Raimundos e Tequila Baby: noite de muitos moshs e rodas em POA

Resenha - Raimundos e Tequila Baby (Opinião, Porto Alegre, 27/04/2019)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar Correções  

No dia 27 de abril, a capital do estado se transformou na capital do punk rock nacional. O Opinião foi palco do encontro de dois expoentes do rock nacional - A Tequila Baby e o Raimundos.

Iron Maiden: A tour de Powerslave quase acabou com a banda

Ozzy Osbourne: "O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"

publicidade

Novamente as bandas se apresentaram na mesma noite em Porto Alegre, igual a como aconteceu no ano passado; porém o show deste ano teve um diferencial. Foi um show em comemoração aos 25 anos do álbum de estreia do Raimundos e em comemoração aos 25 anos de estrada, que a banda de rock gaúcha completa no corrente ano.

publicidade

A banda gaúcha foi a primeira a subir ao palco. A Tequila Baby formada atualmente por Duda Calvin (vocais), James Andrew (guitarra), Rodrigo Gaspareto (baixo) e Rafael Heck (bateria) comemorou as duas décadas do álbum "Sangue, Ouro e Pólvora'', segundo álbum de estúdio da banda de punk rock, lançado pela Antídoto em 1999; um trabalho de suma importância para o grupo. Pode-se dizer que esse álbum tornou a banda conhecida nacionalmente e até fora daqui, chamando atenção, inclusive, de Marky Ramone, que rendeu várias parcerias da banda com o músico de renome mundial. O álbum foi reproduzido na íntegra. E fecharam o seu set com alguns dos seus hits como "Menina Linda", "Tira o Sutiã, Tira a Calcinha", "Sexo, Algemas e Cinta-Liga", entre outros. Abre aspas, quando da execução de "Velhas Fotos", Fred Raimundo assumiu a bateria da banda de rock porto-alegrense.

publicidade

publicidade

O quarteto brasiliense iniciou a sua performance na sequencia. O grupo formado por Digão (guitarra e vocal), Canisso (baixo e vocais), Marquim (guitarra e vocal de apoio) e Caio (bateria e vocal de apoio) virou um quinteto nesta tour especial. O baterista da formação original dos Raimundos, Fred Raimundo, participará de todos os shows dessa tour comemorativa.

publicidade

publicidade

Fred assumiu as baquetas quando da execução, na íntegra, do primeiro álbum da banda, autointitulado, lançado em 1994 pelo selo Banguela Records. A partir de "Selim", Caio Cunha juntou-se a banda e os dois bateristas dividiram o palco, foi histórico. Estávamos diante de um fato inédito - Raimundos com duas baterias no palco, executando uma sucessão de hits.

E para o grand finale as duas bandas tocaram juntas e foram ovacionadas pelo público que lotou a tradicional casa de espetáculos.

Foi uma noite de muitos moshs e rodas.

Setlist Tequila Baby

Esta Não é uma Canção de Amor
Voltas na Sua Cama
Caindo
Naturalmente Artificial
Eu e Ela
Chovendo Corações Pela Cidade
Sangue, Ouro e Pólvora
Nós 3
Velhas Fotos (Com Fred Castro na bateria)
Blitzkrieg Bop (Ramones cover)
Quando Eu Entrar na Sua Vida
Walkman
Não Pra Mim Também
Sexo H.C.
Bem-vindo à sua Geração
Ela Sabe o Que Faz
51
Num Lugar Onde Não Existe Escuridão
Balada Sangrenta
Menina Linda
Tira o Sutiã, Tira a Calcinha
Sexo, Algemas e Cinta-Liga
Prefiro Sua Mãe

Setlist Raimundos

Puteiro em João Pessoa
Palhas do Coqueiro
MMS
Minha Cunhada
Rapante
Carro Forte
Nega Jurema
Deixei de Fumar Cana Caiana
Cajueiro & Rio das Pedras
Be a Bá
Bicharada
Marujo
Cintura Fina
Selim
Tora Tora (não executada na íntegra, devido a problemas técnicos)
Eu Quero Ver O Oco
Reggae do Manero
A Mais Pedida
Mulher De Fases
Bonita
Aquela
Me Lambe
I Saw You Saying (That You Say That You Saw)
Bestinha
Mas Vó
Papeau Nuky Doe
Tá Querendo Desquitar (Ela Ta Dando)

Vida longa ao Rock n'Roll!

Agradecimentos à Opinião Produtora

Fotos: Sônia Butelli Fotografias
https://www.flickr.com/photos/[email protected]/



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: A tour de Powerslave quase acabou com a bandaIron Maiden
A tour de Powerslave quase acabou com a banda

Ozzy Osbourne: O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!Ozzy Osbourne
"O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"


Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin