Resenha - Festa do Dia Mundial do Rock Brasil 2000 (Broadway, São Paulo, 14/07/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Carol Oliveira e Patrícia De Pierro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Edu Falaschi - Angra
Edu Falaschi - Angra

A rádio Brasil 2000 comemorou antecipadamente o Dia Mundial do Rock e levou à casa noturna Broadway no dia 11 de julho as bandas Inocentes, Holy Tree e Angra.
1732 acessosAngra: "Você vai fazer xixi de tanto gostar do novo álbum"5000 acessosBaixistas: Os 10 maiores segundo os leitores da Rolling Stone

Quem abriu o show foi o ex-calouro do Raul Gil - agora contratado pela Warner – Russo. Sua performance impressionou a todos, pois o cara canta, toca violão, gaita e ainda faz a percussão, quase tudo ao mesmo tempo. No repertório clássicos de Janis Joplin, Creedence e Led Zeppelin.

Na sequência veio a galera do Holy Tree, para quem não conhece é a banda que acompanha o Supla. George (guitarra e vocal), Tito (baixo) e Zé (bateria) mostraram que são muito mais do que a banda de apoio do Supla e mandaram um punk rock de primeira com músicas próprias cheias de influências de Clash e Sex Pistols e alguns covers.

Depois de uma longa espera, subiu ao palco aquela que visivelmente era a banda mais aguardada da noite. O Angra fez um show curto e com equipamento da casa, o que prejudicou um pouco a qualidade do som. Abriram, como de costume, com “Nova Era” seguindo com “Metal Icarus” e “Rebirth”.

Clemente - Inocentes
Clemente - Inocentes

O show contou com a participação especial e um tanto inusitada, do guitarrista do Sepultura Andreas Kisser na música “The Number of the Beast”, cover do Iron Maiden. Durante a execução da mais pedida “Carry On” uma falha no equipamento interrompeu o som das guitarras, deixando Kiko e Rafael na mão e os fãs sem ouvir o final da música. Para salvar a banda do constrangimento, Aquiles emendou um solo de bateria com um trecho de “Painkiller”. Fecharam o show com “Angels Cry” e com uma homenagem à seleção pentacampeã, tocando a versão heavy metal de “Pra frente Brasil”.

A apresentação do Inocentes começou por volta das três horas da manhã e a essa altura grande parte do público já tinha ido embora. Sorte de quem ficou, pois pôde conferir músicas como “Pânico em SP”, “Desequilibrio” e “Expresso Oriente” sendo executadas com muita energia por Clemente, Ronaldo, Anselmo e Nonô. Tocaram também o hit “Cala a Boca” do álbum Embalado à Vácuo, que foi cantado em coro pelo público, além dos covers “Verme” (Garotos Podres) e “São Paulo” (365).

Em seguida se apresentou a banda Merkinball (Pearl Jam cover) e para fechar a noite O Surto. Porém nem vamos comentar aqui o show dessa última banda, já que como quase todo o público - que preserva seus ouvidos - fomos embora antes do início da apresentação da mesma.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

1732 acessosAngra: "Você vai fazer xixi de tanto gostar do novo álbum"1211 acessosAngra: Tira o Gate do Bumbo, Emiliano!348 acessosAngra: Felipe Andreoli lança curso online723 acessosAngra: 10 Melhores músicas no Disco Voador Rocks1250 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?1301 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Aprenda a ganhar dinheiro sendo músico

AngraAngra
Problemas não se resolvem com sonho de doce de leite

AngraAngra
Edu Falaschi: "Sempre fui fã da Legião Urbana!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Inocentes"0 acessosTodas as matérias sobre "Holly Tree"

BaixistasBaixistas
Os 10 maiores segundo os leitores da Rolling Stone

Sex PistolsSex Pistols
"Sid Vicious não matou Nancy Spungen!"

Humor involuntárioHumor involuntário
As resenhas de discos da Rock Brigade na década de 80

5000 acessosAxl Rose: ajudando a confortar garçonete que sofreu ofensa racista5000 acessosGutural: mulheres que fazem vocal em bandas de Metal5000 acessosSlash: "O Velvet Revolver foi divertido, mas um desastre"5000 acessosLed Zeppelin: Page ignorou pedidos de Clinton e Obama por reunião5000 acessosStephen King: blog elege Top 5 das canções inspiradas em sua obra5000 acessosDream Theater: garota de 10 anos em um destruidor cover na guitarra

Sobre Carol Oliveira

Seu primeiro contato com o metal foi em 1993, quando, na época com 13 anos de idade, driblou a censura do Parque Antártica para assistir a apresentação do Metallica. Desde então gasta horas do seu dia e boa parte do seu salário vasculhando o que há de melhor entre os vários estilos musicais. Curte dos clássicos setentistas, passando pelo hard rock “farofa”, heavy metal e até mesmo indie e britpop. Formada em Radio e TV, já trabalhou em veículos como a Rádio Transamérica e o SBT, hoje é uma das sócias da MiG-18, a primeira agência de comunicação voltada pro mercado musical.

Mais matérias de Carol Oliveira no Whiplash.Net.

Sobre Patrícia De Pierro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Patrícia De Pierro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online