Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O baixista emérito do METALLICA, JASON NEWSTED, forneceu ao site estadunidense ULTIMATE CLASSIC ROCK um testemunho bastante racional e apaixonado sobre a eterna - e ridícula - questão do uso da palheta ou não para se tocar baixo. O texto abaixo é um a tradução para o português do trecho da entrevista.

Metallica: show S&M² volta aos cinemas brasileiros neste mêsOh, não!: clássicos que foram "estragados" pelo tempo

Você tem alguma peculiaridade como músico - algum detalhe que se destaque em você?

Jason: Ah, acho que sim, agora que você perguntou. Não exatamente em relação a equipamento. Eu não sei se vem de algum lance estranho de provocação lá do começo. Eu tenho que ter uma palheta de baixo no meu bolso traseiro esquerdo de qualquer coisa que eu vista. Não importa se é no meu pijama ou num smoking, tem que estar lá. Eu realmente lesionei meus dedos no começo da carreira tocando baixo - lesionei mesmo - pra valer.

As pessoas ficam tipo, 'por que você é tão fresco?' e eu respondo tipo, 'sim, okay, se você tivesse feito o que eu fiz quando eu fiz, cara, você estaria em uma poça no chão, então é melhor que você fique na sua. ' A coisa toda é que eu tive que trabalhar com uma palheta para poder continuar tocando baixo. Eu me debilitei de tanto tocar com os dedos. Eu o fiz por um tempo e todo mundo dizia 'você não é um baixista legítimo porque você toca com uma palheta' e daí Lemmy veio e eu pensei, 'ah sim, mesmo? Quem é o merda agora?' E daí, à medida que o tempo passou - as pessoas me perturbaram por um tempo e eu entrei em meu modo analítico e disse, 'okay, vamos colocar isso em perspectiva. ' Eis que há um baixista bilionário no universo, e só houve um deles na história. Você sabe quem é?

Ah, não assim de cabeça.

Jason: Paul McCartney!

Ah sim, Claro!

Jason: E ele toca com palheta, irmão - e sempre tocou! Okay? E eu estou em algum lugar nessa linha, lá pela décima posição no quesito venda de discos - estou no Top 20, eu acho. Eu toco com uma palheta. Lemmy é o baixista de metal mais fudido que já existiu, no que diz respeito a ataque, liderando uma banda e a atitude do metal a vida toda. Ele toca de palheta. Você não tem como argumentar contra isso e você não tentaria.

Caras diferentes como Sting... caras que são os maiores e mais bem-sucedidos baixistas, tocaram com palheta. Então, com o tempo, eu pensei, 'hmmmm, okay'. Mas sempre teve essa parada, ter aquela palheta no meu bolso de modo que, se alguém me convidasse, eu estaria pronto. Então olha só: agora que você trouxe isso à tona, eu vou comentar - é estranho pra burro. Eu já fiz 50 entrevistas nos últimos dois dias e não disse isso a ninguém. No Rock And Roll Hall Of Fame - nós fazemos nosso discurso de agradecimento e estamos lá no palco com Ray Burton [pai do finado baixista CLIFF BURTON] e estamos falando e todo mundo feliz. Estamos flutuando no palco, certo? Estamos nervosos pra cacete. Você não tem como imaginar qual é a sensação.

Eu estou com meu chique terno novo feito sob encomenda e tudo mais e caminho ate o cara e não é o meu técnico do Metallica - ele está tomando conta de Robert [Trujillo] agora, então ele teve que contratar outro cara para cuidar do meu baixo do outro lado. Então os caras estão todos prontos, eu estou saio pro palco, enfio a mão no bolso traseiro e adivinha o que não está lá?

A palheta! Wow!

