Keith Richards: "A fama é mais assassina do que as drogas"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carol Albuquerque, Fonte: Gigwise.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Keith Richards, guitarrista do ROLLING STONES, disse em entrevista ao Gigwise em novembro de 2010 que "a fama pode ser mais assassina do que as drogas" e que temia por seu companheiro de banda Mick Jagger na década de 80.

251 acessosAlta Fidelidade: os Stones percorrem a América Latina em doc5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem ao Iron Maiden (I)

"A fama é mais assassina do que as drogas no meu ponto de vista. Muitas pessoas de bom caráter provaram de uma dose de fama e foram parar em outro mundo. Finalmente você sabe que você não pode trazê-los de volta. E junto com a fama vêm decisões terríveis sobre o que fazer, quem você pensa que é e como tratar as outras pessoas", diz Richards.

Em sua biografia, Keith ele diz que ficou "muito, muito preocupado" com Jagger, pois, ele ficou obcecado pela fama: "Eu tenho que falar em defesa do meu amigo, claro que eu escrevi a música e eu estou saindo e fazendo shows, mas nesse período eu não tinha nada a ver com a direção dos Stones - ele assumiu o controle, ele assumiu que ele era o líder ", disse Richards. "Ele não queria abrir mão de certas coisas e ele achava que era maior do que os Stones e isto começou a me aborrecer e logo depois eu me irritei".

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 04 de junho de 2014

Rolling StonesRolling Stones
Livro, novo álbum e documentário em breve

251 acessosAlta Fidelidade: os Stones percorrem a América Latina em doc148 acessosEm 05/07/1969: Stones tocavam para 500 mil pessoas no Hyde Park751 acessosMick Jagger: irmão acha que ele fará uma vasectomia0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rolling Stones"

Rolling StonesRolling Stones
Banda comete gafe e zoa o São Paulo sem querer

Axl RoseAxl Rose
Dez grandes performances sem Slash ou Duff

Na cadeiaNa cadeia
Astros do rock que foram enjaulados

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Polícia"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"

TatuagensTatuagens
Homenagens à banda Iron Maiden na pele dos fãs

Dave MustaineDave Mustaine
Por que ele perdeu seu emprego no Metallica?

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1982

5000 acessosDead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo Facebook5000 acessosRaul Seixas - Perguntas e Respostas5000 acessosTeoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?5000 acessosMetallica: crítica do livro 'Metallica; A Biografia'4218 acessosCorey Taylor: "pelo menos eles têm coragem", diz sobre Linkin Park5000 acessosParamore: o que acontece quando você ouve uma música a 33rpm?

Sobre Carol Albuquerque

Caroline Albuquerque ou apenas Carol, nasceu em São Paulo. Atualmente é estudante, guitarrista e stylist nas horas vagas. Completamente apaixonada por música, descobriu o rock muito cedo sendo assim influenciada por bandas como AC/DC, RUSH,Black Sabbath, Iron Maiden, Megadeth, Whitesnake, entre outros.

Mais matérias de Carol Albuquerque no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online