Resenha - Angra (Lapa Multishow, Belo Horizonte, 18/10/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leonardo Oliveira e Rodrigues
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos do show de São Paulo, por Patrícia De Pierro

1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify5000 acessosFotos de Infância: Ozzy Osbourne


Quem disse que o Heavy Metal morreu? O público que esgotou os ingressos, postos a venda antecipadamente pelo Lapa Multishow, casa de shows que usualmente recebe bandas de pagode e forró, certamente não concorda com a idéia de que o gênero musical que faz jovens se vestirem de preto e se esgoelarem feito platéia de auditório, tenha recebido a derradeira extrema-unção. Dez meses após sua última passagem pela capital mineira, o Angra volta a Belo Horizonte na turnê de divulgação do mini-álbum "Hunters And Prey", lançado no início do ano. O grande porém da noite, foi sem dúvida a falha da produção, que não escalou nenhuma banda de abertura, deixando a platéia de pé e entediada por cerca de três horas e meia após os portões serem abertos.

Por volta de 23h08, ecoavam as primeiras notas da intro "In Excelsis", que, assim como no álbum "Rebirth", precedeu a empolgante "Nova Era". Nessa música mal era possível ouvir a voz de Edu Falaschi, tamanho o entusiasmo dos fãs ao cantar cada verso. Uma entrada apoteótica. Logo vieram "Acid Rain", a clássica "Angels Cry" e a bela "Heroes Of Sand", deixando claro que a formação que debutou no primeiro semestre de 2001 nada fica devendo ao vivo à formação que gravou os primeiros álbuns da banda.


Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro - mais frio do que o de costume - foram precisos como sempre, executando com maestria cada nota de cada solo, como se não estivessem tocando para mais do que meia dúzia de gatos pingados. Também merecem destaque a bela interpretação de Rafael, ao violão e voz, em "Reaching Horizons" e os solos de baixo e bateria feitos respectivamente pelo "Prodígio", Felipe Andreoli, e pelo "Polvo", Aquiles Priester. A presença de palco do grupo é marcante, e a voz de Edu parece melhorar a cada apresentação.

Pôde-se notar que as músicas gravadas originalmente pela antiga formação, estão, cada vez mais, perdendo espaço no set-list da banda. Apenas cinco delas foram executadas, cedendo espaço a temas como "Live And Learn", "Hunters And Prey" (cantada com trecho em português) e a balada "Bleeding Heart", todas pertencentes ao mais recente trabalho.

Para encerrar, a sempre pedida "Carry On", seguida pela surpreendente versão de "Crazy Train", cover do Mr. Madman, Ozzy Osbourne.

O Angra sai de BH consagrado junto ao publico, provando, mais uma vez, que o Heavy Metal está mais vivo do que nunca. Foram duas horas do verdadeiro metal, sem modismos ou coisas do tipo, para deleite dos fãs do estilo.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

AngraAngra
Veja Rafael "ensinando" Valverde a tocar bateria

1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1289 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas2419 acessosAngra: "reunião" durante aniversário de Paulo Baron, veja vídeo639 acessosBruno Sa: comenta a morte de Paul O'Neill e relembra audição1075 acessosAquiles Priester: No lugar onde montou a sua primeira bateria0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó

Rafael BittencourtRafael Bittencourt
Com o Aquiles eu não mantenho mais contato

Dave MustaineDave Mustaine
Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Ozzy Osbourne muito antes da fama

Max CavaleraMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros

SlipknotSlipknot
Veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuais

5000 acessosAxl Rose: quatro páginas de pedidos para camarim no RIR5000 acessosKiss: vídeo com Gene Simmons em cena de sexo?5000 acessosSpin: os 100 maiores guitarristas de todos os tempos5000 acessosOasis: 25 xingamentos e frases de Liam Gallagher5000 acessosLos Angeles: fotos de roqueiros célebres em situações cotidianas5000 acessosGuns N' Roses: Slash vai se reunir com a banda? Nunca diga nunca

Sobre Leonardo Oliveira e Rodrigues

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online