Led Zeppelin: décadas depois, o que Robert Plant pensa sobre o álbum IV

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Digging Deep / U. Classic Rock
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em seu podcast "Digging Deep", com transcrição via Ultimate Classic Rock, o vocalista Robert Plant ofereceu uma opinião atualizada sobre "Led Zeppelin IV", quarto álbum do Led Zeppelin, lançado em novembro de 1971. O disco é considerado um dos grandes clássicos da banda e do rock em geral, por apresentar músicas como "Stairway To Heaven", "Rock And Roll", "Black Dog" e outros.

Terry O'Neill: Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantesMaridos traídos: Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'Anno

Com a acidez típica de seus comentários contemporâneos, Robert Plant afirmou que "IV" passou por um processo de concepção "meio Spinal Tap". Ele diz isso com base, especialmente, no trabalho feito em torno da capa. A arte não conta com o nome da banda e não traz nenhum título em específico: trata-se apenas de uma pintura a óleo, enquanto que a parte interna apresenta os quatro símbolos do grupo, cada um em menção a um dos integrantes.

Ao ser perguntado pelo apresentador de seu podcast, Matt Everett, sobre como iria se referir ao álbum "IV", Robert Plant disse: "Não sei. Naqueles tempos do Zeppelin, éramos muito importantes. Virou algo meio Spinal Tap, onde você não consegue lançar um álbum, mesmo que já tenha concluído as gravações, porque ainda não conseguiu acertar a capa".

Plant disse que quando perguntavam se o Led Zeppelin colocaria o nome da banda na enigmática capa do "IV", a resposta era algo como: "Está brincando? Colocar o nome da banda na capa? Isso é corporativo demais".

Por outro lado, o cantor admite que os integrantes desejavam que todos soubessem que o álbum era deles e que vendesse bem, gerasse reações e tudo o mais. "Não sei nem como chamá-lo. 'The Four Symbols' ('Os Quatro Símbolos') é como chamam às vezes", disse.

O vocalista citou "The Battle of Evermore" como uma música de destaque em "IV", pois apresentava um "extremo" em contraste à sua carreira como compositor. A ideia da música, que é inspirada em bandas de folk rock, era contar uma história de alguma desgraça iminente que foi evitada pelo espírito do povo.

Plant comentou que o Led Zeppelin teve muita sorte de contar com músicos que tinham diversas influências em suas performances. Curiosamente, a faixa é a única da carreira da banda a contar com um vocalista convidado: Sandy Denny, do Fairport Convention. Ela foi chamada após Plant ter composto a música em duas partes e, em seguida, tentou cantar ambas as vozes. "Foi uma ideia insana. Não soava bem em apenas uma voz, em um tom", disse.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"Todas as matérias sobre "Robert Plant"


Terry O'Neill: Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantesTerry O'Neill
Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantes

Leo Chaves: cantor sertanejo é fã de Elvis Presley, Led Zeppelin e DisturbedLeo Chaves
Cantor sertanejo é fã de Elvis Presley, Led Zeppelin e Disturbed

Em 08/11/1971: Led Zeppelin lançava o icônico Led Zeppelin IVEm 08/11/1971
Led Zeppelin lançava o icônico Led Zeppelin IV

Led Zeppelin: Robert Plant diz que não pode se relacionar com Stairway to HeavenLed Zeppelin
Robert Plant diz que não pode se relacionar com "Stairway to Heaven"

Led Zeppelin: Paul Stanley diz que nunca viu nada que fosse tão perfeitoLed Zeppelin
Paul Stanley diz que nunca viu nada que fosse tão perfeito

Led Zeppelin: ouça Nirvana e mais artistas que registraram suas cançõesGrandes covers: cinco versões para "Black Dog", do Led Zeppelin

Cinema: 5 filmes clássicos do Rock e seus títulos em versão brasileiraCinema
5 filmes clássicos do Rock e seus títulos em "versão brasileira"

Steve Albini: "eu não curtia Led Zeppelin quando era adolescente"

Rush: A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarristaRush
"A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarrista"

Led Zeppelin: John Henry Bonham, um bêbado raivosoLed Zeppelin
"John Henry Bonham, um bêbado raivoso"

Cover: 15 bandas que são quase tão boas quanto o originalCover
15 bandas que são quase tão boas quanto o original


Maridos traídos: Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'AnnoMaridos traídos
Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'Anno

Guns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnRGuns N' Roses
Os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336