Resenha - Grave Digger (Via Rebouças, Curitiba, 03/10/2003)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício He-Man
Enviar Correções  





Fonte das fotos: http://www.afterhour.com.br

Sexta-feira, dia 03 de outubro, no Via Rebouças em Curitiba, aconteceu o show do GRAVE DIGGER. Via Rebouças é um lugar pequeno, mas, estava lotado. Quase todos os mil ingressos foram vendidos. Calcula-se que entre ingressos e convites 950 pessoas estavam no local.

Por volta de 22h30 entrou no palco a ótima STEEL WARRIOR, banda de True Metal de Santa Catarina. Fizeram um show sólido e com boa participação do público, que já os conhecia. Tocaram músicas de seus dois CDs. Soltando petardos como "Army Of The Time", "Your Majesty’s Return", "The First Warrior", "Power Metal", entre outras, e dois covers, "Rock You Like A Hurricane", do Scorpions e "Chains And Leather", do Running Wild. Pena que deu queda de energia no palco por duas vezes, atrapalhando um pouco a apresentação, mas a banda, com muito profissionalismo, conseguiu contornar e manteve o pique. Mesmo com esses probleminhas o STEEL WARRIOR teve uma ótima performance.

Quase meia noite, começa o play back de "The Ring" e adentra o palco The Reaper, em seguida Jens Becker, Manny Schimdt , Stefan Arnold e por fim Chris Boltendahl, e já saem detonando "Rheingold", seguida por "The Dark Of The Sun". A essa altura Chris já estava admirado com a participação do público, que cantava as músicas junto com a banda. Por certo ele não esperava que a galera daqui conhecesse tanto suas músicas. Foram várias e várias as vezes em que se notava sua expressão de espanto com a participação do povão.

E assim se seguiram "Son Of Evil", "Lionheart", "Circle Of Witches", "The Reaper", "Valhalla", "Ballad Of Mary", "Maidens Of War", "Scotland United", "Witch Hunter", "Excalibur", "Morgane Le Fay", "Knights Of The Cross" e "Rebellion", primeiro bis, "Twighlights Of The Gods" e "The Round Table", segundo bis, "The Grave Digger" e "Heavy Metal Breakdown".

A apresentação da banda foi perfeita em todos os sentidos. Para quem acha que no "Tunes Of Wacken", houve alguma mexida pós gravação nos vocais do Boltendahl, pode esquecer. O cara canta aquilo e um pouco mais. Jens Becker quase não se mexe no palco, mas, se mexer para quê? Ele segura a base de maneira soberba, um baixista como poucos no heavy metal. Manny Schmidt faz a sua parte com muita autoridade; claro que o Uwe Lulis tinha mais cara de Grave Digger, mas o Manny em momento algum deixou à desejar, com solos consistentes e sem nenhum senão. Stefan Arnold é um tremendo baterista, que com seus timing e feeling, dispensa qualquer técnica superior, pois é daqueles que tocam com a emoção e isso se transforma em energia pura para as músicas. HP Katzenburg, ou The Reaper, como preferirem, leva os teclados de maneira coesa e inteligente, pois, não se trata do estilo de teclado do chamado metal melódico, por exemplo, que cobre as músicas e por vezes se torna chato, prejudicando inclusive o peso das músicas. No caso dele o teclado entra segurando alguma base, complementando algumas músicas, e até mesmo dando clima viajante em outras; por vezes você nem se lembra que o GRAVE DIGGER utiliza teclados.

Enfim, foi um show memorável, que ficará por muito tempo na memória daqueles que lá estiveram. Outras coisas que ficarão na memória do fã mais atento foram as duas última frases: "CYA SOON" e "IN 2005 WE WILL RETURN BACK HERE. I PROMISE!". Foi um show simplesmente inesquecível e os fãs saíram ainda mais felizes com essa promessa, já que foi a primeira vez que aportaram por aqui e o Chris, que é quem manda em tudo no GRAVE DIGGER, lá só é feita a sua vontade, prometeu voltar.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Grave Digger: A pior situação de todos os tempos para um artistaGrave Digger
A pior situação de todos os tempos para um artista

Grave Digger: Uma das melhores baladas que escrevemos, assista o vídeoGrave Digger
"Uma das melhores baladas que escrevemos", assista o vídeo

Grave Digger: banda libera bastidores de gravação do próximo álbum

Grave Digger: Ozzy foi a pior performance que vi na minha vidaGrave Digger
Ozzy foi a pior performance que vi na minha vida

Anos 90: 10 shows pouco comentadosAnos 90
10 shows pouco comentados


Heavy Metal: as 10 introduções mais matadoras do estiloHeavy Metal
As 10 introduções mais matadoras do estilo

Heavy Metal: celebridades que curtem ou já curtiramHeavy Metal
Celebridades que curtem ou já curtiram


Sobre Maurício He-Man

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin