Dragonland: Tímidas mudanças instrumentais

Resenha - Holy War - Dragonland

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcondes Pereira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Lançado no ano de 2002, "Holy War" dá continuidade à história fantasiosa iniciada pelo Dragonland em "The Battle Of The Ivory Plains" (2001). Em termos sonoros, este álbum enfatiza bastante os riffs e solos de guitarra, enquanto que as orquestrações aparecem de maneira menos abrangente do que no primeiro trabalho dos suecos.

Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritosSlipknot: "para cada Mustaine falando merda há um Hetfield"

No aspecto lírico, é possível perceber algumas mudanças, dado que a narrativa fantasiosa apresenta descrições mais detalhadas da guerra, bem como da cólera do personagem principal quanto aos deuses responsáveis pelo confronto vigente.

O instrumental, ainda que timidamente, já demonstra algumas experimentações como: Andamentos e riffs lentos, solos mais compactos, passagens acústicas e os vocais vão por um caminho mais interpretativo e menos agudo, em alguns momentos. Desta forma, mesmo sem inovar drasticamente dentro do Power Metal com texturas sinfônicas, o Dragonland consegue oferecer uma sonoridade divertida que pode agradar aos apreciadores das trilhas sonoras de filmes e jogos estilo capa e espada.

Alguns dos momentos mais divertidos presentes no trabalho são de responsabilidade das canções: " Majesty Of The Mithrill Mountains"; "Through Elven Woods And Dwarven Mines"; "Holy War" e "Forever Walking Alone"

Dragonland- Holy War
2002/ Black Lotus Records

Faixas:
1) Hundred Years Have Passed
2) Majesty Of The Mithrill Mountains
3) Through Elven Woods And Dwarven Mines
4) Holy War
5) Calm Before The Storm
6) Return To The Ivory Plains
7) Forever Walking Alone
8) Blazing Hate
9) A Thousand Points Of Light
10) One With All
11) The NeverEnding Story (Cover Limah)
12) Allemande (Cover Johann Sebastian Bach)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dragon Land"


Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritosSlash
Guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos

Slipknot: Slipknot
"para cada Mustaine falando merda há um Hetfield"

Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes

Musas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmenteHeadbangers: o preconceito mostrado em vídeo bem-humoradoJoe Lynn Tuner: "Dá para tocar bêbado mas não dá pra cantar bêbado!"Tarja: cantando "Lanterna dos Afogados" durante show no Rio; assista

Sobre Marcondes Pereira

Marcondes Pereira, paulista, poeta, escritor e tradutor em início de carreira. Gosta de escutar e estudar todos os sub-estilos de Heavy Metal, também faz algumas palestras para difundir o fascinante universo do Metal e tem fascínio pelos discos conceituais.

Mais matérias de Marcondes Pereira no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336