Jason: [risos] Não é como se não fosse um grande momento ou algo assim. Então eu corro pro cara e, felizmente, meu amigo Zach [o técnico de baixo do Metallica, ZACH HARMON] tinha dito a ele 'é melhor que você tenha uma palheta pronta para aquele cara e a coloque na palma da mão dele quando ele vier até você' E aquele cara estava com ela na mão dele e ele a colocou na minha palma e eu me virei e 1-2-3-4 BAM e mandamos ver. Mas, quero dizer, de todas as vezes que eu poderia estar sem palheta, logo essa... Em qualquer outra ocasião, atrapalha, mas nesse momento em particular, quando eu tinha que tê-la para o maior dos prêmios. Ah, mano. Meio irônico.

Parece que funcionou na hora, eu diria.

Jason: Passou perto. [...]




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Instrumentos"Todas as matérias sobre "Jason Newsted"Todas as matérias sobre "Metallica"


Metallica: show S&M² volta aos cinemas brasileiros neste mêsMetallica
Show S&M² volta aos cinemas brasileiros neste mês

Metallica: S&M2 obtém a maior bilheteria de um filme de rock da históriaMetallica
S&M2 obtém a maior bilheteria de um filme de rock da história

Bateristas: 5 músicos que fizeram apenas um show em bandas clássicas do RockBateristas
5 músicos que fizeram apenas um show em bandas clássicas do Rock

Babymetal: elas aprenderam a fazer metal com o MetallicaBabymetal
Elas aprenderam a fazer metal com o Metallica

Loudwire: site listas as músicas do Metallica, da pior para a melhorLoudwire
Site listas as músicas do Metallica, da pior para a melhor

Metallica: "Welcome Home (Sanitarium)" ao vivo em ManchesterGrandes covers: cinco versões para "Orion", a inesquecível instrumental do Metallica

Metallica: Lars Ulrich toca bateria em show do Mumford & SonsMetallica
Lars Ulrich toca bateria em show do Mumford & Sons

Metallica: James está fazendo o que é preciso para se curar, diz LarsMetallica
"James está fazendo o que é preciso para se curar", diz Lars

Músicas imortais: One, um dos maiores momentos da historia do metalMúsicas imortais
"One", um dos maiores momentos da historia do metal

Metallica: vídeo profissional de "Fade to Black" em Brussels, Belgium

Lars Ulrich: filmando show do Guns N' Roses diretamente do palcoLars Ulrich
Filmando show do Guns N' Roses diretamente do palco

UFO: Kirk Hammett sobe ao palco com a bandaUFO
Kirk Hammett sobe ao palco com a banda

Metallica: A banda foi ouvida na trama da novela Top Model em 1989Metallica
A banda foi ouvida na trama da novela Top Model em 1989

Metallica: os compositores eruditos queriam fazer heavy metal, diz KirkMetallica
"os compositores eruditos queriam fazer heavy metal", diz Kirk

Ace of Spades: se ela fosse do Metallica, Maiden, Nirvana ou ZZ Top?Ace of Spades
Se ela fosse do Metallica, Maiden, Nirvana ou ZZ Top?

Metallica: 20 grandes riffs que não foram compostos por James HetfieldMetallica
20 grandes riffs que não foram compostos por James Hetfield

Metallica: a canção que fez Kirk Hammett virar guitarristaMetallica
A canção que fez Kirk Hammett virar guitarrista


Oh, não!: clássicos que foram estragados pelo tempoOh, não!
Clássicos que foram "estragados" pelo tempo

Débil Metal: quando os fãs assustam os ídolosDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

Heavy Metal: 5 músicos que não são metaleiros mas amam o estiloHeavy Metal
5 músicos que não são metaleiros mas amam o estilo

Slayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismoSlayer
Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Mulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesaMulheres no Rock
As mais importantes segundo rádio inglesa

Cliff Burton: um hippie headbangerCliff Burton
Um hippie headbanger

Iron Maiden: Assista reação de Rebecca Vocal Athlete ao ouvir Hallowed Be Thy NameIron Maiden
Assista reação de Rebecca Vocal Athlete ao ouvir "Hallowed Be Thy Name"


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336