.S.P. pelo próprio Blackie Lawless e foi traduzido por Willba Dissidente.

W.A.S.P. "30 anos de trovão" - Parte 01

Este é o primeiro episódio mensal de um total de quinze que fazem as crónicas dos reais eventos desta banda e lhe dão uma melhor percepção dos últimos trinta anos de história. Muito foi escrito ao longo dos anos, algumas verdades, outras não. Esses episódios mensais lhe darão um panorama redutor do que realmente aconteceu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Primeiro show do W.A.S.P.

Era começo de Junhho de 1982 quando eu encontrei novamente com Chris Holmes para começarmos a discutir trabalhar juntos novamente. Já fazia 04 anos que tocamos juntos numa banda chamada Sister*. Com o Sister aprendemos o tipo de Rock-Teatro que mais tarde faríamos nessa nova banda. Originalmente, não tinhamos a intenção de tocar ao vivo. Eu tinha escrito por volta de 10 músicas que nós só iriamos gravar e tentar com elas conseguir um contrato. Muitas dessas primeiras gravações eram de músicas que aproveitaríamos para nosso primeiro álbum. O problema era: nós não tivemos oferta de nenhum dos maiores selos (gravadoras). Todos eles nos recursaram. Então, após esperar impacientemente quase 2 meses por uma resposta (que nunca veio), nós decidimos tentar essas músicas ao vivo. Não sabíamos se elas (as canções) seriam aceitas pelo cansativo público de Los Angeles, mas achavamos que eram sons muitos bons. L.O.V.E. Machine, Hellion, Sleeping in the Fire, On Your Knees, essas eram músicas que NENHUMA GRAVADORA queria. Parece até piada agora!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Enfim, em nossa pressa de fazer algo acontecer nós decidimos tocar ao vivo, algo que dissemos que não faríamos. Primeiro, precisavamos de uma direção. Nós éramos: Chris, Tony Richards (bateria) e Don Costa (baixo). Don foi o último a entrar. Se nós fossemos tocar, nós não queríamos fazÊ-lo parados e estáticos. Queríamos nos divertir. Foi assim que a idéia do "show" surgiu.

Que fique registrado, o primeiro show foi em Agosto de 1982, mas eu ainda tocava guitarra. Don Costa era o baixista; ele era um músico /performer fantástico, uma verdadeira estrela. Don costumava fazer um número em que ele pregava um ralador de queijo nas costas do baixo. No meio do show ele começava a rodar o baixo, ralando a grade de metal nele mesmo. O sangue vinha circulando abaixo seus braços - era um verdadeiro espetáculo! Chris tinha o maior problema com isso. Não que o visual o incomodasse; era a idéia que Don parava de tocar o baixo para fazer isso. Na verdade, algumas vezes durante o show ele parava de tocar para fazer uma coisa ou outra. No dia seguinte Chris me deu um ultimato, ou ele ou Don deixariam a banda. Tentei por uma hora fazer Chris reconsiderar, mas ele nem quis saber. Como não iria deixar Chris, fUi eleito para irromper a notícia para Don. Foi dureza, já que eu havia cortejado ativamente tanto Don quanto Tony para largarem a banda Dante Fox e entrarem no W.A.S.P. Dante Fox eventualmente mudou seu nome para Great White.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agora não tinhamos baixista! Eu conhecia Randy Piper de algumas bandas anteriores que tocamos juntos. Uma encarnação prévia, que qera Tony, Randy e eu, nunca decolou. Só faltava Holmes e nós sabíamos disso. Então eu chamei Randy para se juntar (novamente). Sentia que a química estava lá, só havia um problema - faltava um baixista. Randy cantava e eu precisava de uma voz para fazer todas aquelas harmonias comigo. Eu enviei cópia da (nossa) fita demo tanto para Ace Frehley como para o empresário aposentado do KISS, o falecido Bill Aucoin. Eles concordaram em vir a Los Angeles para assistir nosso primeiro show no Troubadour que rapidamente se aproximava. Tinhámos duas opções: encontrar um baixista e ensaiar com ele em três semanas e eu só cantaria OU eu tocaria o baixo. Os outros dois (membros da banda) nem discutiram a idéia deles tocarem baixo. Holmes disse "nós já temos quatro personalidades voláteis e não precisamos de um quinto cara para piorar". Então fui ao Guitar Center (na época só havia uma loja e era originalmente na Sunset Boulevard) para comprar aquilo que eu enventualmente iria me referir como o "o instrumento da ignorância". A descrição era injusta, mas demonstrava minha ansiedade e frustração perante aquele instrumento naquela época.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nós fomos agendados para tocar dois shows no Troubadour. O primeiro era 21 de Setembro e na semana seguinte no dia 28. Ambos eram terça-feira às 20 horas. Considerando que o Troubadour era fechado às segundas-feiras, esse era a pior brecha no horário da semana. Houve 63 pessoas que vieram a esse primeiro show. Começos humildes!!

Mais mês que vêm!!
B.L.

* nota do tradutor: banda essa que teve como baixista Nikki Sixx do Mötley Crue.


W.A.S.P.: 30 anos de trovão

W.A.S.P.: inspiração em Mad Max 2 e Conan, o Bárbaro

W.A.S.P.: muito grande para as maiores gravadoras ignorarem

W.A.S.P.: doando sangue para terminar fita demo

W.A.S.P.: ofendido com o empresário do Iron Maiden

W.A.S.P.: grupo de Rock sexista e maldito banido na Irlanda

W.A.S.P.: momento Spinal Tap com o Metallica.

W.A.S.P.: ameaças e atentados à vida de Lawless!

W.A.S.P.: o casamenteiro de Lita Ford e Chris Holmes!

W.A.S.P.: "só transava com mulheres, não saia com elas".

W.A.S.P.: Lawless teve "a mesma coisa" que Michael Jackson!

W.A.S.P.: sabotagem na tour com o Motörhead de 1997

W.A.S.P: cantando no forno de aço sem ar condicionado

W.A.S.P.: "a morte de um parente é a morte do passado".

W.A.S.P.: "a hipocrisia humana me afastou da Igreja "

Todas as matérias sobre "W.A.S.P.: 30 anos de trovão"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Mad Max: inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outros

W.A.S.P.: como Lawless foi parar no filme do Village People e deixou produtor confuso

W.A.S.P.: o casamenteiro de Lita Ford e Chris Holmes!


Death Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent


Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente.