Airbourne: novo álbum faz jus ao histórico da banda

Resenha - Breakin' Outta Hell - Airbourne

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Victor de Andrade Lopes
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Um dos nomes mais agradáveis do hard rock atual, o Airbourne no futuro diminuirá um pouco a dor que o iminente fim do AC/DC causará na comunidade rock 'n' roll. Enquanto isso, continuam lançando bons álbuns que darão motivos para os fãs do rock direto, clássico e cru sorrirem.

Airbourne: tributo a Lemmy em novo vídeoJim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Imagem

Breakin' Outta Hell é um deles. O quarto, para ser mais preciso. Comentar todas as faixas dele ou querer explorá-lo em todos os seus detalhes seria chover no molhado. Encheção de linguiça pura. Eu poderia ficar tecendo observações sobre faixas típicas como "Get Back Up", "It's Never Too Loud for Me", "I'm Going to Hell for This", a faixa título e a bônus da edição de luxo "Bombshell". Todas recheadas com os clichês do quarteto australiano, inclusive os refrãos cantados pelo vocalista/guitarrista solo Joel O'Keeffe e ecoados pelos vocalistas de apoio David Roads e Justin Street (guitarrista base e baixista, respectivamente. Completa a formação o baterista e irmão de Joel, Ryan).

Mas eu prefiro falar da forte "Rivalry", que virou single e ganhou vídeo, graças a Dio. Ou das rápidas "Thin the Blood" e "When I Drink I Go Crazy" (esta última tem uma linha baixo notoriamente audível, lembrando o trabalho de Adam Clayton em "Vertigo", do U2). Ou então a marchante "Down on You". São os pontos altos do disco. As faixas que você escutará e perceberá que estão acima da média do grupo.

Não há surpresas no álbum, mas a banda parece continuar com um processo de "emancipação" do AC/DC, nome lendário o qual eles eram (e ainda são) acusados de tentar copiar. Tal processo se iniciou no trabalho anterior, Black Dog Barking, e continua aqui, de forma bem sutil.

Não há muito mais o que dizer sobre Breakin' Outta Hell. Se você aprovou a discografia dos rapazes até aqui, vai tirar proveito deste disco. Se você ainda não os conhece, mas gosta desse tipo de rock, mergulhe sem medo. Se já os conhece e mesmo assim não gosta, este lançamento em nada mudará sua percepção sobre os cabeludos. Simples assim.

Abaixo, o single "Rivalry":

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

01. "Breakin' Outta Hell"
02. "Rivalry"
03. "Get Back Up"
04. "It's Never Too Loud for Me"
05. "Thin the Blood"
06. "I'm Going to Hell for This"
07. "Down on You"
08. "Never Been Rocked Like This"
09. "When I Drink I Go Crazy"
10. "Do Me Like You Do Yourself"
11. "It's All for Rock n' Roll"
12. "Bombshell" (faixa bônus da edição de luxo)

Fonte:
Sinfonia de Ideias
http://bit.ly/airbourneboh

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Airbourne: tributo a Lemmy em novo vídeoTodas as matérias e notícias sobre "Airbourne"

Sempre a mesma coisa
12 bandas que nunca mudam

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Airbourne"

Jim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Slayer
Tom Araya explica a capa do álbum "Christ Illusion"

Dave Mustaine
Se rasgando em elogios para Kiko Loureiro

Andreas Kisser: Escolheu sair? Vai fazer seu trabalho. Deixa a gente em pazSlipknot: "Coldplay faz música para limpar a bunda"João Gordo: "Eu não sei de cena punk. Acha que com 51 anos, eu vou saber de cena punk?"Raven: James Hetfield pagou pau pra banda em show no BrasilCavalera Conspiracy: O Sepultura não saiu dos irmãos Max e IggorSebastian Bach: "descobri novos meios de se consumir maconha"

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 0077507/SP) formado pela PUC-SP e membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil. Paulistano e morador de Carapicuíba (Granja Viana), tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cinema, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados. Além de ouvir, também toca piano e teclado, compondo algumas bobagens de vez em quando.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online