Ecliptyka: A estreia da banda de Gothic/Power Metal

Resenha - A Tale Of Decadence - Ecliptyka

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Oriunda de Jundiaí, interior de São Paulo e formada por Helena Martins (vocais), Guilherme Bollini (guitarra e vocal), Helio Valisc (guitarra), Eric Zambonini (baixo) e Tiago Catalá (bateria) a banda Ecliptyka lança seu debut álbum em 2011 depois de ter apenas lançado uma demo em 2007 intitulada The First Petal Falls.
Memoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandasCiência: Rock torna as pessoas racistas, diz estudo

A princípio o Gothic/Power Metal apresentado pela banda pode soar comum aos ouvidos, portanto após algumas audições podemos notar que a banda possui um grande diferencial e talento.

Depois da introdução eis que surge “We Are The Same” como todo seu peso e vocais guturais contrastando com os vocais de Helena envoltos por um Power Metal de ótima qualidade, belo cartão de visitas. “Splendid Cradle” vem logo depois e mostra ser o carro-chefe do grupo com ótimo arranjo, levada certeira e um belíssimo e grudento refrão. A composição já nasceu como um hit e possui ótima letra, um trabalho vocal esplêndido, bases e solos muito bem encaixados e cozinha precisa.

“Fight Back” segue em alto nível com muito peso e mais inclusões de vocal gutural e mais um belo refrão. “Dead Eyes” continua com a bola em alta, sem tempo pra respirar, pois são quatro faixas iniciais de tirar o fôlego. Os backing vocals masculinos nessa faixa foram muito bem encaixados, assim como a cozinha que despeja peso!

Após a vinheta “Echoes From War” as composições perdem um pouco em qualidade, não que sejam ruins e sim pelo excelente nível das quatro faixas iniciais, mas ganham em brutalidade como em “Hate”, onde o nome já diz tudo, a veloz “Look At Yourself” e a não menos rápida “Unnatural World” que possui ótimo trabalho de guitarra.

Fechando o disco temos “Berço Esplêndido” que nada mais é do que uma releitura de “Splendid Cradle” em português. A versão ficou ótima e a letra melhor ainda soando como um inspirador protesto. Ótimo trabalho!

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de A Tale Of Decadence - Ecliptyka

Ecliptyka: Passando por cima dos cansativos clichêsEcliptyka: Uma obra bem planejada e executadaEcliptyka: Muito bom debut da banda do interior de SP

Todas as matérias e notícias sobre "Ecliptyka"

Galeria
Mais musas do rock/metal nacional

Capas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ecliptyka"

Bandas de rock
O logo pode ser tão memorável quanto o maior hit

Ciência
Rock torna as pessoas racistas, diz estudo

Queen
Algumas curiosidades sobre a banda

Nirvana e Foo Fighters: bizarra semelhança entre os membrosGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?Led Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973Megadeth: Um mundo mais perigoso em "Holy Wars"Megadeth: "somos todos parte do Metallica de alguma forma"Kiko Loureiro: vídeo revela penoso processo de desenvolvimento até o Megadeth

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online