Dio: 18a parte de discografia comentada no Minuto HM

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Alexandre Bside e Flávio Remote
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 10/07/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Com o término dessa primeira etapa da fase, por assim dizer, das “semifinais” que vão trazer as finalistas entre músicas que cobrem a carreira do saudoso Ronnie James Dio em suas três bandas mais representativas (Rainbow, Black Sabbath e Dio), inauguramos nesse post em forma de resenha um apanhado dos álbuns ao vivo gravados pelo lendário e saudoso vocalista. Esse primeiro post da sequência de três trará em detalhes os álbuns ao vivo gravados pelo grande vocalista em seu período na fantástica banda Rainbow. O foco principal é um live álbum que até hoje é considerado um dos melhores de todos os tempos, ON STAGE. Além deste, o post trará algumas informações de álbuns lançados em momentos que o Rainbow não se encontrava na ativa e que foram desengavetados para satisfação dos fãs que gostariam de ter mais material ao vivo no pequeno período de tempo em que Dio esteve nas fileiras da banda de Ritchie Blackmore. Sem mais nos estender, vamos lá!

Black Sabbath: em vídeo, Ozzy Osbourne vs. Ronnie James DioMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich

ÁLBUM: ON STAGE
No fim de 1975 a banda Rainbow, após uma reformulação de seu line up pouco tempo após o lançamento de seu álbum de estreia Ritchie Blackmore’s Rainbow, passa a ter em suas fileiras aquela que é considerada pela grande maioria de seus fãs a sua melhor formação e certamente a primeira superbanda que acompanhou o temperamental guitarrista nessa nova etapa de sua carreira. Em novembro para a pequena excursão que promoveu o primeiro álbum da banda, Blackmore passa a ser acompanhado por, além do próprio Dio, Jimmy Bain no baixo, Cozy Powell na bateria e Tony Carey nos teclados. Essa banda se reúne pouco tempo após o término desta primeira tour e compõe aquele que é considerado o melhor álbum da carreira do Rainbow: RISING.

O icônico arco-íris que faz parte de sua capa viria a ser o tema da turnê subsequente e ficaria para posteridade como símbolo maior da banda.

A grande maioria dos registros que se encontram até hoje da perfomance do Rainbow ao vivo estão justamente na turnê deste segundo álbum, em especial os shows na Alemanha e Japão. Dos shows desses países sairão praticamente todos os lançamentos oficiais conhecidos até hoje pela banda contando com Ronnie nos vocais, inclusive o único registro em vídeo com qualidade compatível com a grande fase da carreira da banda, esse gravado com a formação seguinte, uma outra super banda que gravaria o álbum LONG LIVE ROCK & ROLL, tendo David Stone nos teclados e Bob Daisley no baixo.

exceção à regra está presente no álbum da primeira despedida da banda, quando Ritchie Blackmore resolve voltar para o Deep Purple, em 1984. Lançado em 1986, e tendo muito mais em seu track list faixas da fase de Jon Lynn Turner, o álbum contém duas faixas da turnê americana de 1978, gravados sob forma de bootleg em Atlanta e oficializadas para este lançamento: Man On The Silver Mountain (que foi adicionada na forma de overdubb com faixas de guitarra) e Long Live Rock and Roll.

FINYL VINYL

Spotlight Kid, I Surrender, Miss Mistreated, Street Of Dreams, Jealous Lover, Can’t Happen Here, Tearin’ Out My Heart, Since You Been Gone, Bad Girl, Difficult To Cure, Stone Cold,Power, Man On The Silver Mountain, Long Live Rock ’n’ Roll, Weiss Heim.

De volta a 1976, os shows de setembro na Alemanha foram gravados tendo como ideia estarem disponíveis para compor um live álbum da banda, mas inicialmente a banda iria lançar seu terceiro álbum de estúdio. Sabe-se que os problemas com a mudança de formação anteciparam o lançamento de On Stage, em especial pela saída de Tony Carey que chegou a participar da fase inicial da feitura do álbum LONG LIVE ROCK & ROLL.

Os shows da Alemanha, gravados entre 25 e 30.09.76, estão presentes não só em boa parte do ON STAGE, mas também em outros dois lançamentos feitos muito tempo depois: em 1994 foi lançado o duplo LIVE IN GERMANY, que é um apanhado desses shows e contém todas as faixas que eram tocadas na turnê de 1976, tendo além de Stargazer, Do You Close Your Eyes.

LIVE IN GERMANY

Kill The King, Mistreated, Sixteenth Century Greensleeves, Catch The Rainbow, Man On The Silver Mountain, Stargazer, Still I’m Sad, Do You Close Your Eyes

Em 2006, lançado como comemoração dos 30 anos dessa fase da banda, um pacote chamado DEUTSCHLAND TOURNEE 1976 traz a íntegra de três desses shows, em Colonia, Nuremberg e Munique, num formato de seis CDs, ou seja três álbuns duplos. Podemos aqui ouvir a faixa Stargazer, grande vencedora da pesquisa entre as músicas do Rainbow, em sua versão de Colônia, executada, portanto, com a formação que gravou RISING:

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

BOX DEUTSCHLAND TOURNEE

DISCO 1 e 2 COLOGNE

Over The Rainbow, Kill The King, Mistreated, Sixteenth Century Greensleeves, Catch The Rainbow, Man On The Silver Mountain, Stargazer, Still I’m Sad, Do You Close Your Eyes

DISCO 3 e 4 DUSSELDORF

Over The Rainbow, Kill The King, Mistreated, Sixteenth Century Greensleeves, Catch The Rainbow, Man On The Silver Mountain, Stargazer, Still I’m Sad.

