Angra: Ricardo Confessori em entrevista sobre a Angel's Cry Tour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Victor Francisco dos Santos, Fonte: Imprensa do Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 

O Angra está no ano de 2013 comemorando os 20 anos do lançamento do primeiro álbum de estúdio “Angel’s Cry – 1993“, com diversos shows no Brasil inteiro, inclusive com direito até a um DVD gravado em São Paulo recentemente intitulado de “ANGEL’S CRY – 20th Anniversary Tour”, que contou com participações especiais de Tarja Turunen (ex-Nightwish/Solo), Uli John Roth (ex-Scorpion), Família Lima e Amilcar Christófaro, baterista do Torture Squad que tocou uma música para agitar a noite no HSBC.

Angra: Iniciado processo de composição de novo álbumEsquire: Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

Conseguimos uma breve entrevista com o Ricardo Confessori, atual baterista da banda, que além de dar algumas dicas para novas audições, comenta também sobre a atual celebração, a repercusão do vocalista Fabio Lione e sua opinião sobre o Metal Nacional daqui pra frente.

Imagem

Vocês estão realizando a turnê de 20 anos do álbum Angel’s Cry e que esta tendo uma ótima repercussão. Conte-nos a experiência do que está sendo reviver um disco tão aclamado pelo público.

Na verdade a comemoração é de 20 anos de Angra, desde o lançamento do Angel’s Cry, que consideramos o marco do começo do Angra, onde a formação clássica se mostrou para o mundo. E claro, estamos tocando muitas músicas do Angel’s Cry. As músicas “Angel’s Cry”, “Time”, “Evil Warning” e “Carry On” foram escolhidas para representar o álbum durante a nova tour. São músicas muito fortes na carreira da banda, e elas tem algo diferente, uma atmosfera especial presente nesse CD. Estamos também escolhendo um repertório com todas as fases do Angra para o show, incluindo “Reaching Horizons”, gravada no álbum Freedom Call – 1996, que é a música escrita a mais tempo na banda.

De quem foi à ideia para realizar a gravação do DVD e principalmente sobre as participações especiais como, por exemplo, Tarja Turunen e Uli John Roth? Ver o Angra tocando com esses artistas foi simplesmente incrível.

Imagem

A ideia de fazer um DVD com esta formação atual veio da nossa agência, a Top Link. Eles acharam interessante registrar esse momento de 20 anos de banda, fosse com quem fosse nos vocais. Tínhamos vontade de fazer um novo DVD desde o lançamento do Aqua – 2010, para mostrar a cara nova do Angra, que tem seu único DVD da carreira produzido em 2002, há um bom tempo atrás. Os convidados foram aparecendo. Alguns, já antigos, como a Tarja, que fez o Rock In Rio em 2011 com a gente, a família Lima, que também tocou comigo, Felipe e Rafa em um evento fechado de clássicos do Rock. Outros novos, como Uli que era conhecido do Kiko e do nosso empresário e o Amilcar, que todos nós somos amigos. Foi uma ótima sensação ter esses convidados tão importantes, ver a reação do público, que lotou o HSBC e proporcionou esse DVD maravilhoso.

Vocês lembram como foi a reação desses artistas ao serem escalados para a gravação do DVD? No começo eles tiveram alguma dúvida ou foi questão de momento?

Todos adoraram a ideia. Todos sabiam que seria uma grande produção e que seria uma grande oportunidade de viabilizar esses encontros, que não são tão comuns assim no dia-a-dia do Angra. Não foi preciso uma proposta nesses casos, foi um convite para celebrar esse momento conosco.

Em paralelo, o Andre Matos também se encontra encerrando a versão dele para a turnê do Angel’s Cry, quem tem sido outro sucesso. Pra vocês qual teria sido o motivo para que o mesmo não aceitasse o reencontro?

O Andre Matos deve ter seus próprios motivos para não ter aceitado o convite, e nós não questionamos isso. A porta sempre estará aberta para os ex-integrantes participarem e celebrarem com o Angra.

