Setembro Negro: celebração Black Metal em Porto Alegre

Resenha - Setembro Negro (Bar Opinião, Porto Alegre, 06/09/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.








Em sua décima edição consecutiva, o Setembro Negro trouxe mais uma vez para Porto Alegre duas das maiores referências do black metal mundial. O festival - agendado para uma véspera de feriado e em um horário totalmente fora do comum (18h) - levou cerca de duzentas pessoas ao Bar Opinião para assistir os shows das bandas ENTHRONED e GORGOROTH.

Fotos: Sophia Velho

Com a casa aparentemente vazia, os belgas do ENTHRONED subiram ao palco precisamente às 19h para iniciar o seu repertório, que privilegiou em seu set o mais recente álbum do grupo, "Pentagrammaton" (2010). A banda, totalmente reformulada em comparação com o line-up que visitou a capital gaúcha em 2008, trouxe para o Bar Opinião Nornagest (vocal), Neraath (guitarra), Tzelmoth (guitarra), Phorgath (baixo) e Garghuf (bateria). Depois da introdução "In Missi Solemnbvis", o quinteto emendou "The Vitalized Shell" e "Rion Riorrim" - novidades ainda desconhecidas pelo público que já se acumulava em bom número na pista.

Embora a banda não mostre muito carisma sobre o palco, a atuação de Normagest fez muita diferença para o resultado final da apresentação do quinteto belga. Os gaúchos, mesmo sem conhecer a maioria das músicas do ENTHRONED, respondiam intensamente aos pedidos do vocalista - fosse para sacudir a cabeça ou para abrir rodas de moshs. Em uma performance instrumental verdadeiramente impecável, o grupo trouxe uma sequência interessante de músicas densas, agressivas e obscuras no seu repertório. Entre elas, "The Seven Ensigns Of Creation" e "Bloodline" foram anunciadas antes da sua execução.

Depois de cinquenta minutos de espetáculo, o ENTHRONED encerrou o seu set destacando o respeito pelo público brasileiro - a banda gravou o disco ao vivo "Black Goat Ritual" (2005) justamente na capital gaúcha - sem deixar de mencionar o fim de mais uma turnê pelo país, que contou ainda com shows em São Paulo e Belo Horizonte. De qualquer forma, o que se sobressaiu na primeira apresentação da noite foi o caráter contemplativo da plateia - que preferiu registrar o momento em suas máquinas fotográficas a participar de uma celebração black metal.

Com o público correndo para frente do palco, a apresentação dos noruegueses do GORGOROTH iniciou precisamente às 20h15 - com uma versão estendida para a introdução "Introibo ad Aleatare Satanas". Desde o primeiro minuto de show, ficou evidente o caráter acentuadamente visual do quinteto - através da movimentação em cena e do figurino que privilegiava uma série de adereços metálicos - além da corpse paint característica do black metal.

No repertório, destaque para o mais recente álbum dos noruegueses: "Quantos Possunt ad Satanitatem Trahunt" (2009). De qualquer maneira, Pest (vocal), Infernus (guitarra), Skyggen (guitarra), Boddel (baixo) e Vyl (bateria) não deixaram de fora do set composições mais conhecidas pelo público gaúcho, como "Unchain My Heart" e "Destroyer" - essa última chegou a ser pedida por um fã mais exaltado no início da apresentação do GORGOROTH. Com composições de maior impacto, o espetáculo do quinteto norueguês se sobressaiu ao show do ENTHRONED pelo nível técnico - mas sem atingir o mesmo índice satisfatório de interação com a plateia.

Entre as músicas novas, destaque para "Prayer" e "Satan-Prometheus" - que foram identificadas com facilidade em meio a outras dez faixas executadas ao vivo pelo quinteto. Do mesmo modo que a banda de abertura, o GORGOROTH trouxe - pela segunda vez a Porto Alegre - um show verdadeiramente intenso e coeso. O vocalista Pest, que retorna ao grupo após a saída de Gaahl em 2007, é o grande nome da banda norueguesa. Com exata uma hora de show, o GORGOROTH encerrou a sua participação no Setembro Negro com a obscura "Revelation of Doom" - a única previamente anunciada pelo frontman.

Depois de trazer nomes de expressão como DARK FUNERAL, AVERSE SEFIRA, BELPHEGOR e DESTROYER 666 ao país, o Setembro Negro se consolida mais do que nunca como o maior evento de metal extremo no Brasil. Em Porto Alegre, um público razoável - porém satisfatório - compareceu ao Opinião, dando o indício de que a celebração black metal será novamente executada na capital gaúcha em 2011.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Enthroned"Todas as matérias sobre "Gorgoroth"


Gorgoroth: assista vídeo em homenagem ao NatalGorgoroth
Assista vídeo em homenagem ao Natal

Inacreditável: O que acontece de mais bizarro em um show de metalInacreditável
O que acontece de mais bizarro em um show de metal

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl


Musos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!Musos do Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

Linkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vícioLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício

Religião: os rockstars que se converteramReligião
Os rockstars que se converteram

Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rockA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 1 - Brian JonesZakk Wylde: ele ouve Lady Gaga e Justin Bieber ao contrário para comporDave Grohl: ele será fã incondicional do Metallica até o fim

Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.