DISCO 5 e 6 NURNBERG

Over The Rainbow, Kill The King, Mistreated, Sixteenth Century Greensleeves, Catch The Rainbow, Man On The Silver Mountain, Stargazer, Still I’m Sad, Do You Close Your Eyes

A banda tocava muito raramente a faixa A Light in the Black, que chegou à final das pesquisas do álbum RISING mas não há nenhum registro oficial ao vivo da canção, apenas versões “oficiosas“. Trazemos abaixo uma dessas raras versões, com qualidade de áudio bastante comprometida.

Com o adiamento do lançamento de LONG LIVE ROCK & ROLL, a banda novamente conta com o sexto membro Martin Birch para viabilizar o lançamento de ON STAGE. As gravações dos shows de Osaka em 05, 08 e 09.12.76 e os dois efetuados no dia 16.12.76 em Tokyo (o primeiro, às 15 horas), além do outro show feito na capital japonesa em 06.12.76 são trazidos para juntos daqueles gravados em setembro na Alemanha serem selecionados para as versões definitivas do álbum. Martin acaba por adotar uma estratégia de desconstrução de algumas dessas versões, inclusive alterando a ordem original do show para melhor comportar na versão de vinil duplo que ON STAGE foi lançado. Assim, os shows da “tour” de 1976 seguiam a sequência que é conhecida nos outros registros ao vivo da época. Para ON STAGE, Martin traz o medley de Man On The Silver Mountain-Blues-Starstruck (a única faixa de Rising que está presente no álbum duplo) gravado no Japão para o lado A do trabalho, após a abertura de Kill The King (com o prólogo do trecho em playback do filme o Mágico de Oz). Esta era então uma faixa inédita, pois só seria lançado no terceiro álbum de estúdio da banda.

No lado B apenas uma versão de Catch The Rainbow, que normalmente se encontrava mais para o meio dos shows da ocasião. O cover de Mistreated do Deep Purple se encarrega de todo o terceiro lado do álbum duplo, mas normalmente era tocada nos shows logo após Kill The King. Ao optar por descartar as versões de Stargazer e Do You Close Your Eyes, Martin fecha o trabalho com o lado 4 trazendo Sixteenth Century Greensleeves, outra faixa tocada na parte inicial dos shows da época e Still I’m Sad, em sua versão cantada e que realmente fechava os shows. E mais do que inverter a ordem das canções, Martin optou por efetuar edições que retiraram o solo de bateria de Cozy Powell, além de outros pequenos trechos instrumentais de Still I’m Sad e introdução de Lazy do Deep Purple no Medley de Man on the Silver Mountain.

A versão deluxe de ON STAGE lançada em 2012 traz o álbum inteiro compilado em seu primeiro CD. No segundo CD, um show praticamente na íntegra e na ordem original executado em Tokyo em 16.12.1976 (primeiro dos dois shows na data). O CD bônus substitui Still I’m Sad por Do you close your eyes, mas não traz novamente a versão de Stargazer. Apesar de serem largamente gravados em áudio para o lançamento do duplo ao vivo ON STAGE, não é conhecido até hoje algum registro da formação com Tony Carey e Jimmy Bain em vídeo que possua um nível esperado de qualidade. Essa lacuna foi parcialmente preenchida com a gravação para veiculação em TV do show German Rockpalast, já com David Stone e Bob Daisley em uma turnê européia de pré-lançamento do álbum LONG LIVE ROCK & ROLL.

Dio afirmou em algumas entrevistas que esta segunda superbanda com quem trabalhou também era excelente, mas que ele sentiu-se melhor trabalhando com Jimmy Bain e Tony Carey. Durante os anos 80 e 90 várias versões bootlegs desse show fizeram a alegria dos fanáticos pela banda, até que o registro foi lançado oficialmente em 2006 em formato DVD, contendo videoclips do terceiro álbum, além de recentes depoimentos de Bob Daisley. O setlist é praticamente o mesmo dos shows de 1976, com a mudança de Stargazer pelo single Long Live Rock ‘N’ Roll. A banda seguiria em tour com essa segunda super formação até o ano de 1978, quando Dio resolve sair e seguir seu caminho a princípio para montar uma banda sob sua condução. A história acabou mostrando uma reviravolta, que será novamente trazida e desta vez ao vivo no próximo capítulo.

Para ver a nota dos redatores destes álbuns, fotos, vídeos especiais relacionados e mais informações, acesse a matéria original do Minuto HM. Aproveite e deixe um comentário lá para os autores.

http://minutohm.com/2013/07/08/discografia-homenagem-dio-par...

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock e Metal
Doze ótimos álbuns para iniciantes

Black Sabbath: em vídeo, Ozzy Osbourne vs. Ronnie James DioBlend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalRock e Metal: em vídeo, as 10 despedidas mais épicas da históriaTodas as matérias e notícias sobre "Dio"

Ronnie James Dio
Curiosidades inusitadas sobre o vocalista

Ronnie James Dio
"Ozzy não canta como eu, Ian Gillan ou Rob Halford!"

Vinny Appice
O playlist pessoal do lendário baterista

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Dio"Todas as matérias sobre "Rainbow"

Metallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

Cretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

Ghost
Qual a identidade secreta de Papa Emeritus?

Guitar Hero: veja como o jogo desgraçou uma geração inteiraSlayer: cronologia de Hanneman, da picada da aranha até a morteTradução - Back In Black - AC/DCGuns N' Roses: números de todos os shows da banda até hojeCoisa de boy: Mais de 50% dos roqueiros é da classe A, diz IBOPEIron Maiden: Bruce Dickinson foi diagnosticado e tratado de câncer

Sobre Alexandre Bside e Flávio Remote

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online