Resenha - Nektar e Kiko Loureiro (Canecão, Rio de Janeiro, 09/11/2005)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Sylvia Helena D´Antonio
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.







O Rio Art Rock Festival comemorou seus 10 anos em grande estilo. Depois de trazer bandas como Focus, Caravan e Wishbone Ash, este ano trouxe uma lenda do rock progressivo, Nektar, e para atrair um público que não viveu esses tempos da lenda, quem abriu foi Kiko Loureiro, muito bem acompanhado por Felipe Andreoli (B) e Fernando Schaefer (D).

No início parecia que não iria encher, havia apenas algumas pessoas já sentadas e atentas. Próximo do início do show, o Canecão estava com outra cara, bem mais cheio, embora o local estivesse disposto com mesas e cadeiras, o que faz parecer ter uma quantidade menor de pessoas do que realmente havia.

Cerca de 21:45 começa bem Kiko Loureiro com “Pau-de-arara”, seguida de “Scaping” e da belíssima “No Gravity”. Sua presença de palco não é das mais animadoras, mas o público estava ansioso de ver suas músicas sendo executadas. Depois de cumprimentar a audiência, iniciou-se “Endangered Species”, passando para “La Force de L’Âme” e a incrível “Moment of truth”. Fernandão mostra sua competência em um solo de bateria, curto mas eficaz, e inicia com Felipe a percussão para “Tapping Into My Dark Tranquility”. Kiko fecha assim o show, com “In a Gentle Way” e “Enfermo”.

Às 23:30 entram no palco pela primeira vez no Brasil, Roye Albrighton (G), Randy Dembo (B) Ron Howden (D) e Tom Hughes (K), formando a lenda do rock progressivo, Nektar. Eles vieram com todo ânimo, e começam com um clássico, “Tab In the Ocean”, onde um público animado vagueava junto com suas várias mudanças rítmicas. Na seqüência “Crying in the Dark”, emendando na famosíssima (graças ao cover feito pelo Iron Maiden) “King of Twilight”. “Remember The Future (part 1)” começa para a alegria do público que em sua maioria esperou cerca de 30 anos por este show, e eles realmente não economizaram nos improvisos. “Cast You Fate” animou mais aquele publico sedento por um bom prog. As próximas “The Debate”, do último álbum de estúdio, Evolution, “Man In The Moon” e “Dream Nebula” cativaram atenção, sem grandes comoções, até o inicio da marca registrada da banda, “Desolation Valley”, onde a galera foi ao delírio. Em seguida, do álbum Down to Earth tocaram “Thats Life” e “Show me The Way”. Quem não viajou em “A Day In Life of a Preacher” seguida de “Squeeze”? Terminaram o set com a segunda parte de “Remember the Future”, bastante ovacionada, e “Recycled (part 1)”, que comprovou o quanto o Nektar veio com disposição e mostrou ao público carioca como se faz um bom rock progressivo. Não economizaram nem um pouco em seus improvisos e viagens, esbanjando bom gosto e criatividade.

Para o Bis, deixaram três grandes clássicos que fizeram todos na platéia delirar e se sentir novamente em 1970: “Good Day”, “Fidgety Queen” e “Woman Trouble”. Quase 2:30 da manhã, um público contente, que esperou 34 anos por este show, definitivamente saiu satisfeito!

Set-list:
Tab in the Ocean
Cryin' in the dark
King of twilight
Remember the future (part 1)
Cast you fate
The debate
Man in the moon
Dream nebula
Desolation valley
Thats life
Show me the way
A day in the life of a preacher
Squeeze
Remember the future (part 3)
Recycled (part 1)

Good day
Fidgety queen
Woman trouble

Contei com a colaboração de Renato Cruz, da loja Scherehazade, do Rio de Janeiro. Renato é fã convicto de Nektar e foi fundamental para a finalização desta matéria.

Fotos Kiko: Mauricio Von Abel
Fotos Nektar: Sylvia Helena D’Antonio

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AngraAngra
Banda reage à tragédia com Adrenaline Mob

1719 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons896 acessosAngra: mais um vídeo das gravações do novo álbum1864 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?2603 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Andre MatosAndre Matos
"Às vezes, acabar com uma banda é melhor que mantê-la!"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Primeira vez com uma arma na mão

MegadethMegadeth
Por que essa é a melhor formação de todos os tempos?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Nektar"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

AC/DCAC/DC
As 10 melhores músicas da banda com Bon Scott

NirvanaNirvana
Site elege as dez melhores músicas do grupo

Pain Of SalvationPain Of Salvation
Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas

5000 acessosQuiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 19855000 acessosDanilo Gentili: O sertanejo tem mais atitude roqueira que o próprio roqueiro5000 acessosMotorhead: destaques do funeral de Lemmy Kilmister5000 acessosLady Gaga: fã de Iron Maiden e Black Sabbath?5000 acessosGhost: a banda é um projeto solo meu, assume Tobias Forge2327 acessosDio: os álbuns com o vocalista, do pior para o melhor

Sobre Sylvia Helena D´Antonio

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Sylvia Helena D´Antonio no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online