Steve Morse Band: Inspiração, classe e bom gosto

Resenha - Out Standing in Their Field - Steve Morse Band

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
"Out Standing in Their Field", último álbum da Steve Morse Band, foi lançado originalmente em 2009 e agora chega ao Brasil via Hellion Records. Steve Morse, para quem não está ligando o nome à pessoa, é o atual guitarrista do Deep Purple - assumiu o posto em 1994, substituindo o lendário Ritchie Blackmore - e passou pelo Dixie Dregs e pelo Kansas. Em "Out Standing in Their Field", Morse está acompanhado do baixista Dave LaRue e do baterista Van Romaine.
Rock e Metal: Doze ótimos álbuns para iniciantesMegadeth: Nick Menza e Marty Friedman iam retornar

Sem maiores arroubos criativos, o som que o trio executa no álbum pode ser definido como hard rock instrumental, com algumas pitadas de jazz e fusion. Todos extremamente técnicos, levam o ouvinte de carona por uma agradável jornada sonora onde inspiração, classe e bom gosto são os principais ingredientes.

"Name Dropping" abre o play de maneira suingada, e é uma das melhores do disco. "Brink of the Edge" traz Steve Morse solando de maneira sublime, criando melodias que grudam de imediato na cabeça. "Relentless Encroachment" tem um sutil tempero funk, cortesia do baixo de Dave LaRue. Aliás, o que LaRue faz no álbum todo é assombroso, dividindo o protagonismo com Morse em diversos momentos. Se você é baixista, está aí um disco que você tem que ter!

A divertida "John Deere Letter" é outro destaque, com o trio soando como uma banda de caipiras tocando em uma espelunca perdida no meio da Route 66. "Time Junction" traz influências de Joe Satriani e Steve Vai, e é um sonzão. Outro arregaço ocorre em "Flight of the Osprey", belíssima. Fechando, "Rising Power", gravada ao vivo, comprova o talento dos caras também em cima de um palco.

"Out Standing in Their Field" é um tipo de álbum um tanto quanto difícil de se ouvir hoje em dia. Músico da velha guarda, Steve Morse gravou um disco que não tem nada a ver com os vôos - muitas vezes gratuitos - dos guitar heros atuais, mas sim com o que faziam os seus heróis lá nos anos 1970.

Se você gosta de música instrumental, uma ótima pedida.

Faixas:
1 Name Dropping 5:01
2 Brink of the Edge 4:45
3 Here and Now and Then 5:09
4 Relentless Encroachment 4:58
5 John Deere Letter 4:43
6 More to the Point 4:31
7 Time Junction 5:19
8 Unnamed Sources 4:31
9 Flight of the Osprey 3:22
10 Baroque n' Dreams 3:15
11 Rising Power (ao vivo) 9:27

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock e Metal
Doze ótimos álbuns para iniciantes

Smoke on the Water: jovens garotas tocam clássico do Deep PurpleDeep Purple: gravadora deu a ideia para título de novo discoDeep Purple: Roger Glover garante que turnê do "adeus" será longaDeep Purple: confira nova música, "All I Got Is You"Todas as matérias e notícias sobre "Deep Purple"

Heavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Metallica
Lars Ulrich monta time de futebol fictício apenas com músicos

Deep Purple
Ian Gillan fala de sua relação com o dinheiro

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Steve Morse"Todas as matérias sobre "Deep Purple"

Megadeth
Nick Menza e Marty Friedman iam remontar formação do "Rust In Peace"

Mustaine para Hetfield
"Nós mudamos o mundo, irmão"

Loudwire
As 10 melhores músicas do Slipknot segundo o site

Ultimate Classic Rock: as 10 melhores músicas sobre guerraSpin: os 40 melhores nomes de bandas de todos os temposDave Mustaine: Kiko é o primeiro que me intimida desde FriedmanJack Black: "sempre que penso em Brasil, penso no Rock in Rio"Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoMegadeth: David Ellefson e a lenda de Mary Jane

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online