O Terço: Formação clássica, casa cheia, som redondo

Resenha - O Terço (CIE Music Hall, São Paulo, 09/06/2005)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bento Araújo (www.poeirazine.com )
Enviar correções  |  Ver Acessos





Fotos de Toni De Gomes

Formação clássica, casa cheia, som redondo e uma noite praticamente de verão... deu tudo certo.

Hinds, Magrão e Venturini deleitaram os presentes com uma performance de primeira. Tudo com um visual bem bacana também, inclusive com um telão redondo que passava imagens dos anos 70 enquanto o grupo ia tocando clássico atrás de clássico...

A guitarra do Sérgio Hinds estava perfeita, com um timbre maravilhoso! Pena que as cadeiras do CIE Music Hall (antigo Direct TV e mais antigo ainda Palace) não tinham um encosto para a cabeça, pois viajar ouvindo a guitarra do Hinds sem ter onde apoiar a cabeça e sentir a brisa da estrada não tem graça.

"1974", "Jogo das Pedras", "Vôo da Fênix" (será que eles gostam do Grand Funk Railroad?), "Ponto Final" (essa realmente de arrepiar), "PS. Apareça" e "Tributo ao Sorriso" (essas lá do comecinho do Terço, a época dos Festivais da Canção...) todas marcaram presença ilustre no espetáculo.

Legal foi ver o trio empunhar violões para a execução de "Queimada", "Foi Quando eu vi aquela lua passar", "Pássaro", "Flor de La Noche II" e "Casa Encantada". Tivemos também um quarteto de cordas para "Sentinelas Do Abismo" e "Criaturas da Noite", o que deu um clima especial ao show. "Hey Amigo" ficou para o final, fazendo todo mundo levantar e dançar.

Após o show a banda recebeu a imprensa e muitos fãs nos camarins. Simpatia total por parte dos músicos, que receberam um a um do pessoal que aguardava e formava uma imensa fila do lado de fora.

Curioso notar a presença nos camarins do simpático apresentador global Chico Pinheiro, fãnzaço e amigo dos rapazes.

Parabéns ao Alexandre Maraslis, empresário que organizou essa volta da banda e que recebeu muito bem o pessoal da poeira Zine. O cara tem apenas 32 anos e acredita bastante na boa música, tanto que é exatamente ele quem está trazendo o Premiata Forneria Marconi ao nosso país, agora na virada do mês...

Agradecimentos especiais a Irinéa Ribeiro, que também participou do show e era esposa do grande Moreno, baterista do Terço nos álbuns clássicos.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Terço"


Vício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroínaVício
Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre Bento Araújo (www.poeirazine.com )

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.