Nação Zumbi: Caranguejos e psicodelia em POA

Resenha - Nação Zumbi (Porto Alegre, 14/03/2007)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel MDA
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Explosão percusiva, caranguejos à vista, mistura rítmica, poesia marginal, prosa futurista, crítica social, mangue, maracatu e uma guitarra a explodir. Uma das maiores bandas de Rock/Psicodélico acabara de se apresentar em Porto Alegre, na casa de shows Opinião, localizada na Cidade Baixa.

285 acessosPequeno, médio e grande: os três shows do Rock in Rio que vi pela TV5000 acessosLemmy: "Radiohead e Coldplay são bandas sub-emo"

O show atrasou, estando marcado para as onze horas e começando meia noite adentro. Enquanto bebia minha terceira cerveja o público ia chegando aos poucos, terminando em um número de mais ou menos umas cinqüenta cabeças. Pouco, para o público que a Nação realmente merece receber.

O ingresso saíra muito barato... quinze reais! Por essa bagatela a casa deveria ter recebido lotação máxima. Eis aí a confusão de valores e modismos da gurizada que lota shows de bandas como Black Eyed Peas e Jack Johnson, pagando bananas de dinheiro apenas pelo fato de tais artistas tocarem ao cansaço nas rádios pops por aí afora.

Bem... vamos ao show. Mesclando canções das antigas, tocadas na fase do brother Chico Science, como “Maracatu Atômico”, “Samba do Lado”, “Manguetown” e “Macô” - do ótimo “Afrociberdelia” - e “A Praieira” - do excelente “Da Lama ao Caos”, a canções da fase pós-Chico, como “Blunt of Judah” - uma das melhores músicas da Nação em termos de psicodelia, mostrando a maestria da percussão chefiada por Gilmar “Bola 8”, a afinação perfeita da guitarra de Lúcio Maia e a chapadeira da voz de Jorge “Du Peixe”.

Cantadas com a mesma perfeição e presentes no mesmo CD, “Nação Zumbi”, da canção “Blunt of Judah”, “Prato de Flores” e “Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada” personificaram a Nação em seu status poético e demolidor ao mesmo tempo.

Em dois momentos do Show, Jorge Du Peixe deixou o vocal e assumiu um dos tambores da Nação, demonstrando a mesma qualidade de seus colegas, aliado ainda à bateria seca e perfeita de “Pupillo” e som do bom baixista “Dengue”. Como bônus, “Toca Ogan”, um dos percussionistas da banda, pegou o microfone e emprestou ainda mais “extrasensorialidade” à viagem ao manguezal urbano.

Antes do Show terminar, a banda executou algumas músicas de seu novo álbum “Futura”, entre elas a ótima “A Ilha” e, no final, brindou os fãs com a canção “Quando a Maré Encher" - do álbum “Rádio S.Amb.A.” - hino da Nação cantado com entusiasmo pela platéia.

Propriamente fiquei um pouco ressentido de músicas como “Da Lama ao Caos”, uma das minhas favoritas da fase Chico, e “Mormaço” e “Propaganda”, da fase pós-Chico terem ficado de fora do repertório da banda. Além da ótima “Purple Haze”, do “Mestre Hendrix”, que vinha sendo executada em alguns shows em São Paulo, também deixada de lado.

Mesmo assim saí do show satisfeito e apto à propagação da melhor onda psicodélica da atualidade. Como diria “brother Chico”: “É desorganizando que eu posso me organizar”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


285 acessosPequeno, médio e grande: os três shows do Rock in Rio que vi pela TV0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nação Zumbi"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Nação Zumbi"


MotorheadMotorhead
"Radiohead e Coldplay não são rock"

Legião UrbanaLegião Urbana
Ex-baixista Renato Rocha é encontrado morto.

GóticasGóticas
10 grandes bandas do gênero dos anos 80

5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã5000 acessosMetallica: Rock In Rio explica pane que ocorreu durante o show5000 acessosPlanet Rock: as maiores vozes da história do rock5000 acessosMetallica: 3 belas canções inspiradas pelos Mitos de Cthulhu4172 acessosVenom: a desaforada carta de rejeição da EMI5000 acessosMegadeth: porque tantos foram demitidos? Mustaine tenta explicar

Sobre Daniel MDA

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online