Napalm Death: Barney pede clemência para australianos condenados na Indonésia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Heavymag.com.au
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/01/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Dilma pediu, Mark Ruttle (primeiro ministro da Holanda) pediu e até o Papa Francisco teria pedido por clemência para os condenados à morte por tráfico de drogas na Indonésia. Joko Widodo, presidente da Indonésia, que tem entre suas promessas de campanha endurecer o trato com os traficantes negou todos os pedidos e avisou, vai negar todos os outros que aparecerem.
5000 acessosIndonésia: presidente headbanger negou clemência a brasileiro

Se mantiver sua palavra, é o que acontecerá com o pedido feito por Mark "Barney" Greenway, vocalista da banda NAPALM DEATH, em nome dos australianos Andrew Chan e Myuran Sukumaran. Os dois são réus confessos de tráfico de drogas e também estão no corredor da morte, assim como estava o brasileiro Marco Archer. Widodo sempre foi conhecido por ser um headbanger como um de nós e tem o NAPALM DEATH na sua lista de bandas preferidas, mas, nem o pedido pessoal de Greenway pode salvar a vida dos australianos.

Leia abaixo a apelação de Greenway a Widodo:

Caro Sr. Widodo,

Estou apelando diretamente a você para que, por favor, poupe a vida de Andrew Chan e Myuran Sukumaran, os dois cidadãos australianos que estão atualmente esperando a sentença de morte na Indonésia por tráfico de heroína. Como um seguidor da nossa banda NAPALM DEATH, apreciaria o fato de que nossas letras e ética desafiam o ciclo contínuo de violência no mundo, quer se trate de um estado ou de um indivíduo. Se estas coisas não forem desafiadas e, finalmente, modificadas, eu acredito que nós nunca verdadeiramente avançar como humanidade.

Eu entendo que você está se portando como um líder determinado a mudar as coisas para melhor, e então eu acredito que a concessão de clemência seria um grande passo à frente nesta busca de aperfeiçoamento. Compreendo que a heroína pode ser prejudicial em muitos níveis, mas eu acredito que este é um problema muito mais profundo que não pode ser alterado ou mudado pela simples tomada da vida das pessoas.

Novamente, eu peço respeitosamente que você faça uma diferença real e derrube essas sentenças.

Na esperança e em paz.

2798 acessosNapalm Death: Barney Greenway fala sobre presidente indonésio5000 acessosIndonésia: presidente headbanger negou clemência a traficante brasileiro2994 acessosTraficantes na Indonésia: Tony Iommi e Napalm Death ajudaram a adiar execuções2836 acessosMetallica: advogado pede ajuda da banda para salvar condenados à morte5000 acessosGuns: Axl Rose pede clemência para traficantes australianos5000 acessosAxl Rose: acusando Presidente da Indonésia de covardia

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Napalm Death"

Heavy MetalHeavy Metal
As melhores faixas de 2012 segundo o Loudwire

Napalm DeathNapalm Death
"Qualquer religião - antiga ou nova, não serve para nada!"

Metal ExtremoMetal Extremo
Os 25 melhores álbuns de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Napalm Death"


DiscórdiaDiscórdia
Alguns dos maiores insultos entre artistas

KrisiunKrisiun
Banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

A Vida Pós-bilauA Vida Pós-bilau
Vocalista do Life of Agony abre o jogo

5000 acessosGuitarra: em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu5000 acessosA História da Tatuagem: Forma de expressão artística há mais de 3.500 anos5000 acessosMetallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio5000 acessosMetallica: ilustrações do jogo de videogame abandonado5000 acessosGibson Flying V: o símbolo oitentista do Metal5000 acessosThin Lizzy, Metallica: A história de "Whiskey in the Jar"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 23 de janeiro de 2015
Post de 24 de janeiro de 2015


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online