Andsolis: Grata surpresa do Extreme Progressive Metal

Resenha - Vigil - Andsolis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Andsolis é uma banda alemã relativamente nova, já que foi formada em 2012 e “Vigil” é o seu primeiro trabalho. A palavra que dá nome à banda significa ‘contra o sol’ e a sonoridade destilada pelo septeto (sim, são sete ‘peão’ que compõem a banda) representa bem essa conotação.
COF: Dani Filth gostaria de socar vocalista do Coldplay

Mais um fruto da parceria entre a Shinigami Records e o selo alemão Quality Steel Records, “Vigil” é uma álbum que abrange o Melodic Death Metal mesclado com o Progressive. O disco traz influências de nomes como Opeth e Enslaved sim, mas tendo algumas características próprias.

Uma dessas identidades está no fato de o grupo mesclar os vocais limpos de Oliver Kilthau com os rasgados guturais de Manuel Siewert. Não que seja inovador, mas cada um encaixa sua linha com muito talento, sendo que ambos investem em emoção em suas interpretações.

A alternância de momentos mais extremos com alguns mais sutis também é um grande trunfo, mostrando guitarras nervosas com bases agressivas e melodias na medida certa, sendo que a bateria é bem explorada e o baixo possui vibração. Ainda há leves arranjos de teclados que só incrementam o som.

É difícil destacar uma ou outra composição até pelo equilíbrio que as músicas mantêm durante a audição do álbum, mas posso mencionar Stand Vigil, In Silent Confidence e Meridian Smiles que são as que chamam mais atenção na primeira audição. Um álbum bem interessante e que não cansa o ouvinte.

https://www.facebook.com/Andsolis
http://www.andsolis.com/

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Vigil - Andsolis

Andsolis: Metal extremo diversificado, trabalhado e cativante

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Andsolis"

Cradle Of Filth
Dani Filth gostaria de socar vocalista do Coldplay

Zakk Wylde: "Axl Rose é o ultimo dos grandes frontmen"Cordas de guitarra: como elas são vistas no microscópio?Journey: "o solo de Schon foi o começo do fim", diz PerryHelloween: "Tudo o que fazemos surge naturalmente"Linkin Park: Mike Shinoda opina sobre comentários de Chester Bennington

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online