Soundgarden: novo álbum do grupo sairá em novembro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/08/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


864 acessosCornell: produtor vê "Superunknown" de outra forma após suicídio5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"

De acordo com a Rolling Stone, o SOUNDGARDEN marcou para 13 de novembro a data de lançamento de seu novo álbum ainda sem título. "Isso restabelece que ainda fazemos rock, que ainda temos peso e que ainda somos meio esquisitos", disse o guitarrista do SOUNDGARDEN, Kim Thayil, à revista. O CD terá faixas como "Blood On The Valley Floor" e "A Thousand Days Before", sendo que esta última "tem uma coisa meio índigena e interiorana", disse. "Chamamos isso de country oriental".

Depois de se reunir em 2010, o SOUNDGARDEN terminou as gravações no início desse ano da primeira leva de material totalmente novo desde o "Down On The Upside" de 1996.

A nova música do grupo, "Live To Rise", recentemente chegou ao topo das paradas de rádio da Active Rock. A canção saiu da "Avengers Assemble", a trilha sonora do filme blockbuster "Os Vingadores".

De acordo com a The Pulse Of Radio, o vocalista do SOUNDGARDEN, Chris Cornell revelou recentemente em uma entrevista para o New York Times que há umas 15 músicas dos primórdios da banda que ainda deverão ser lançadas em algum formato. Cornell explicou, "Foram as 15 primeiras que compusemos. Estavam num cassete o qual o Kim [Thayil, guitarrista] sempre se referiu como 'As primeiras 15.'" Ele acrescentou "Fomos uma banda por alguns anos antes de realmente gravarmos pra valer . . . quando íamos gravar, tendíamos a gravar as coisas mais novas que tínhamos composto, porque era o que mais nos empolgava".

Cornell prosseguiu dizendo que, como resultado, parte do material mais antigo ficou deixado de lado. Ele disse, "Nós simplesmente nos reuníamos e começávamos a compor músicas e o fazíamos muito rapidamente. E então nós discutíamos como tinha ficado o som, e então, com o tempo, acho que talvez tenhamos sido críticos demais com algumas coisas que estávamos compondo e tocando e empolgados com algumas das coisas novas que estávamos trazendo para a banda".

O baterista Matt Cameron disse à Pulse Of Radio que a abordagem da banda na forma de fazer música não mudou tão drasticamente desde os primórdios. "Começamos muito humildemente aqui no noroeste e não acho que teríamos ido muito longe com aquele tipo de ideais, que eram, sabe, fazer por conta própria, o tipo de ideal do underground oitentista", disse ele. "E simplesmente é uma sensação boa nos trancarmos juntos num recinto e compormos música juntos e tocarmos juntos o que algo que é exclusivamente só nosso."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chris CornellChris Cornell
Produtor vê "Superunknown" de outra forma após suicídio

991 acessosAnekke Van Giersbergen: uma emocionante homenagem a Chris Cornell1540 acessosHeart: "As bandas de Seattle festavam direto na minha casa"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Soundgarden"

Chris CornellChris Cornell
"O último cara que cometeria suicídio" segundo Cantrell

Top 10Top 10
Por que o grunge não está morto?

SoundgardenSoundgarden
Matt Cameron faz breve comentário sobre Chris Cornell

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Soundgarden"

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Iron MaidenIron Maiden
A tragédia pessoal do baterista Clive Burr

5000 acessosMax Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merda5000 acessosUltimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os tempos5000 acessosDavid Bowie: a última foto pública e a última foto privada5000 acessosChris Caffery: guitarrista sofreu preconceito por ser "cabeludo"5000 acessosMarilyn Manson: 10 melhores músicas segundo a Loudwire5000 acessosBlack Sabbath: Ozzy diz que a banda não gravará mais nada

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online