O que vocês esperam de Fabio Lione como vocalista do novo álbum? E em relação à efetivação, como que esta todo esse processo?

Estamos sentindo que o público aprovou a entrada do Fabio Lione, por vários motivos. Desde o “70.000 tons of Metal” (cruzeiro de metal saindo de Miami), quando o Fabio era apenas um convidado, a aprovação pelos fãs, que na maioria foram Europeus, foi de 100%. Por estarmos em um cruzeiro, falávamos com os fãs e bandas juntos. E ai percebemos que ele era muito querido mesmo, mais do que imaginávamos… As pessoas sentiram que o empenho do Fábio em ser querido foi muito grande também. E, frente aos fãs brasileiros e latinos. Isso não há mais dúvida. Ele tem uma voz impecável, que é muito importante para o novo álbum, e também vejo isso como opinião geral dos fãs. E, além de tudo isso, ele é um excelente front man, pois nunca ouvi nada contrário, e uma grande pessoa, já acostumada a trabalhar no nosso meio e fácil de se encaixar no grupo – o que pesa bastante para nós da banda na hora de mesclar ideias musicais.

De todos os álbuns lançados até o momento digam qual é o preferido da banda e façam algum comentário sobre ele.

Todos são especiais, meus favoritos são em ordem cronológica de lançamento:

Angel’s Cry – 1993
Fireworks – 1998
Rebirth – 2001

O que o Angra espera para o Metal Nacional nos próximos anos?

Queremos longevidade para o metal nacional. Que as bandas conquistem definitivamente seu espaço, que é por direito dela. Estamos indo com calma, sabemos que o mercado do metal nacional cresce e regride muito rápido, assim como o Brasil (risos). Todos trabalhamos muito paralelamente ao metal, então existe esse objetivo de a longo prazo o Angra ser 100% da vida de todos. Só de existir esse pensamento geral entre nós já é um grande sinal de longevidade.

Pra finalizar, deixe uma relação de artistas para que os fãs possam se aprofundar ainda mais.

Aqui vai uma lista para vocês conhecerem um pouco do melhor do Brasil. Valeu!

Djavan;
Roupa Nova;
Capital Inicial;
Mutantes;
Raul Seixas;

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Angra
Iniciado processo de composição de novo álbum

Kiko Loureiro: E se eu for feio e morar no Acre?Todas as matérias e notícias sobre "Angra"

Edu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Andre Matos
Assista vídeo de Carry On com Van Canto no WOA

Capas Gêmeas
As infelizes coincidências (e plágios) nas artes dos álbuns

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Angra"

Esquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

Slash
Guitarrista conta o que tem ouvido ultimamente

Metallica
Lars concorda quando Bruce diz que Maiden é melhor

Heavy Metal: as 10 capas mais "de macho" de todos os temposLegião Urbana: ex-baixista Renato Rocha é encontrado morto.Guns N' Roses: "Axl nunca reunirá formação clássica por dinheiro"Metaleiro: popularizado no 1º RIR, termo continua polêmicoIron Maiden: visita às locações do video "Can I Play with Madness?"Metallica x Megadeth: a análise musical de Nando Moura

Sobre Victor Francisco dos Santos

Sou de São Paulo, escuto Rock N´ Roll desde criança, posso dizer que sou bastante ou muito eclético dentro do Rock, ouço estilo desde Rock N´ Roll (Elvis Presley, Led Zeppelin, Ac/Dc. Eagles...), Heavy Metal (Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Dio, Black Sabbath...), Power Metal (Helloween, Blind Guardian, Gamma Ray...) a Thrash Metal (Megadeth, Slayer...) e Progressivo (Rush, Pink Floyd...) Blogueiro a cerca de 4 anos colaborando pra diversos sites e blogs é uma paixão que cresceu a um tempo atrás ´ser blogueiro´ me interessou e não larguei nunca mais... Hoje ajudo o Whiplash e também estou como editor na Imprensa do Rock.

Mais matérias de Victor Francisco dos Santos no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online